Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Que Re-Kan! é baseado em 4-koma (pronuncia-se yonkoma, e são as tirinhas japonesas de quatro quadrinhos) eu já sabia. Muitos animes são assim. O de maior sucesso sem sombra de dúvida é K-On!, do qual eu pessoalmente não gosto, mas reconheço que é bem produzido. Outros animes baseados em 4-koma incluem Azumangah Daioh, Gekkan Shoujo Nozaki-kun, Gugure! Kokkuri-san, Kill me Baby, Mikakunin de Shinkoukei, Sakura Trick, entre outros. Todos adaptados para animes com episódios completos e uma coisa em comum: você não percebe que são baseados em histórias curtinhas. Já Re-Kan!…


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Não é nem que as piadas não sejam engraçadas (algumas). Mas corta o engajamento ficar assistindo a uma coleção de cenas completamente desconexas, com cortes de uma para a outra. Tem um momento só no anime que há uma cena mais longa, com uma sequência de acontecimentos mais ou menos fluída. Durante o resto do tempo todo é piada, corta, próxima piada, corta. Quando acabou eu nem sabia dizer se o episódio já havia acabado. O tempo voou.

Muitos 4-komas, quando adaptados para anime, são adaptados para episódios curtos, geralmente de 5 minutos, como Danna ga Nani o Itteiru ka Wakaranai Ken, que fez tanto sucesso que está agora tendo sua segunda temporada. Alguns tem episódios de 12 minutos, que podem ou não ser entrecortados, como Re-Kan!, mas bom, com apenas metade de um episódio normal isso é tolerável. Chitose Get You!! é assim. Por que Re-Kan! não foi feito em episódios de 5 ou 12 minutos? A produção claramente parece ter sido para isso, dada a falta completa de conexão entre os atos durante o episódio.

Por fim, a animação é ruim. Não é a pior animação que eu já vi, mas é bem ruim sim. Personagens com poucas expressões, sem graça, movimentação dura ou quebrada para economizar quadros, cores e sombras mais chapados. De novo, fosse um episódio curto, isso tudo passa. Ao assistir um episódio curto eu mais ou menos já espero que o orçamento e portanto a qualidade final dele seja bem menor. Mas é um episódio completo, 25 minutos assistindo isso. Claro, já vi animes piores e que nada têm a ver com 4-komas, mas o que estou tentando dizer é que pelo menos isso Re-Kan! poderia ter evitado. Mesmo com orçamento baixo, alguns animes escolhem um estilo super estilizado para compensar (Kill me Baby e Sakura Trick fazem isso). Re-Kan! parece um anime normal, só mal desenhado e desconexo.

Agora, a ideia em si é legal. Amami é uma garota que pode ver e interagir com fantasmas, e porque ela pode vê-los parece que eles a procuram com muito mais frequência do que a que costumam atacar pessoas normais. E as vezes a atacam mesmo, arrantando-a para lá e empurrando-a para cá. Mas ela é otimista até a alma (piada intencional) e acha que é bom ver fantasmas mesmo que as demais pessoas a achem estranha e fiquem com medo dela por causa disso, porque assim ela pode criar laços com mais pessoas (mortas). Ela também conversa com animais, mas isso só serviu até agora para ela conversar com um gato especialmente pervertido (e mal desenhado, mas gatos em animes quase sempre são mal desenhados mesmo, isso eu até relevo). Alguns fantasmas parecem realmente assustadores, é interessante o contraste entre a felicidade dela e o medo que esses fantasmas inspiram.

Tem outras garotas também, mas a mais importante é a Inoue, que é quem ela conhece primeiro do novo colégio onde entrou e que quando a viu pela primeira vez a achou bonita como uma princesa, mas logo a achou estranha por pular e cair na faixa de pedestre e depois se assustou com ela ao ver um fantasma particularmente assustador agarrado na perna dela. Amami parece ter gostado dela desde o começo, mas Inoue morre de medo de fantasmas e fica brigando com ela e dizendo que não acredita que ela possa vê-los nem nada disso, apesar de todas as evidências em contrário, como o que ela já viu logo no começo, portas que abrem e fecham sozinhas, etc. No final. Amami a faz esperar por ela em uma praça, e um grupo de crianças pede para Inoue brincar com elas. Relutante ela aceita, e mais tarde ela descobre que, lógico, elas eram fantasmas.

Ainda bem que há outra comédia sobrenatural nessa temporada e ela é muito boa. Rumiko Takahashi me salvou com Kyoukai no Rinne. Mesmo que haja coisa ou outra legal em Re-Kan!, a execução é tão terrível que não consigo sequer me concentrar no anime. Quase certeza que droparei.

Comentários