Esse anime não foi maravilhoso quanto a tudo, mas entregou o que o público queria, e pelas mãos da personagem que fez por merecer esse momento, sem esquecer de dar um bom fechamento para as outras. Sofri junto com essas garotas, ri, chorei, me diverti; e agora vou guardar essa saudade com carinho, até por ter compreendido a mensagem: depois da escuridão a luz só virá com a sua escolha!

Com a Kiyoi não tem meio termo, é tudo na base do vencer ou vencer mesmo!

É claro que superar uma situação difícil que extrai o pior de você não é algo que depende somente de um desejo de mudança, mas também do que há no entorno. Contudo, se você não acolher essa mudança, se você não enfrentar o que há de ruim para alcançar algo bom, assim se libertando de seu próprio desespero, nada começará a fluir, nem no entorno, nem em você. WIXOSS se trata disso, de aceitar o que há de ruim em você, mas também aceitar o que há de bom, e tentar conviver com isso.

A batalha dos clones foi uma forma de ceticismo puro, uma última resistência por medo da esperança não ter forças suficientes para derrotar o desespero, o que fazemos em nossas vidas quando o que queremos não condiz com a situação em que estamos e nada parece se mover para um fim melhor.

Clones = desculpas que as pessoas dão para não mudarem de vida.

Quantas vezes na vida a gente não quer algo diferente, mas é fraco demais, ou tem medo demais, de optar por isso? Era o caso do Eterno, uma existência presa a um sistema de dor e sofrimento, porque se acostumou a isso e não sabia como se libertar mesmo desejando fazê-lo. Porém, havia um jeito da fraca luz se equiparar a escuridão e superá-la mesmo que por pouco, e isso aconteceu pelas mãos da Kiyoi, aquela que experimentou o pior do desespero e o melhor da esperança sem se embriagar nem por um nem pelo outro, mantendo suas convicções ao mesmo tempo em que aceitava suas escolhas.

#InKiyoiWeTrust

Foi por isso que a Kiyoi venceu e se tornou a lei, porque o Eternal sabia que ela poderia derrotá-lo, ela poderia subverter o sistema cruel dessas batalhas e abrir um caminho para a libertação não só das memórias, como também das mentes perturbadas de quem se envolveu em tudo aquilo. Mas não pense que a Kiyoi venceu porque era a protagonista, WIXOSS em vários momentos moveu seu roteiro apenas para chegar aonde queria, mas, nesse caso, esse fim não poderia fazer mais sentido.

Se observarmos bem, a própria habilidade principal que a Kiyoi usava era o peeping analyse, poder que permitia vasculhar o coração do outro e descobrir o que nele havia, algo útil para escancarar o verdadeiro desejo do Eterno, se libertar, dando fim a esse caminho de dor, e para isso a Kiyoi tinha que desestabilizá-la emocionalmente, tinha que trazer as suas convicções a mesa e mantê-las, pois, só assim a existência que cultivava o desespero poderia se entregar à luz que se postava a sua frente.

Uma amizade linda que foi a responsável pela catarse para a vitória!

No final, foi bem como a Ruuko falou, a Mayu não construiu portas, mas sim janelas, mas isso não queria dizer que aquilo não poderia ser uma saída, não é mesmo? E, de certa forma, foi. A Shiro (Yuki) e a Kuro (Tama) eram amigas imaginarias que a Mayu criou e foram o pontapé inicial para que o único jogo que ela jogava com as duas se tornasse uma batalha do sobrenatural onde a dor e o sofrimento seriam não só criados, mas também compartilhados em uma corrente sem fim. Então, caberiam a elas, que herdaram parte da mente poderosíssima de sua mãe, e também contraparte, fazer uma escolha, entender que quaisquer prisões de outrora agora só existiam em suas mentes.

A breve vida da Mayu foi muito sofrida e lembrar disso me deixa triste…

A Shiro, sempre mais perceptiva que a Kuro, percebeu isso e alertou a Tama, assim fazendo com que ela percebesse que poderia mudar o dever que lhe foi passado, que poderia e deveria escolher não ser a fechadura, mas a chave que destravasse os caminhos. Agora elas não são mais a Shiro e nem a Kuro, mas sim a outra parte da Mayu que ganhou vida e nome, vivendo como Tama no mundo que virou as costas para a Mayu. Aliás, a Mayu tem uma mente superpoderosa e praticamente nada foi explicado sobre isso, e acho que nem deveria, pois dá para entender que ela tinha poderes psíquicos e foi isolada por isso. Dar uma explicação minuciosa e ruim seria pior que não explicar coisa alguma.

