Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

 

 

Nebuya x Teppei é uma das coisas que eu mais gostei de assistir neste jogo. Os dois são determinados, extremamente talentosos, enormes e fortes. É até meio que uma regra silenciosa eles terem de marcar um ao outro porque, sério, imagina se fosse o Akashi. Ou o Kuroko. Nem todas as firulas de anime os salvariam de sérios machucados caso levassem algum esbarrão ou tropeço. Aliás, falando em machucados… Ai Teppei, eu havia esquecido do seu, meu pobrezinho. Ah, a outra coisa que eu mais gostei foram os enfrentamentos 1×1 que rolaram, sempre com o fator comum que era o membro da Rakuzan subestimando o jogador da Seirin. E quebrando lindamente sua carinha bonita.

Curta o anime21 no facebook:

O sentimento de dó pelo modo que Akashi está usando Mayuzumi se tornou universal. Todos, incluindo jogadores e plateia, estão intrigados e indignados com isso, ao mesmo tempo em que são tocados pela persistência do jogador, que continua em campo mesmo sendo tratado como marionete. Literalmente. Seu rosto sem expressão nenhuma é quase uma amostra de como o seu espírito está morto por dentro. É amigo, vida de vassalo do Seijuro é difícil. Acho que toda essa raiva está transbordando em forma de energia, diminuindo a diferença aos poucos no final do terceiro quarto. Mas a raiva é apenas um dos fatores que move estes garotos. Outro deles, já muy conhecido, é a frustração.

No rodízio de jogadores, Kotarou e Izuki ficam frente à frente. O loiro atrevido fica desanimado ao achar que o segundanista da Seirin é inferior ao Kagami, mas ele não deixa por menos e o taxa de mais fraco do que Akashi. Maduro como é, Kotarou usa dribles com a mão completa pela primeira vez. O resultado é avassalador, e ele consegue driblar o famoso Eagle Eye do adversário. Aliás, ele dribla todo o time, inclusive Teppei, e começa a marcar. Inclusive pede ao capitão que passe a bola para ele, e é prontamente atendido. A partir daí, rola uma sequência de táticas, admito, bem legal: Izuki combina com Kuroko para roubarem a bola do loiro quando ele estiver executando o passe, mas Kotaro percebe e desvia – dos dois – , mas é roubado por Kagami, Kuroko toma a bola, passa pra Koga, que escapa por um fio de Reo e passa pra Kagami, que enfim pontua e diminui a diferença pra 18 pontos. Pense numa cesta sofrida! Mas, ainda mais importante do que o acerto é o aumento na moral do time, que voltou a sonhar com uma possível vitória.

 

Mano, o cara vai virar um titã, mano. Chamem o capitão Rivaille!

Mano, o cara vai virar um titã, mano. Chamem o capitão Rivaille!

 

Izuki acara irritando Kotaro quando diz ser mais esperto, o que é verdade, sejamos sinceros. Qualquer idiota sabe que, quando  bravos, cometemos erros. O dele foi fazer um passe pra Mayuzumi, e é claro que Kuroko interviu e possibilitou mais uma cesta de Kagami. Fala sério, quem se deixa afetar por uma bobagem como essa nem deveria estar em uma competição profissional, por favor. E se você acha mesmo que seu capitão vai deixar essa passar impune, oh meu caro, melhor mudar para um esporte individual. O que salvou esse seu courinho esquentado foi a muy surpreendente atitude de parar, respirar fundo e ir com calma. Ohh olha o loirinho me surpreendendo!

E agora voltamos à nossa programação normal de enfrentamento dos dois ruivos. Sério, quem deixou Kagami enfrentar Akashi sozinho? Eu confio na capacidade do tigre, mas ele é muito menos experiente em quadra do que o capitão. Sem falar que Akashi é um estrategista brilhante, enquanto Kagami depende demais de seus instintos, e a prova se mostra quando ele tenta se aprofundar ainda mais na zona, mas leva uma cesta de três. A Seirin está sem seu melhor lançador, que é Hyuga, mas a Rakuzan ainda tem tanto seu capitão quanto Reo, que é igualmente competente. Competente até demais, já que acaba cometendo exatamente o mesmo vacilo de seu colega, que é subestimar o adversário. Tá, o Koganei não é lá a estrela de seu time, nem o mais rápido, mais certeiro… Mas se alguém consegue prever e atrapalhar um arremesso de um Rei sem Coroa, este alguém merece sim respeito. Koga, como já previa sua aparência, é comparado a um gato, que se move basicamente por instinto e faz o que acha mais conveniente. Bem, deu certo. E as coisas pioram quando o garoto é a primeira pessoa a conseguir se mover mesmo contra o Vazio de Reo. Mesmo que não tenha sido rápido a ponto de evitar a cesta, foi surpreendente o bastante para deixá-lo p*to da vida e proporcionar ao capitão Hyuga, que observava calmamente do banco, estratégias para derrubar as técnicas desse afeminado intocável. Como assim, um primeiro anista de um timinho novo, que nunca chegou às finais, e ainda por cima reserva, encarando dessa forma um membro do time principal da grande Rakuzan? Inaceitáveeeeel!!! ~inserir aqui a voz do Lemongrab~

É galereis, acho que a arrogância dos invictos está enfim se virando contra eles mesmos, e eu não poderia estar me regozijando mais do que agora. Baixem a bola garotos, vocês são bons mas não são únicos, e estão prestes a perder suas coroas, quem sabe para sempre.

 

Capitão Hyuga, a caminho de salvar o jogo, milady.

Capitão Hyuga, a caminho de salvar o jogo, milady.

Comentários