Foi mais um episódio de preparação mas que teve em sua primeira metade revelações que sinceramente me fizeram mudar a decepção inicial que tive. Confesso que tinha me “decepcionado” com Issei mesmo esperando tais atitudes e no fim, pude ao menos entendê-lo.

Começamos o episódio vendo que o nosso grande protagonista tinha dúvidas sobre o amor de Rias para com ele. Sim, 4 temporadas dela dando em cima dele para ele ter tal dúvida. Não só isso, ele tinha dúvidas sobre os sentimentos das outras garotas que faziam o mesmo porém de maneiras diferentes. Mas o mais interessante estava por vir com a aparição de Akeno, Koneko e Asia. Elas revelaram que finalmente haviam entendido o que se passava com Issei de modo que tal fato o tornava descrente sobre sua relação com as garotas e principalmente a Rias. O choque de ter como sua primeira namorada alguém que o enganou e matou uma pessoa importante (de certa forma) e até mesmo ele, havia tido um grande impacto em seu coração. Tal ferida não havia sido curada até então e mesmo frente a sentimentos tão intensos seu coração e sua mente se recusava a acreditar.

No fim as garotas revelaram seus sentimentos reais e fizeram promessas. Sinceramente achei que podiam desenvolver melhor essa parte (ainda mais com o tanto tempo usado) e mostrar o que ele sente ou ao menos uma resposta da parte dele (no caso houve apenas resposta para a Asia enquanto que a Akeno e a Koneko ficaram “no seco”). Tivemos também a presença da Xenovia e da Irina que sinceramente são incógnitas, em especial a Xenovia que sempre vem com o mesmo papo mas nunca diz sobre seus sentimentos. Ou seja, foi uma cena interessante onde conseguimos entender as causas daquelas ações “imperdoáveis” mas no fim, ficou um gostinho de quero mais por conta de tudo aquilo que poderia e deveria ter.

Mas enfim, vamos falar do maldito Rating Game que não começa. Já haviam suspeitas sobre tais fatos mas enfim soubemos e tivemos certeza sobre a importância dessa partida. Há um grande envolvimento político que independente do resultado não vai prejudicar ninguém (ou ao menos não inicialmente). E o mais interessante disso tudo foi a aparição do irmão da Rias e sua sinceridade com Issei em relação a situação em que eles se encontravam. Mostrar que havia algo que era muito mais importante e valioso para motivá-lo a vitória mostrou mais uma vez sua boa personalidade e índole. Lutar por seus fãs que apesar de crianças em sua maioria, torciam para seu ídolo e acima disso, fazer tal esforço por sua família que sempre o apoiou era a motivação ideal.

No fim não tivemos a retificação de Issei com Rias em relação a tudo o que aconteceu. Apesar de achar que isso seria interessante de acontecer antes da partida, ter um final com tal desenvolvimento pode ser uma jogada melhor. Apesar de todo o fanservice, o episódio conseguiu nos entregar uma história de verdade na primeira parte e pôde prosseguir tranquilamente para a sequência sem parecer que foi algo extremamente forçado e deslocado. O estilo do jogo tira um pouco da dinâmica que a partida poderia ter e podemos esperar que dure ao menos uns dois episódios. No fim, podemos dizer que até aqui tivemos uma boa temporada que soube “reviver” a franquia das cinzas e até mesmo dar uma esperança para obras do gênero após uma enorme queda de mercado. Sinceramente tenho boas expectativas sobre as lutas que estão por vir e até mesmo pelo estilo do game e suas possíveis formações.

Discussão