Kanojo, Okarishimasu (Ren-a-Girlfriend) é um anime do estúdio TMS Entertainment baseado no mangá de Reiji Miyajima, que sai na Weekly Shounen Magazine (casa de sucessos como Koe no Katachi e Domestic na Kanojo), a “número 2” no mercado de mangás.

Na história acompanhamos o universitário Kazuya, que foi dispensado pela namorada e entrou em um app de aluguel de namoradas. É cada ideia maluca que japonês tem, será que não conhecem o Tinder?

Lá ele solicita os serviços de Chizuru, uma beldade que interpreta o papel da namorada perfeita. Isso gera dúvidas em Kazuya até o ponto em que a situação escala e confusões começam a acontecer.

O trabalho no app não é o mesmo que prostituição e nem algo similar, não envolve sexo. É claro que só podemos falar pelo que são as regras do serviço e pela Chizuru, que as segue, mas é o padrão, e feitos os esclarecimentos devidos podemos falar do anime.

Kazuya é o tipo de jovem perdedor que eu consigo visualizar facilmente porque seria dispensado por qualquer garota. Se sentir solitário e querer ter um encontro é compreensível, também usaria o serviço se existisse algo assim onde moro, o problema está na total falta de noção sobre suas particularidades.

Entendo alguém pouco experiente como ele se sentir frustrado por não ter percebido que as ações da namorada não passam de atuação, mas nada justifica constranger a garota por isso. E pior, a envolvendo em uma mentira que pode prejudicá-la.

Ele não deve ter lido os termos do contrato, o que é só culpa dele e não muda o fato de ser um fedelho irritante incapaz de respeitar certos limites, apesar de ser japonês, porque só em uma sociedade como o Japão (em que a ideia do namorar envolve mais a ideia de passar tempo juntos do que exatamente ter contato), para um app desses fazer algum sentido.

Sei que o esperado é que ele melhore ao longo da história, mas mesmo assim há problemas na forma como age. Por exemplo, ele não tinha o direito de constrangê-la no aquário e muito menos de levar a garota ao hospital para ver a vó. Tudo bem que ela queria se certificar de entregar o acertado, mas cabia a ele assegurá-la de que não a queimaria por isso.

Porém, até aí “tudo bem”, dava para lidar com o caso se tivesse dito à família que ela era só uma amiga da faculdade. Mas o que ele faz? A chama de namorada sem combinar antes. Ela fala depois que clientes pedem por isso, mas eles conversam antes, não rola de supetão, certamente uma violação do serviço.

A desculpa de que a vó dele queria vê-lo com uma namorada boa não cola, é forçada, ainda mais por essa impressão boa dela se basear apenas na beleza e simpatia da Chizuru.

Isso realmente é o suficiente para “dar” seu neto a alguém? Não é, o que torna a mentira ainda mais descarada. Era só dizer que era uma amiga e depois apresentá-la como namorada, dando a oportunidade da vó, com a saúde se fragilizando, ficar mais tranquila ao conhecer melhor a “garota perfeita”.

Até porque, como esperado, as coincidências desembestam e a avó da Chizuru também estava lá no hospital. Posso pôr toda essa confusão na conta do nervosismo, afinal, ele é um virjão inexperiente no quesito namoro e que queria se mostrar para os parentes, nem que fosse agindo feito um babaca. O problema se aprofunda quando ele vai para debaixo dos lençóis com a moça e a assedia na cara dura.

Não tem desculpa. O que ele fez ali foi assédio, sim, sou homem e sei muito bem que um jovem tarado coladinho com uma moça linda resultaria em uma ereção, era difícil de evitar. O problema foi deixar a situação chegar a esse ponto e ainda pior, querer se deixar levar.

Felizmente, a Chizuru não é essa mulher passiva e bobinha que interpreta, chutando com vontade o garoto. Infelizmente, não fez uma queixa dele no app, o que se não for possível não faz o mínimo sentido…

Mas vamos lá, sei que não dá para esperar coerência todo o tempo em um romcom, mas também não gosto de assédio romantizado, ainda mais se não há sequer a desculpa do interesse romântico mútuo ou a situação chega tão perto de algo mais sexual.

Se ela não tivesse chutado ele vai saber o que teria acontecido, mas ela ao menos chutou e posso pegar o gancho para elogiar a Chizuru, uma moça de muita personalidade, bondade (ela foi leniente até demais com ele), e carisma. Eu realmente gostei dela, e você?

