Depois de comemorar o Natal, nada mais justo do que chegar o Ano Novo em Gal to Kyouryuu. Enquanto a parte da animação continuou entregando um resultando satisfatório, não podemos dizer o mesmo do live-action, que foi o mais fraco até então. De qualquer forma, Feliz Ano Novo! Mesmo que seja maio.

Esse episódio não poderia começar de forma melhor do que com Kaede cantando a música de abertura com sua melhor amiga em um karaokê. O engraçado é que isso aconteceu logo depois da música de abertura. Isso me fez voltar ao questionamento de alguns episódios atrás: existe o mangá – e anime – de Gal to Kyouryuu dentro do universo do anime?

As duas animações serviram pra mostrar um pouco sobre a cultura do Japão durante o Ano Novo, como a forma que passam a virada do ano e as tradições, incluindo a ida ao templo. O legal disso tudo é que o Dino não conhece nada e para ele tudo é novidade. Ou seja, ele basicamente está fazendo o papel de um estrangeiro. O que mais chamou atenção na segunda animação é o fato de terem chamado o SACERDOTE de um templo pra mostrar a maneira correta lavar as mãos num templo. É muito empenho por parte da produção da série. Por conta disso, vou mostrar todos os passos abaixo. O título desse artigo não era clickbait!

Agora que você já sabe lavar suas mãos num templo, lembre-se que também é importante lavá-las em qualquer outro lugar. E nem precisa seguir todas essas regras.

Claro, também não poderia deixar de mencionar a sequência fantasiosa no templo. Teve direito até ao Dino montado em um unicórnio! Já as sequências em stop-motion foram bem divertidas, mesmo simples. O curioso é que nos dois casos exploraram a falta de atenção de Kaede.

Onde está o Dino? Nível hard

Se a animação começou com a música de abertura do anime, a parte em live-action decidiu homenagear o encerramento, que estava sendo tocado no rádio. Infelizmente, o episódio dessa semana foi muito fraco, onde apenas acompanhamos o Dino acampando sozinho. Não sei o quanto da pandemia afetou esse segmento, mas acredito que isso já estava gravado e a ideia era ruim mesmo. Apesar de não explicarem o motivo da dupla estar separada, isso rendeu uma cena muito bonita dos dois.

Isso tem cara de videoclipe

Por fim, a série seguiu com os ganchos exagerados, dessa vez com Dino queimando seu caderno de cronograma. O que isso significa? Não faço ideia. Aliás, desde quando ele tem esse caderno? Seria esse o motivo dele não estar com a Kaede?

Olha só, esse episódio foi tão ruim que nem tinha muito o que comentar nele. Depois do Natal e Ano Novo, as datas festivas acabaram, certo? Infelizmente, acho que não. Deve vir, pelo menos, um episódio de Halloween por aí. Será que teremos um episódio de praia? Quem sabe um Festival de Verão? Seja lá o que vier, espero que seja melhor que o episódio dessa semana.

Comentários