Tivemos um episódio que sinceramente não adiciona quase nada para a história no momento. Podemos dizer que foi uma espécie de preparação para o tão esperado rating game contra o Sairaorg é um pouco de sua origem. Fora isso não podemos destacar algum momento e tecer elogios e afins.

Apesar de dizer que a importância desse episódio é pequena no contexto geral, devo dizer que tivemos momentos “interessantes”. Tais momentos foram basicamente focados no Issei e sua evolução. Para quem já conhece a franquia de outros carnavais sabe que ele sempre foi um garoto imaturo e pervertido que tinha pouca profundidade. Com o tempo isso foi mudando e podemos dizer que esse episódio tratou de intensificar isso (como alguns anteriores fizeram). Issei agora é um cara que apesar de tudo, pensa e leva em consideração os sentimentos das pessoas ao seu redor, além de ponderar as consequências de suas ações. Sua evolução é extremamente bem vinda e o mais interessante disso tudo é que o mesmo simplesmente não deixou de ser engraçado e trazer os momentos de comédia.

Já nas partes mais sérias do episódio, Issei conheceu a história de seu oponente, Sairaorg, e pôde ver e entender melhor os motivos de sua personalidade amistosa consigo, um mero servo. Ele teve uma vida difícil e desde cedo tinha os acontecimentos contra ele e sua mãe que acabou sendo culpada injustamente. E isso de certa forma nos explica um pouco mais sobre a estrutura da sociedade do submundo. Ao mesmo tempo que temos uma cultura de certa forma ultrapassada, a sociedade se ambienta numa atmosfera mais moderna e atual. Com isso, Sairaorg acaba mostrando o quão importante é uma possível vitória sobre a família Gremory e Issei. Suas crenças, força e determinação são baseadas em seu passado e isso o torna extremamente forte apesar de seu poder demoníaco.

No fim, Issei e cia terão uma pedreira pela frente com Sairaorg vindo mais determinado do que nunca a vencer esse duelo. Isso acabou sendo um grande trunfo num episódio sem grandes acontecimentos relevantes e até mesmo mal acabado em ínfimos momentos. Vale mencionar também a questão sobre a relação entre Rias e Issei onde a mãe da Rias fez um belo questionamento que sinceramente até hoje eu também fazia em minha cabeça.

Discussão