Eis que chegamos ao fim do primeiro cour do anime e do arco da família Tsukiyama. O segundo virá em outubro e devo comentá-lo aqui no Anime21 de novo. Foi surpreendente o desfecho do Shirazu? O que acharam do fim que teve a fuga do Shu e do previsível renascimento do Kaneki? Comentarei agora minhas impressões sobre todos esses acontecimentos e o que esperar da próxima temporada.

O episódio se dividiu praticamente só entre as duas lutas restantes, o que houve além disso foi o Ui lamentar de forma contida a morte da Hairo, o Furuta fazer um pouco mais de teatrinho e o Washuu sem coração mostrar que é capaz de umas acrobacias. Enfim, nada de interessante, sobrando para as lutas, e o que ocorreu depois delas, sustentar esse clímax, que não foi totalmente ruim, mas muito aquém do que poderia e deveria ter sido. Faltou impacto, foi praticamente um checkpoint do mangá.

Guardem esse sorrisinho detestável em suas mentes, por favor!

Antes de ir a fundo nessa crítica, devo elogiar o que foi o melhor momento dessa reta final, a morte do Shirazu. Vocês esperavam por ela? Acharam que havia indícios de que ela aconteceria? Antes do último episódio não havia nada que apontasse isso de forma incisiva, mas a prévia dele já deixou no ar que algo grande aconteceria e aconteceu. Ele derrotou o Noro, mas pagou um preço caro demais.

Em uma trama como a de Tokyo Ghoul mortes são importantes para fazer valer o senso de perigo que a obra dá a entender que tem, e se matam um dos protagonistas que apareceu nessa nova fase, e da bela forma como isso foi feito, não tenho por que não achar que esse momento foi excelente.

Ele morreu sozinho e isso foi de cortar o coração… 😭

Você como telespectador pode reclamar dizendo que o Shu também deveria ter morrido, que isso não ter acontecido foi covardia do autor, etc. Mas, na verdade, foi é o contrário. Se analisarmos bem, que proveito se tiraria de tudo aquilo que foi trabalhado acerca das responsabilidades dele enquanto herdeiro e chefe da família? É verdade que o pai dele está vivo – a rede de contatos do velho é bem forte –, mas, ainda assim, isso não tira do Shu a importância desse momento. Ele deveria ter saído vivo dessa, se isso não tivesse acontecido o sacrifício dos seus companheiros teria sido desperdiçado.

Sendo o sacrifício da Karren o mais importante, um sacrifício que teve o gostinho de libertação que ela queria experimentar antes de morrer. Um momento em que ela pôde ser quem realmente era, declarando seu amor sem restrições e, de quebra, salvando a vida da pessoa amada. A personagem se redimiu com isso? Acredito que sim, pois não foi tão para não merecer o mínimo de empatia.

Você só consegue ficar em paz quando se aceita e se ama como você é!

Voltando a morte do simpático Shiragin, a frase emblemática que o Kaneki tomou para si como um lema de vida se adequou bem a situação da perda do Quinx porque ela faz um paralelo justamente com a salvação do Shu. O Kaneki sabia que não teria como salvar ambos Shu e Karren – e creio que nem queria, afinal, ela só tentou ferrar com ele –, mas que se colocasse a vida do Shu em risco ela não pensaria duas vezes antes de protegê-lo. Foi algo bem arriscado, é verdade, mas um acerto dele, que, de alguma forma, teve forças para salvar a vida do ex-companheiro sem que o CCG percebesse.

Quanto ao Urie, era ele quem estava ao lado do Shirazu e não foi capaz de impedir que ele morresse, restando o peso daquelas palavras, o peso da ineficiência por não salvar o companheiro, cuja partida ele tanto lamentou. Essa morte não foi só um momento dramático pungente, mas também um passo importante na caminhada do Urie para mudar como pessoa, não só como investigador que deve exterminar ghouls, mas alguém capaz de discernir o certo e o errado sem uma promoção envolvida.

As pessoas mudam com a perda, e se ele mudou e se fechou para o mundo quando seu pai morreu, deve mudar agora que perdeu o companheiro. Aliás, o próprio Shirazu mudou – a gente viu isso no episódio 10 – antes dessa operação, passando a aceitar o seu caminho, o que devia fazer e por que tinha que fazer, aceitando o seu papel como investigador. Não dizem que para pegar em uma arma você tem que estar pronto para atirar, e que se está pronto para atirar tem que estar pronto para levar um tiro? Para alguém cuja kagune lançava projeteis, tais dizeres nunca fizeram tanto sentido.

Shirazu assumiu sua responsabilidade perante a sua irmã e perante o mundo, ele pode sim ter matado ghouls, mas aprendeu a valorizar tanto a vida humana quanto a “não humana” ao se questionar pelo que fez com a Quebra-nozes. Um personagem que talvez nem tenha aparecido tanto e não fosse tão interessante quanto o Urie, mas foi bem escrito, teve um papel importante e morreu com dignidade, protegendo aqueles que se tornaram a sua família e que eu tenho certeza de que não deixarão a família de sangue do amigo desamparada. Descanse em paz Shirazu, você foi incrível!

Shirazu morreu de forma honesta, morreu protegendo aquilo que era importante para ele!

