Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

 

 

Ah, tivemos alguns elementos bem interessantes desta vez. A simples decisão do Takeo e da Yamato em irem para a mesma faculdade revelou mais traços, esperados e inesperados, da personalidade não só dos dois mas também das pessoas ao seu redor: Suna, seus amigos, as amigas de Yamato, os pais do Takeo, ah os pais… Mas, dentre todos os elementos interessantes, o maior deles foi o reforço de que, sim, algumas pessoas nascem especialmente pra outras. E eu não tô falando necessariamente de Yamato e Takeo, não


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Takeo e Yamato estão sempre juntos, desde o primeiro episódio. Seja nas coisas boas ou ruins, eles não se desgrudam e tentam se ver sempre que podem. Mas, agora, os dois decidiram que não é mais o bastante apenas encontros casuais, e pretendem estudar juntos. O plano parece simples: passarem no vestibular e irem para a mesma faculdade (não podiam só ir pra mesma escola? Seria mais rápido). O porém é que, enquanto Yamato é uma excelente aluna que quer prestar uma boa faculdade, Takeo é péssimo nos estudos, sua concentração é um horror e suas notas são de medianas pra baixo. Essa revelação em particular me deixou em cima do muro, já que por um lado começou a quebrar aquela expectativa de que ele é bom em tudo o que faz, mas por outro reforçou o estereótipo de gigante gentil e burro dele, da qual eu não gosto muito. Mas se por um lado ele não consegue aprender, por outro ele também nem tenta… até agora. Ora, um rabo de saia muda um homem, e ele está disposto a fazer de tudo para realizar o sonho jovem de estar sempre perto de seu amorzinho. Para isso, tenta primeiro usar seu trunfo-Suna, mas nem toda a dedicação do loiro parece ajudar muito. Takeo pode ser bom em coisas que exigem músculos, mas não se pode dize o mesmo de neurônios. Ele é péssimo aluno, sabe disso e nunca se preocupou em mudar, e não vai ser decidindo repentinamente prestar uma boa faculdade que seu cérebro acordará. A solução para este dilema parece estar exatamente em quem foi a sua causa inicial: a própria namorada.

Yamato dando aulas ao namorado parece uma ideia falha desde o começo, então somar a isto o fato de eles estarem todos na casa dele e seus pais terem acabado de descobrir que aquela coisinha pequena é namorada de seu filho, pronto, tudo desandou lindamente. Gouda-pai e Gouda-mãe não perdem tempo e fazem de tudo pra agradar a garota (a mãe até comprou uma escova de dentes, o que será que ela estava pensando?), interrompendo a parca concentração de seu rebento constantemente. Quando ele enfim decide que já chega e se mudam para (adivinha só) o quarto do Suna as coisas parecem entrar nos eixos… Pelos próximos minutos, até ele desmaiar de exaustão. Ok, ele pode ser um mau estudante, mas ninguém ode questionar sua determinação. Esse breve intervalo serve pra reforçar o lado que eu mais amo na pequena Yamato, a ozadia (sim, em internetês mesmo). Já que Takeo não vai fornecer o contato corporal que ela tanto quer, ela pega a força então. Parece com o namorado? Sm, parece. Eu achi isso e pelo visto o Suna também acha, não duvido que ele comece a ter medo de deixá-los muito tempo sozinhos do mesmo jeito que tem medo de ficar sozinho com ele, hehe. Como eu costumo dizer em papos yaoi: o que define um seme e um uke é apenas o seu par.

 

Yamato aproveitadora. Selo Lidy de aprovação!

Yamato aproveitadora. Selo Lidy de aprovação!

 

Se a pausa foi a chance de Yamato provar que se parece com o Takeo, o teste foi a prova de que ele é que parecia com ela. Do mesmo jeito que a garota tirou uma nota baixa simplesmente por ter se distraído e marcado as respostas nos lugares errados, ele faz o mesmo. Tenta apagar e corrigir tudo a tempo, mas não sabe se funcionou – e ainda tô me perguntando de onde vem tamanho desespero, já que era tudo a lápis e bastava ele olhar o caderno de questões e remarcar o gabarito (uma vez eu me dei mal pelo mesmo motivo, mas minhas respostas estavam à caneta). Olha que fofos, até pra serem tapados eles se parecem. O resultado dele não é bom, mas daí a saber se foi pelo descuido ou por não saber as respostas é outros 500. Chateado, ele vai desabafar com a namorada, que também não tem grandes chances na faculdade que queria, e recebe um animado discurso para tentarem outra. Juntos. É a melhor escolha mesmo, já que a primeira opção era uma faculdade feminina… E Yamato e Suna sabiam disso! Agora tá explicado porque diabos esse loiro safado vez ou outra mordia o lábio pra não rir, sem vergonha! Me surpreende a garota ter alimentado as expectativas do mal informado amante, ainda achando que ele teria alguma chance – na próxima Takeo, procure uma faculdade que se encaixe em seu perfil, e não apenas porque sua atual namorada irá prestá-la. É como diz minha mamai: namorada é hoje, amanhã não é mais.

 

Tadinho, gente, olha o que vocês fizeram...

Tadinho, gente, olha o que vocês fizeram…

Comentários