… mas a Tama foi a chave para liberar toda essa dor e deixar a luz tomar conta de tudo!

Com tudo dito e feito, o quarto das janelas brancas é destruído, as memórias retornam para os seus antigos donos, todas as LRIGs poderão viver vidas normais como garotas normais e até quem sumiu voltou a vida. Tudo foi revertido, é verdade, mas não é como se os envolvidos não se lembrassem do que aconteceu. Quem era solitário e perturbado deve continuar tendo escuridão em seu coração e quem queria ser feliz e viver uma vida sem batalhas sofridas deve aproveitar a vida a partir de agora.

Antes do fim do quarto das janelas brancas houveram alguns momentos simbólicos simples, mas que eram importantes para as personagens secundarias, como a inimiga B socando a Carnival ou a dupla dinâmica subserviente ter se revoltado pela primeira vez. Além disso, as vilãs terminaram ainda com uma carga visível de energia negativa, a maldade em seus corações não foi anulada, mas elas teriam que viver com ela no mundo real sem batalhas sobrenaturais como forma de escapar da realidade e lá extravasar o que elas têm de ruim. Voltando um pouco, a Akira e a Remember foram responsáveis diretas pelas mortes de pessoas – algo pesado até para WIXOSS – e, ainda assim, também voltaram, só que gora que terão uma segunda chance para mudar, o que farão ou não vai depender delas, mas acho que tudo o que elas fizeram não se apagará. De certo modo, elas não saíram impunes no final.

Às vezes os sentimentos ruins que você cultivou envenenam você e isso é pior que qualquer sumiço que uma força sobrenatural possa dar. Enfim, o final foi libertador tal qual o final de Selector, só teve um pouco mais de ação e resolveu as coisas com diálogos mais simples, o que foi bom para fazer com que eles fossem um pouco diferentes. Depois de tudo isso elas se reunirem para jogar WIXOSS foi um erro? De forma alguma, pois o jogo nunca foi culpado de nada, ele apenas foi usado nessas batalhas, então, se traumatizar por causa dessa experiência seria um resultado plausível, mas se elas saíram bem daquilo tudo, não teriam por que temer batalhar de novo nesse card game que tanto adoram.

Outro belo momento foi o da Suzuko com a Chinatsu, afinal, a primeira temporada de Lostorage foi toda guiada por uma dualidade entre as duas, uma amizade maior que tudo, e nesse momento em que a Chinatsu precisava de uma amiga para apoiá-la, nada mais natural que a Suzuko estar ao seu lado, não é mesmo? No fim, o Kazuki finalmente apareceu – e acredito que ele ainda esteja em seu romance com a irmã – e os outros homens da história conseguiram voltar aos seus corpos originais.

Top 10 Amizades dos Animes ✓ (Mas é sério, esse momento foi muito bonito e necessário!)

Tudo acabou bem para praticamente todo mundo mesmo, mas isso era esperado e não foi todo esse mar de rosas, né. Foi mais uma passagem do sobrenatural para a real, uma passagem só de ida para a vida adulta que todas essas pessoas vão ter que enfrentar sem se agarrar a poderes para realizar os seus desejos. O final de WIXOSS foi bem satisfatório dentro do que a série se propôs e agora não vejo como as batalhas continuarão – e nem acho que devem –, restando talvez a opção de criar uma série derivada que não envolva essas heroínas – pois o público já deve estar cansado de ver elas sofrendo.

Que os sorrisos delas continuem brilhando deslumbrantemente e que quem assistiu aos animes da franquia WIXOSS não esqueça de algumas das suas mensagens mais importantes: nenhum milagre acontece sem um preço caro a ser pago e todas as suas escolhas terão consequências e você deve estar pronto para aceitá-las. Que o anime tenha divertido a você, caro(a) leitor(a), e que tenha sido gratificante de ver não só pelo divertimento, mas também pelas ótimas mensagens que ele passou.

Apesar de toda a escuridão, deixem esse sorriso cheio de luz iluminar a vida de vocês! ❤

Comentários