No episódio 6 de Tower of God, Annak e Endorssi foram as estrelas da vez. Bam também teve seus momentos assim como Kuhn e Rachel, além das explicações que tivemos aqui e ali. Foi um episódio “mais parado” que trouxe um conteúdo interessante, principalmente sobre a Annak. 

Bam finalmente se recuperou e obviamente perguntou sobre Rachel. O inocente garoto ainda tem esperanças de subir a torre ao lado de sua “estrela” e agora que supostamente encontrou, dificilmente vai querer largar o osso. 

Por outro lado, esse desejo é unilateral uma vez que Rachel não quer deixá-lo ao seu lado. Ainda não sabemos seus motivos e razões para ter esse desejo, mas fato é que toda atenção ficará em torno da resolução do Bam ao saber disso e nos possíveis encontros futuros.

Ao menos Kuhn está ali para ser uma espécie de freio ou razão para Bam. Ele já sofreu com algo parecido e sua personalidade contribui ainda mais nisso. Porém como já ficou bem claro, ele apenas vai oferecer um suporte, deixando a decisão final com Bam, concordando ou não. O triste disso tudo é que ainda assim não conseguiram dar uma explicação decente sobre a batalha anterior onde não houve enfrentamento entre as equipes.

Enfim, tivemos também uma “enrolação” com as explicações sobre as classes. Foi uma explicação essencial para desde já entender um pouco mais sobre as possíveis funções e possibilidades de cada um dentro de uma batalha. Porém, por ter sido uma explicação simples demais, recomendo fortemente dar uma procurada sobre, ainda mais porque aparentemente o autor explicou de uma maneira bem simples de entender.

E vamos comentar sobre a parte principal do episódio: a história de Annak. Primeiro é bom lembrar que ainda sabemos pouco sobre as princesas e Jahad e por isso, há muito o que especular. Mas inicialmente fica claro que as princesas não podem ter um relacionamento amoroso, ou então a mãe da Annak simplesmente fugiu de suas obrigações, se é que as princesas tem alguma (vide a Yuri que fica perambulando por aí). 

O que sabemos mesmo é que a mãe da Annak foi morta por uma outra princesa enquanto vivia uma vida simples, porém tranquila e longe de problemas. Seu pai não era grande coisa, mas ainda assim parecia ser uma família bem feliz. Ainda falta muito para explicar por completo essa história toda e talvez no próximo episódio vamos ter algum complemento.

Porém logo de cara tem algumas coisas que me deixaram curioso, como por exemplo o fato da Annak não só ter sobrevivido como também estar com a Abril verde em mãos. A partir do momento em que você considera que a mãe dela foi morta e era portadora de uma arma extremamente poderosa, conclui que o mandante do crime não deixaria passar a chance de obter tal arma. 

Claro que o motivo do assassinato provavelmente não foi pela arma, mais ainda assim é estranha essa história toda. Mas enfim, não tem como reclamar disso pois apenas tivemos curtos flashbacks do que de fato aconteceu. De qualquer forma eu realmente quero ver no futuro o embate entre as duas, afinal, um combate entre princesas é sempre interessante (ainda que a Annak não seja uma).

Por fim, falta saber como a Endorssi vai se portar ao saber da triste história de sua “sobrinha”. Não acho que vá mudar algo, afinal, Endorssi deve ter outros planos e interesses em mente. De qualquer forma, estou ansioso para ver qual será o próximo desafio que todos vão enfrentar.

  1. Avatar

    Episodio meio confuso ainda, essa historia da Annak ter morrido…sei la meio esquisitio tudo isso…mas espero que epxliquem melhor. Essa divisão das classes e exames me lembrou uma mistura de hunter x hunter com os exames chunin de naruto! kk

  2. Avatar

    Se o anime seguir o manhwa isso de classes vai ser importante depois, e como o outro rapaz disse ali lembrou bastante de HxH…mas o que tem me deixado meio que com a pulga atrás da orelha é o fato de que, embora a animação esteja muito boa, estão correndo MUITO com o roteiro

  3. Avatar

    Sim, as classes são um detalhe bem importante mesmo. Sobre a velocidade, confesso que eu li faz muito tempo essa parte (uns 5 anos provavelmente) então não me recordo de taaaanta coisa. Porém temos que considerar que são 78 capítulos para adaptar, então acho que é relativamente normal rs

Comentários