Depois de episódios onde a construção de personagens e a riqueza de Magmel ganharam destaque, tivemos o que considero o episódio mais fraco, embora não necessariamente ruim dentro do que se propôs a fazer.

Não houveram explicações ou acréscimos a história central, apenas a introdução de um novo indivíduo e a exibição de uma face até então desconhecida dos nossos protagonistas Inyou e Zero. Acho que para quem os acompanhou até aqui, esse outro lado da moeda foi até chocante, mas será que agradou?

Desde que começou, embora a proposta do anime me parecesse muito clara quanto a exibir detalhes sobre o continente de Magmel, imaginei que o foco de fato seria a relação Inyou/Shuin, o problema entre eles e qual o paradeiro atual do último.

O que acontece porém, é que a série parece sofrer de uma falta de rumo – mesmo que o seu plot não tenha um rumo tão certo assim – e esse episódio meio que me preocupa nesse sentido, já que partindo da idéia de que serão poucos episódios, esse desacerto pode ser fatal no final.

Começamos dando logo de cara com o aloprado vendedor Denden em uma situação de risco extremo, com um monstro faminto na sua cola e a poucos minutos da morte certa, divagando sobre sua burrice e a de outros que desafiaram Magmel sem preparo. Quando vi essa cena, imaginei que fosse haver alguma aventura mostrando a travessia dele por lá, encarando os perigos até chegar naquela condição e no final o que ligaria ele a Inyou, já que eu sabia que ele o encontraria em algum ponto.

Qual não foi minha surpresa quando a direção mudou tudo, nos entregando em 20 minutos um flashback de como o vendedor foi “forçado” a parar em Magmel e com 90% da culpa sendo do protagonista e sua parceira? Denden tem uma loja de equipamentos e já estava de saco cheio dos golpes que Inyou lhe aplicava a cada compra que fazia, deixando ele maluco e com prejuízos.

Sinceramente eu não esperava que o Angler e Zero fossem tão sacanas e tivessem esse “it” vilanesco. Ao mesmo tempo em que achei as situações engraçadas, as coisas que aprontaram me deixaram um pouco desconfortável, porque quebrou um pouco a boa imagem que eles vieram construindo nos outros 4 episódios, sem que houvesse um motivo minimamente compreensível para aquilo.

Inyou decidiu incorporar o picapau e infernizou como pode o comerciante, partindo depois para arrasar com todos os planos que ele bolava para chegar em Magmel – atrás do sucesso financeiro -, simulando acidentes na loja, cortando o freio do carro, usando bombas nele e por aí vai. Me senti de fato como se estivesse assistindo um episódio do desenho do passarinho biruta com o sofredor Leôncio.

Analisando com calma eu consigo enxergar a situação do seguinte modo: os protagonistas gostam de comprar na loja de Denden porque podem manipulá-lo a sua vontade e por já ter afinidade com ele, o que é um pensamento bem tacanha da parte deles – mas ok, vamos imaginar que no fundo eles não são tão mesquinhos.

Com ele chegando em seu limite e desejando ir embora, se abrem duas vertentes que vejo como verdadeiras dado o que já vimos até aqui, sendo a primeira o mero desejo de não perderem a “boca” fácil, já que sempre conseguem o que querem com ele e ainda se divertem no processo – aí então a sua saída seria ruim para o bolso sovina de Inyou e os mimos de Zero.

A segunda possibilidade envolve aquilo que a história vem trabalhando, em termos de risco e como o protagonista constantemente alerta as pessoas sobre o ato de se aventurar no continente, o que implica na dupla atrapalhar apenas querendo proteger Denden, impedindo que ele fosse para lá e terminasse morto como muitos outros.

No fim, após acabar em Magmel graças a um caminhão de porcos, voltamos ao ponto onde ele começou e que termina com o seu resgate por aqueles que tanto o atormentavam. Essa cena confirma o que eu imaginei porque Inyou nesse momento o salva e o chama de amigo – provando que a relação que eles possuem vai um pouco além das traquinagens.

Foi um episódio no qual eu ri em alguns momentos, ainda que tenha ficado com pena do Denden, mas em termos práticos ele não soma ao conjunto e isso complica a situação da adpatação pela aleatoriedade e fillers sem função – o que é comum nas obras que a Pierrot adapta.

Na próxima semana teremos mais desenvolvimento sobre o passado de Inyou com Shuin e provavelmente um encaminhamento melhor do enredo, que já se aproxima da sua suposta metade. Os personagens que precisavam ser introduzidos já foram devidamente apresentados, então agora é começar a revelar e amarrar os fatos, vamos torcer para que as coisas agora engrenem melhor minha gente!

    • JG

      Augusto, como eu disse ao colega na outra resposta, as legendas em inglês não costumam falhar, mas sempre dê uma olhada no site que falei para acompanhar os episódios de Gunjou no Magmel que eles vão lançando.

    • JG

      Olá Thiago, é possivel encontrar os episódios com o lançamento mais em dia nos sites com tradução em inglês como o KissAnime e outros, mas agora já tem a versão em português disponível com a equipe do Isekai Subs caso ainda esteja na busca.

Deixe uma resposta para mario_bros81 Cancelar resposta