motherfucking  suwa 2

Episódio sólido de desenvolvimento da trama, o formato desse episódio é basicamente o que se esperaria, como a Naho fez uma mudança absurda no futuro no último episódio agora todos querem tentar unir ela e o Kakeru e o Futuro se move ainda mais diferente do que meramente a presença de nosso honorável amigo Suwa, tudo bom e tudo incrível, mas esse drama romântico não está nem na sua metade e portanto quando os mocinhos ficam juntos tão cedo, coisa boa não pode rolar…com relação ao título vamos combinar né, o Suwa é tão absurdo como rival que têm que ajudar a si mesmo a perder, como assim…

Curta o anime21 no facebook:

Nossa lerda e tímida protagonista não consegue mesmo se mancar, o episódio começa logo de cara com o Kakeru tentando arrumar um encontro com ela e ela quase faz com que todos os amigos venham segurar vela, lógico que graças a alta capacidade social de certos membros do grupo (e da fingida falta de semancol do Hagita) todos arranjaram desculpas para empurrar um encontro entre o casal principal desse anime. Nesse encontro eu devo parabenizar o Kakeru por ter novamente demostrado que se ele realmente é suicida, ou ele é bipolar ou ainda vai ter que passar por muita merda, porque ele simplesmente deu voltas e voltas em torno de nossa confusa protagonista com suas famosas indiretas e provocações.

Mas é lógico que o Kakeru não podia se fincar em indiretas, mostrando ao que veio ele chama Naho para um encontro no fim de semana, por sabe se Deus lá porque, Naho inclusive achou que todos iriam “estudar na biblioteca” junto com os dois (estou começando a achar que o Fabio está certo e a Naho deve ter algum tipo de baixíssima baixa auto estima pra estar alheia aos sentimentos do Kakeru dessa forma que é quase como se fosse uma negação de que ele possa também gostar dela), mesmo assim Naho continua mimando o Kakeru sem exatamente se declarar pra ele ou provavelmente sequer pensar em realmente namora-lo, aparentemente a ideia de salvar ao Kakeru está em continuamente apoia-lo ajudando-o em todos os mínimos detalhes (seja bentou, acordar, lhe dar toalha e até fazer suas anotações) não estou dizendo que o Kakeru faz pouco caso disso, ele não o faz, mas essas atitudes de Naho que basicamente age como uma figura materna aliada com o quão lenta ela é provavelmente devem frustar Kakeru que claramente quer namorar com ela…

Finalmente chegamos na explicação básica do plot, a história da maquina do tempo aparentemente veio de uma aula que o grupo teve com o professor de Física deles (e é por isso que eu adoro física, soluciona até meus problemas do passado) , é nesse momento também que entendemos que a autora reconhece a existência dos paradoxos temporais e que portanto deve fazer um approach estilo dragonball mesmo (linhas do tempo alternativas são tão praticas…), portanto acho seguro dizer que não importa o que aconteça a Naho do futuro e seu bebê com Suwa não serão afetados (o que é ótimo pra mim que gosto bem mais do Suwa do que do Kakeru lol, mas que como o Fabio comentou, é basicamente uma forma de agradar a todos os fãs), ao perceber isso porém Naho se desespera porque vê que ela é incapaz de salvar o Kakeru do futuro, que já está morto, somente podendo ajudar o do passado que está ao lado dela.

Kakeru finalmente começa a mostrar algo, ele têm um arrependimento enterrado em seu amago que por alguma razão absurda Naho não percebe (tipo…a mãe dele conseguiu se suicidar porque ele saiu com vocês Naho, se liga… ), ignorando esse importante detalhe ,ainda que seja possível que ele não quisesse falar do assunto, Naho decide continuar com o plano de fazer boas lembranças com o Kakeru para que isso cure o espirito dele, porém dessa vez eu não posso nem ironizar, Naho foi incrível e chegou ao ponto de pedir Kakeru num encontro realmente romântico, só os dois, o que de fato é um novo plano de ataque, e obvio que o Kakeru como amigo preocupado foi pegar o aval do nosso Deus das palavras, Suwa.

Finalmente temos as confirmações do que já lemos, todo mundo, até o Suwa, está apoiando a Naho e o Kakeru (bom isso desde eventos anteriores mas é né…) e decide fazer o possível para “suicidar” as chances dele mesmo com a Naho, ao ponto de que ele deixou os dois sozinhos para sair com as 3 managers do clube de futebol. Lógico porém que o Kakeru não está tão seguro de si, ele têm que competir com Suwa, o senhor popular, o Deus das palavras, o astro do time, o cara que ama a Naho a bem mais tempo que ele…Não é surpresa que até mesmo a conclusão do episódio tenha sido tão impactante para o Suwa que finalmente sentiu a si mesmo agraciado pelo reconhecimento da Naho,Kakeru têm um grande complexo de inferioridade pelo Suwa e não sabe como prosseguir…

 

 

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Este episódio foi muito bom, eu pessoalmente gostei desta parte no mangá, mas o anime também fez um bom trabalho. O cameo neste episódio estava imparável, mas aquela aparição que mais me marcou dele, foi ele vestido de mulher na peça de teatro. A Naho continua meio tapada às investidas do Kakeru, todos já perceberam que a Naho gosta do Kakeru e o Kakeru dela, o Hagita até já o afirmou em alta voz. A Naho sofre de baixa auto-estima, mas ao menos está a esforçar-se para compensar tudo o que a outra eu não fez no passado. O Suwa é o cara, ele gosta da Naho, mas ainda assim sacrifica-se para a felicidade dela com o Kakeru. Percebe-se que o Suwa é um excelente amigo e companheiro quando ele percebe que a Naho estava a ser coagida pela Ueda senpai e vai logo lá salvar a Naho. A cena em que ele dá uns curativos ao Kakeru para este os pôr na mão da Naho foi uma cena tocante, principalmente quando o Suwa deixa cair lágrimas de alegria/sofrimento pelos dois. O meu ship entre a Anzu e o Hagita está quase no céu. Adorei aquela parte da aula de de física, eu já tinha adorado no mangá, mas no anime também ficou muito boa, esta aula é só um prólogo para o desenvolvimento da trama lá mais para a frente.
    Como sempre uma excelente matéria Iwan.

  2. Otima analise, meu problema com Orange é o fato de não explicarem{Spoiler) como as cartas foram enviadas para o passado ficou sem solução, particualmente detesto quando colocam um elemento sem explicação só por ser conveniente(Bokumachi é um bom exemplo), E outra infelizmente são só teorias sobre os paradoxos, não tem nada confirmando eles.

Deixe uma resposta