Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

As estrelas desse episódio foram as gêmeas Orihara, irmãs mais novas do antagonista principal do anime. Como é tradicional em Durarara, esse episódio não avançou muito na história e avançou nada no tempo. As histórias que ele conta se passam ao mesmo tempo que as do episódio anterior, e em alguns casos as complementam. Por isso não é surpresa nenhuma que o destaque sejam personagens novas, ainda que o episódio não se dedique apenas a elas.

Curta o anime21 no facebook:

O episódio começa onde o anterior acabou, com Celty deprimida por ter perdido o dinheiro que havia recebido e mais deprimida ainda por haver uma recompensa pela sua cabeça. Digo, por ela, esqueça a cabeça. Ela havia se transformado literalmente em uma bola de depressão, mas o Shinra disse algumas palavras encorajadoras e ela se animou um pouco. Quando saía para trabalhar, contudo, Shinra interpretou mal a extensão do ânimo da Celty e acabou preso dentro de uma bola de escuridão o dia inteiro. Daí o anime rebobina (as crianças de hoje sabem o que é rebobinar? hehe) e começa a contar fatos do dia anterior, sob nova perspectiva. Normal para Durarara, mas incomum que Shinra tenha quebrado a quarta parede e assumido o papel de narrador nesse momento.

É início de novo ano escolar, e a escola está cheia de calouros. Um deles, mais animado do que a média, faz parte do Dollars e procura o Ryugamine para perguntar se ele também participa e se é alguém importante lá. Ryugamine inicialmente finge ignorância, mas Aoba (o calouro de quem estou falando) esteve na reunião já lendária convocada pelo Ryugamine no final da primeira metade da primeira temporada e o considera uma celebridade desde então. No final, acaba pedindo para que o protagonista o apresente a cidade, o que remete ao primeiro episódio. Comentário aleatório: eu fui pesquisar para me lembrar exatamente do nome do Aoba, e tomei um spoiler horrível na cara. A culpa não foi do site onde entrei não (uma wiki), eu que fui descuidado. Não seja descuidado quando for pesquisar sobre Durarara!

Mas Aoba tem pouca importância por enquanto. E até o tal assassino em série, o Hollywood, como foi apelidado, foi pouco citado nesse episódio. Como eu já disse, quem roubou a cena nele foram as gêmeas Orihara: Mairu e Kururi. O Izaya não gosta delas, e isso pode tanto ser algo muito bom quanto algo muito ruim. Quero dizer, o Izaya é uma pessoa horrível, afinal. E como exemplo, ele odeia o Shizuo, que tirando um pequeno problema de gerenciamento de raiva é um cara bastante legal. Eu não ligaria nem um pouco se as irmãs mais novas do Izaya o irritassem mesmo sendo boas pessoas. No entanto, há a possibilidade delas irritarem ele porque são tão irritantes que incomodam até mesmo alguém como o Izaya, e temo ser esse o caso.

Quando mais novas, diz ele, elas sortearam uma série de características de personalidade entre elas e assim definiram o que seriam e como agiriam. Eu acho isso tremendamente estúpido, mas acho que mais estúpido seria eu se me incomodasse com a estupidez de um personagem de Durarara. Aparentemente, o objetivo delas era se tornarem complementares: no que uma não for boa, a outra será, o que uma não fizer, a outra fará, e vice-versa, de forma que as duas juntas sejam incríveis ou algo assim. Bom, elas ainda são muito jovens para já serem incríveis, podem sim ser um pouco acima da média (embora o sorteio tenha jogado por terra qualquer talento natural que poderia dar a elas alguma vantagem inicial), e as duas juntas certamente se complementam, mas ser bom de verdade em alguma coisa demanda muito tempo de treinamento. Li certa vez que para dominar qualquer coisa, de bocha à física quântica, sejam necessárias dez mil horas de treino. Se uma pessoa treinar algo uma hora por dia, todos os dias, será um mestre em 27 anos, portanto, o que torna a coisa toda bastante inútil. Com cinco horas diárias, o tempo necessário cai para cinco anos e meio, bem mais razoável. Izaya não diz quando elas começaram essa loucura, apenas que foi no “primário”. Mas na prática esse é o primeiro ano da vida delas em que não estão no primário, então pode ser qualquer coisa entre um dia e nove anos. Enfim, esse desvio todo foi só para dizer que eu duvido que elas sejam tão boas assim no que escolheram ser como o Izaya faz parecer, mas não duvido que sejam razoavelmente boas.

De todo modo, as habilidades físicas sobrehumanas e a imoralidade militante pelo menos elas parecem ter em comum com o irmão, então suponho que seja de família. Mairu salta mais alto que campeões olímpicos e nocauteia uma garota com um golpe só e submete outra ao mesmo tempo, ameaçando encher a boca dela de tachinhas caso não revele quem é a líder delas. Incomodadas com a derrota humilhante, a super gangue das meninas malvadas do primeiro ano (que acabaram de entrar na escola mas já são uma gangue) resolve descontar na irmã gêmea, que está em outra classe (a mesma do Aoba, convenientemente) e tem uma aparência bem mais frágil. É só aparência, contudo, e ela viu elas pixando sua carteira e colocou solvente na mochila delas para que pegasse fogo (ainda que seja inflamável, solvente não pega fogo sozinho exceto em alta temperatura, creio que ela tenha armado uma bomba incendiária mesmo e a legenda estava errada). Sem saber que ela já estava com o controle da situação, Aoba a defendeu perante o professor e entregou as culpadas, que foram cobrá-lo pela língua solta e ele respondeu na prática que não tinha rabo preso com ninguém mas achava a Kururi mais bonita, então preferiu ficar do lado dela. Isso que é motivação! As gêmeas ouviram isso e o agradeceram com um beijo na boca! Cada uma!

Por que nos meus tempos de colégio não haviam gêmeas assim? Bom, elas com certeza são irritantes às vezes, e perigosas se te virem como um inimigo, então eu entendo a aversão do Izaya por elas, mas eu sempre fui manso e nunca cultivei inimizades, então não teria problema em conviver com elas. Provavelmente. Talvez. Eu acho. Com sorte. Ok, prefiro não arriscar. Como um bônus, elas encontram o dinheiro perdido pela Celty no final do episódio. E yakuzas (?) mal-encarados entram no apartamento do Shinra. Acho que o próximo episódio vai contar como eles chegaram até lá antes de finalmente descobrirmos o que eles querem, ou pelo menos antes que o Shinra possa ajudá-los (ou ser molestado por eles, caso não tenham ido pedir ajuda). Como as gêmeas também encontraram um homem ferido (arremessado por quadras pelo Shizuo) que se recusa a ir para o hospital mas pediu ajuda a elas, existe a possibilidade delas o levarem até o apartamento do Shinra e tropeçarem nessa confusão toda.

Comentários