Sinceramente, esse episódio foi um negócio bem doido. O potencial do Issei enfim foi liberado e com isso o mesmo recebeu um grande e belo upgrade em sua força e usabilidade num rating game. Cao Cao enfim foi derrotado e apesar da assistência recebida, Issei teve um grande papel nisso. A batalha em Quioto acabou e agora o festival escolar se aproxima. O que podemos esperar dele?

No início tivemos alguns detalhes bobos e cômicos. Issei com sua história de ser um oppai dragon e toda essa questão sobre seu potencial foram cenas que apesar do efeito cômico, ficaram estranhas. Vamos lá e pense bem: quando você viu um mamilo ser um interruptor que aumentou o poder de alguém? Pois é, você nunca viu isso e apesar de bizarro eu achei bem engraçada toda essa situação. Fora isso o episódio não teve tantos acontecimentos e mesmo assim pareceu que demorou pouco tempo por conta dos detalhes mostrados. Enfim, os ancestrais do Issei foram embora e de certa forma fica um vazio nessa parte, afinal, eles seriam bem interessantes e poderiam agregar na obra, não?

De qualquer forma, Issei evoluiu e mais uma vez recebeu um grande poder em mãos. Sua adaptação não será fácil e provavelmente enfrentar Sairaorg será um teste pesadíssimo. Apesar de tudo, esse arco foi uma experiência interessante para o grupo, que além de estar sem suas líderes, enfrentou adversários superiores e puderam testar suas forças de maneira não tão arriscada (apesar das derrotas desmoralizantes). Claro que mesmo tendo uma ótima evolução Issei não iria aguentar a pressão e logicamente perderia se o primeiro Son Goku não tivesse aparecido e salvado cada um da equipe. E sinceramente seria bem interessante se houvesse mais aparições das outras divindades que estão no mesmo nível.

No fim das contas, apesar de uma grande e ótima evolução, Issei terá que trabalhar muito a fim de conseguir controlar esse poder e assim bater de frente com o Sairaorg.

Discussão