Independentemente do motivo, seja para ajudar a família (talvez pagar as contas de hospital da vó), ou realizar um sonho (fazer um pé de meia, pagar uma viagem etc), ela trabalha com seriedade e afinco, não baixa a cabeça para injustiças e tenta satisfazer os clientes até o ponto em que isso não a faça mal.

É algo bom que espero de uma heroína saudável, que serve de exemplo, alguém que não se deixa abusar por homens escrotos, tipo o Kazuya. Ela foi o que me fez curtir esse episódio, enquanto o egoísmo e a falta de sensibilidade do protagonista me enojaram.

Repito, sei que ele ainda tem espaço para melhorar e ao menos pediu desculpas, mas Kanojo, Okarishimasu é só uma palinha (e uma leve), do que mulheres muitas vezes passam ao se relacionar com o sexo oposto.

É claro que as circunstâncias não são as de um relacionamento comum de forma alguma, mas pensa aqui comigo, se a Chizuru aguenta esses sapos, não será porque mulheres reais aguentam sapos ainda maiores todos os dias?

Sofrer nas mãos de um projeto de gente feito o Kazuya é realmente triste, pior ainda porque não é como se tratasse só de um namoro bobinho. Sexo vem à pauta aqui e ali no episódio e a Chizuru, inclusive, sustenta a mentira.

É claro que ela não vai fazer nada do tipo, mas é que o protagonista tem desejos e isso é demais para alguém que apenas pede por uma companhia. Ele é sem noção demais!

Não duvido nada que fique só na falação e vontade, pelo menos até onde o anime adaptar. Mas é até de se esperar que se fale de sexo entre universitários, seria irreal é se isso não tivesse qualquer espaço, o problema é se a relação for apenas profissional. Tem que haver limites e espero que não sejam forçados.

Ademais, é claro que o Kazuya vai se envolver com a Chizuru e talvez já no anime ele se pegue apaixonada por ela. É o esperado, é o clichê. Só espero que isso seja bem feito, na medida do possível para um romcom clichê, ainda que a premissa seja criativa.

Mas focando no que a estreia entregou e não em expectativas, Kanokari (o apelido da obra) tem potencial para ser divertido. Claro, se corrigir alguns dos exageros que estragaram um tanto seu desagradável protagonista.

A animação está uma graça e a direção foi até boa, realçou bem a beleza e fofura da heroína, assim como os momentos constrangedores do pateta. Tecnicamente deve ser um anime agradável de ver.

Passei a maior parte do artigo reclamando do Kazuya e por isso você pode ter achado que não gostei do anime, mas a verdade é que ainda consegui me divertir. Quero ver mais da Chizuru, desejo que o Kazuya melhore e dê para aproveitar mais da premissa, seja com outras namoradas de aluguel ou situações inusitadas (o final safado dessa estreia já apontou nessa direção).

Tudo vai depender da criatividade e do bom senso do autor e, claro, da produção do anime. Eu não espero muito, sei que não devo, mas vai ser uma lástima se uma animação tão fofinha for desperdiçada em um anime ruim. Espero que não acabe sendo o caso.

Nunca namore se não for pra valer, vai dar merda, vai por mim…

Até a próxima!

  1. Avatar

    Kakeru adorei seu Review achei justo se indignar pelas presepadas do protagonista. Eh um virjao atrapalhado. Achei o anime com um art design lindo de morrer, Chizuru eh kawaii ao extremo e vou continuar vendo o anime pra ver o desenrolar da história. Espero q demore pra ela se apaixonar pelo protagonista e q ele namore.ate com outras,porém sabemos q o cliche vai ser mais forte.

  2. Kakeru17

    Vou me surpreender muito se o clichê não for mais forte kkk… E sim, Kanojo teve seus defeitos, mas também qualidades (principalmente a Chizuru, ela foi muito legal nessa estreia) e não é como se desse pra esperar algo muito diferente ou melhor que isso, então tudo bem, o importante é se divertir com as pataquadas do prota, mas mantendo o senso crítico. Tem limite até pra ser tosco nessa vida rs.
    E peço que siga os artigos do anime, de uma forma ou de outra esse deve ser comentado semanalmente por aqui.

Comentários