Infelizmente, quanto a luta do Kaneki com o Shu, que passou a ser uma luta com a Karren e daí virou uma luta com a Eto, meus comentários não são assim tão positivos, pois tanto as cenas de ação para o que deveria ser o grande clímax dessa temporada, quanto à forma como foram apresentados os acontecimentos, deixaram a desejar. Sabe aquela sensação de que só estavam adaptando o mangá e, ainda assim, não fizeram um serviço bem feito? Dessa vez não foi só uma sensação, pois as cenas que tinham impacto no mangá e lá foram tensas e emocionantes só foram jogadas na tela para o público.

Não quero soar como um purista do mangá aqui, mas se esse anime todo do :re é só um fanservice, e ele é um fanservice mesmo, para os leitores do mangá, custava ter buscado tornar esse clímax algo mais parecido com o clímax realmente tenso e caótico do material original? Acho até que teria ficado menos indignado com essa parte se não fosse a última cena da temporada, do Kaneki lutando contra o Arima, dando um spoiler do que vai acontecer em um arco futuro. Que espero ser melhor que esse.

Esse trecho foi ridículo, foi o cumulo da falta de atenção a quem não lê o mangá e não sabe o que vai acontecer. Simplesmente não ligam para esse tipo de público, apenas adaptam como dá no tempo que têm. Às vezes acertam a mão, como ocorreu no episódio 10, às vezes erram, como erraram aqui.

Aí vão, criam “hype” e decepcionam na execução. Duvidam? Eu não…

Cadê o impacto? Cadê o desconforto e a angústia que o desfecho deveria passar? Cadê a insanidade do Kaneki? Ele voltou, e esse momento nem foi assim tão ruim, mas faltou passarem a sensação de perigo dele, a sensação de que o Kaneki estava transtornado. Até tentaram, mas soou muito artificial e fez toda a situação não ser emocionante como foi o desfecho da primeira temporada, por exemplo.

Ao menos o Haise descobriu que o Kaneki criou ele, uma outra personalidade, como autodefesa, por covardia e medo, por não querer encarar de novo um mundo que tanto o fez sofrer. Isso foi bom, o dialogo dele com o Kaneki criança foi muito bom e expôs o senso de autopunição que ele tinha desde a época em que era criança e a mãe ainda era viva. Se falhasse, como falhou ao morrer para o Arima, essa seria a sua fuga, um lindo sonho que nada mais era do que um escapismo que não podia durar.

O Kaneki tem cicatrizes que carrega por toda uma vida e essa é só mais uma delas…

Tanto era que a cor do cabelo ter mudado para o completo preto simbolizou isso, a convergência das personalidades, não o soterramento de uma sobre a outra. O Haise era somente uma parte da fragmentada e fragilidade mente do Kaneki, parte que preservava características do original, mas também tentava algo novo, buscava fazer coisas diferentes para ter chance de ter um final diferente.

Se era para isso, estar no CCG foi a pior – e inevitável, eu sei – opção, porque, eventualmente, ele se veria diante do seu passado e não teria mais para onde fugir, teria que sair do casulo e aceitar a sua existência. Aceitar a criação do Haise como um grito da parte da sua mente que ainda desejava viver, em contraposição à parte dela que queria morrer com estilo – como seu amado filho Shirazu morreu.

Essa cena foi mais próxima do mangá e ficou até legal, já as outras…

Quanto a ajuda do pessoal do :re para resgatar o Shu, esse foi um plano b até fácil de ser arquitetado pela Chie e pelo Mirumo – no mangá o Shu até aparece no :re para conversar, mas mostrar isso no anime não faria diferença alguma. Quanto ao corpo do Shirazu sendo roubado, o que vão fazer com ele, e com todos os outros corpos que a Aogiri roubou do CCG, é algo que deve ter relevância futura.

Personagens bons aparecem nas horas mais necessárias, não é mesmo?

Aliás, isso me lembrou de comentar o quanto me incomodou HALF, a música de encerramento, tocar no final. Essa música, com toda a sua pegada pop, simboliza a fuga do Kaneki, então, se ele acordou para a realidade, usar a música não me pareceu ter tido significado algum. Na verdade, destonou dos momentos em que aparece – principalmente da triste e mal aproveitada cena do velório sem corpos.

Ficaram interessados em saber o que vão fazer com ele?

O Kaneki voltou e a frieza dele ao lidar com a morte daquele que era mais que um subordinado, que já era parte da sua família, é um reflexo da sua confusão, da sua falta de clareza sobre o que fazer a seguir – o que veremos na temporada vindoura. O que esperar do segundo cour? Um checkpoint do mangá que terá momentos mais pagados do que brilhantes e que quando brilhar, deve ser mais pela ótima história cheia de sacadas interessantes e bem-dispostas pela trama, do que pela direção e o resto da equipe técnica. A essência é linda, mas ao pecar na execução a realidade se torna mediana.

Eis que nasce um ceifador negro no CCG… Ansiosos para mais? Apesar de tudo, eu estou!

  1. Foi um final de temporada maravilhoso e muito emocionante, Sempre achei o Shiraizu um personagem interessante e sua morte foi épica. Quem deveria morrer era aquele almofadinha do Uriel, mais deixa pra lá, adorei ver a Touka-chan matando agentes da ccg com Yumo e salvando o Shu com a Hori e o mestre Mirumo. Vamos ver o que o Kanou irá fazer com o corpo do Shiraizu, Foi uma temporada maravilhosa,, 10/10!!

Discussão