Que trilha sonora incrível! Com certeza foi o ponto mais alto neste episódio! Mas não vamos tirar o mérito do belo episódio que foi.

Primeiro a resolução do nosso amiguinho Henmi Kazuo, vulgo Carinha que fica excitado com a morte. Devo dizer que ele foi um sujeito extremamente interessante, a personalidade dele é de fato me excêntrica se pararmos para comparar com os demais personagens de Golden Kamuy e, a pesar de eu não ter gostado e até acha-lo um tanto estranho, é inegável que ele é um personagem que se destaca em termos de personalidade própria. No fim, ele era apenas um maníaco que ficou fascinado pelo modo brutal que seu irmão morreu, e viu nisso um brilho imenso, e claro, ele também queria ser uma estrela. Depois de quase morrer com um tiro de um soldado da sétima divisão, depois de quase morrer lutando contra o Sugimoto, acabou que ele foi morto por uma orca, bom, pelo menos eu acho que sim, nessa altura do campeonato fica meio difícil tentar adivinhar qual foi o real motivo de seu falecimento. E bem, se seu irmão foi uma estrela por morrer no ataque de um animal selvagem, ele com certeza é uma constelação, afinal, ele foi atacado por três animais.

Cada vez mais o Tsurumi tem seu objetivo alcançado pelo Sugimoto e seu grupo. Com certeza deixar o trabalho para eles foi algo muito inteligente, sem contar que ele está fazendo aquele clássico papel de supervisor enquanto os “empregados” fazem o trabalho. Claro que ele pode ter feito a cabeça de muita gente com aquele discurso “populista” já mostrado anteriormente no anime, e é natural que hajam opositores, mas oposição dos próprios subordinados a ponto de planejar uma traição? Isso com toda certeza me pareceu bem interessante e é inegável que é de dar ansiedade para ver o que acontecerá em breve, apesar claro, de achar que o Tanigaki vai conseguir matar os dois “caçadores”.

E agora, temos a situação que dá nome à um mangá extremamente conhecido por aqui, sim, estou falando do nosso querido Hunter x Hunter – que está em hiato ainda e eu já decidi retomar a leitura apenas quando ele estiver finalizado, isto é, se eu ainda estiver vivo. – Aqui temos uma situação bem parecida com aquela de alguns episódios atrás, onde há caçadores se caçando, é, parece redundante, e talvez realmente seja. Não mataram o Tanigaki quando tiveram chance, e agora, o contra-ataque é inevitável, afinal, você mata ou morre.

O Hijikata faz coisas tão simples (e algumas bem incrédulas), mas são pequenas coisas assim que fazem dele um personagem tão interessante, pois é algo parecido com o Coringa (Joker) do Batman: O Cavaleiro das Trevas (Batman: The Dark Knight), onde, por ser um personagem tão “sombrio”, você nunca sabe qual o próximo passo dele – mas calma, eu tenho consciência que o Hijikata de Golden Kamuy não está nem próximo do nível do grande Coringa do Hearth Ledger, a ideia de comparação foi apenas no sentido de ser imprevisível, mas nunca no sentido de coloca-los no mesmo patamar.

Entre os últimos três episódios, este foi o que eu mais gostei, e se deve pelos acontecimentos de tirar o fôlego e pela incrível trilha sonora. Significa que é o melhor? Com certeza não, mas para você, o que caracteriza um bom episódio?

Discussão