Esse anime não foi maravilhoso quanto a tudo, mas entregou o que o público queria, e pelas mãos da personagem que fez por merecer esse momento, sem esquecer de dar um bom fechamento para as outras. Sofri junto com essas garotas, ri, chorei, me diverti; e agora vou guardar essa saudade com carinho, até por ter compreendido a mensagem: depois da escuridão a luz só virá com a sua escolha!

Ler o artigo →

O melhor episódio do anime até agora e a porta de entrada para um ótimo desfecho que de uma vez por todas dê fim as batalhas. É entre derrotas e vitórias que a aliança das heroínas devasta as vilãs e se dirige ao quarto das janelas brancas. Kiyoi e Tama, a luz superar a escuridão só depende de vocês!

Ler o artigo →

Tirando a inocência da Ruuko e da Suzuko, a luta delas foi boa para a personagem que elas encarnam – da heroína padrão forte por natureza –, enquanto a da Carnival com a inimiga B serviu ao propósito de implementar a tática de “dividir e conquistar” da manipuladora vilã, viabilizando a seleção que ela tanto deseja. De posse de todas as informações necessárias para alcançar o objetivo, mocinhas e vilãs se polarizam ainda mais em meio a reviravoltas. Quem vencerá no final? É o que irei comentar agora!

Ler o artigo →

Por um lado, a história evoluiu de modo esperado, por outro, a Ruuko e a Suzuko retrocederam ou elas não eram tão maduras quanto eu imaginava. Depois de tudo pelo que elas passaram, acreditar cegamente no que a Carnival disse foi forçação de barra até para WIXOSS. É certo que uma batalha entre as duas era uma das possibilidades interessantes que poderiam ser exploradas, mas existiam maneiras melhores de fazer isso acontecer. Enfim, é hora de comentar mais um episódio do anime!

Ler o artigo →

Mais um bom episódio de WIXOSS, mas que, infelizmente, não foi tão bom quanto poderia. O clímax ficou aquém e a batalha entre a Kiyoi e seus desafetos também não foi tão boa, mas ao menos o que aconteceu foi bastante interessante e a trama está se afunilando rumo ao fim. Vamos jogar cartinha?

Ler o artigo →

Por um lado, gostaria que estivessem se esquecido da Remember para que ela não tivesse chance de incomodar a Kiyoi mais uma vez, por outro, ela aparecer na abertura enfrentando justamente a LRIG de seu desafeto já propunha seu envolvimento e se a inserção da vilã no primeiro plano da história é conveniente, o que ela pode trazer de climático ao anime e de bom a construção da heroína foi o que pagou seu bilhete de entrada. Já com as garotas do núcleo antigo a operação de resgate tem sua vez!

Ler o artigo →

Infelizmente o episódio mais fraco dessa temporada até agora, pois fugiu do que é marca registrada dos animes da franquia, situações dramáticas desesperadoras que parecem irremediáveis ao menos em um primeiro momento, além de ter apresentado outros problemas sobre os quais falarei agora.

Ler o artigo →

Os animes da franquia WIXOSS não são simples animes de card game em si, mas usam o jogo como pano de fundo – além de uma outra forma de levantar uma graninha – para o drama, para situações que explorem ao máximo o drama envolvendo suas personagens. E é por isso que episódios como esse são aceitáveis, e até necessários, dentro da proposta da obra. Mas mesmo sabendo disso não posso me calar e não fazer aqui um pedido: devolvam minha Facção Vermelha!

Ler o artigo →

Esse episódio me surpreendeu, mas a verdade é que já tinham dado pistas para tudo o que houve de inesperado nele. As duas LRIGs na abertura ao lado da Carnival, a selector que virou LRIG no episódio passado e o fato da Akira ter saído “impune” após sua derrota. A inimiga B – a qual nem lembro se teve o nome revelado – não deve ser mesmo a Ulith e ao lado da Carnival – pelo visto a batalha delas não deu em nada mesmo – elas tentaram dar um strike na Hitoe e na Hanna. Conseguiram vencê-las, mas muito mudou nessa nova batalha e ainda que em meio a um inevitável desespero jaz esperança!

Ler o artigo →

Lostorage está cumprindo e talvez até superando minhas expectativas com suas regras atualizadas, a volta da vilã “pau para toda obra” e o bom ritmo com o qual está desenvolvendo a sua trama. Se as protagonistas originais ainda não despertaram, a Kiyoi não deixa a peteca cair e mantém o show em alta ao encarar suas inimigas, seguindo pelo único caminho destinado a uma selector: o das batalhas!

Ler o artigo →