O cabelo bagunçado e o sorriso sincera fizeram Mira parecer totalmente humana pela primeira vez

Nem é preciso conhecer a história original (o mangá) para saber que a adaptação de Dimension W deixou muito a desejar. O anime teve um bom começo, apresentando personagens interessantes em um futuro interessante, mas depois veio uma sequência de arcos aparentemente desconectados enquanto a história avançava apresentando novos personagens que não tínhamos ideia de que papel teriam na história – se algum. Aquele ex-Gretel loiro por exemplo é um personagem que ficou muito sem sentido. No começo parece ser um vilão, depois descobrimos que ele tem algo a ver com o Kyouma, que estiveram juntos por um bom tempo em algo muito importante na vida do protagonista, e depois … isso tudo não serve para nada depois. É assim com personagens demais antes do arco final.

Aí veio o arco final. Também foi relativamente confuso, e tenho certeza que boa parte do impacto que a história deve ter no mangá se perdeu com o pouco tempo e a imensa quantidade de cortes que deve ter tido. De novo um exemplo relacionado ao Kyouma: certamente rever um ex-companheiro levantar-se como um zumbi mutante controlado eletronicamente à distância deve ter tido um impacto grande no protagonista, mas assistindo o anime é impossível sentir isso. No máximo parece um pequeno infortúnio. Mas a história se tornou empolgante, costurou bem toda a colcha de retalhos que foram os arcos anteriores, e os personagens principais e as relações entre eles se desenvolveram e foi divertido de assistir tudo isso.

Ler o artigo →

"Oi, sou um ser de luz"

Um episódio expositivo no qual o cientista louco Haruka Seameyer e o ex-cientista enlouquecido Loser contaram tudo sobre o evento que ocorreu na Ilha de Páscoa e mudou o mundo (e a vida do Kyouma) para sempre.

Normalmente episódios expositivos não são os melhores, emboram possam ser necessários. Com o formato flashback e sabendo que Dimension W está correndo para encerrar logo a história eu acho que foi, apesar de tudo, um bom episódio.

Ler o artigo →

Lwai também quer conquistar o Kyouma???

Eu sei que foi no episódio anterior que o anime revelou que a noiva do Kyouma perdeu a cabeça, mas só nesse episódio com a reação violenta do protagonista ao ver o príncipe Lwai decapitado é que eu me lembrei: a Mira já perdeu a cabeça também, não foi?

Claro que isso é só mais uma “coincidência” das duas personagens que na verdade são um só (ou de uma personagem com natureza dual, ou de duas personagens que ocupam o mesmo papel em momentos diferentes, enfim), mas não pude evitar a piadinha no título do artigo.

Quero dizer, acho que o Kyouma iria adorar conhecer a Celty de Durarara, não é?

Ler o artigo →

A imagem da Mira aparece ao lado da enfraquecida noiva do Kyouma nas memórias dele

Como é o costume no Anime21, esse artigo deveria ter saído pela manhã, mas ontem tive problemas o dia inteiro primeiro com energia depois com acesso à internet e aí não pude escrever a tempo. Peço desculpas por isso.

Nessas horas a gente percebe o quanto somos dependentes da tecnologia, não é? E longe de mim defender uma volta às cavernas ou uma vida mais simples, quero é mais tecnologia mesmo, mas isso significa que teremos cada vez mais problemas como esse para lidar. Em Dimension W resolveram completamente o problema da escassez de energia no mundo. Energia abundante, limpa e barata pode ser extraída da dimensão W. Mas a que custo? E a que tipos de novos problemas essa tecnologia sujeita as pessoas?

Ler o artigo →