Ok, de todos os 17 episódios lançados até agora de One Punch Man, com certeza este é o que mais apareceram personagens. Além diversos monstros atacando a cidade, tivemos também todos os heróis que estavam combatendo-os, sem falar nos lutadores do torneio de artes marciais. Infelizmente, isso sofre de um problema onde nenhum deles chega a ganhar algum destaque. Por outro lado, isso não quer dizer que o episódio foi ruim.

Ler o artigo →

Há quanto tempo Sawamura não aparecia mostrando para todos como é que um canhoto joga. Depois de superar um trauma com uma “dead ball” que ajudou o jogador ir para a primeira base, e depois de ver Furuya arremessando um jogo inteiro no Koshien de Primavera, Saswamura deu tudo de si neste campeonato.

Logicamente que as tietes do Furuya não gostaram nada e, além de lembrarem daquele arremesso ridículo que aconteceu no primeiro episódio desta temporada (que eu também sempre lembro, porque recordar é viver), ficaram o tempo todo no celular, só prestando atenção quando o pessoal berrava na arquibancada.

Acredito que ninguém já esperava nada dele, e também não esperava do Kawakami, que foi o primeiro arremessador do time.

Ler o artigo →

Battle Royale é um clássico, a obra é originalmente um livro escrito por Koushun Takami e adaptado para várias mídias como mangá e cinema, sendo o filme de 2000 o alvo de minha resenha dessa vez.

Mas o impacto cultural da obra vai além da literatura ou da grande tela, afinal, todo um gênero fora definido em cima de sua premissa. Pessoas presas a um jogo no qual devem matar umas às outras e no final só uma sobreviverá.

Matança indiscriminada que influencia muitas obras de anime e mangá, temas primários do Anime 21, e, inclusive diversas obras ocidentais. Já ouviu falar de Jogos Vorazes?

Ler o artigo →