Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bubuki Buranki não é Rakugo Shinjuu mas também tem personagens contadores de histórias! E juro que isso era para ser uma piada. Não vou nem pedir desculpa, foi ruim demais, eu sei. A garota da imagem de capa do artigo é a Migiwa, a mãe do protagonista Azuma, quando era mais jovem e ouviu uma piada minha lutou contra a Reoko.

Deve se lembrar que ela vivia com sua família feliz em uma ilha flutuante paradisíaca botando robôs gigantes para dormir, até que um dia por motivos de saúde e crianças xeretas foi forçada a enviá-los para a superfície. Dez anos se passaram, o mundo se tornou um reino de terror (disseram isso literalmente nesse episódio) e Azuma voltou para reunir-se com seus companheiros, despertar o robô de sua mãe, e ser heroicamente derrotado pela Reoko!

Depois de dois episódios a 100 quilômetros por hora nesse resolveram fazer uma parada no Frango Frito e contar porque afinal de contas tudo aquilo estava acontecendo.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Com uma aliada desses eles estão bem

Com uma aliada desses eles estão bem

Parece que os robôs gigantes desse mundo existem há tanto tempo quanto as árvores. São uma criatura de metal, engrenagens e parafusos que sempre existiu. A evolução tomou caminhos estranhos em Bubuki Buranki, mas quem sou eu para criticar a Mãe Natureza. E falando em natureza, é da natureza deles destruírem tudo, a não ser que sejam burankis domesticados. E só existem dois desses: o Oubu, do protagonista, e o Entei, da Reoko. Mas não é como se eles (no caso, a Migiwa e a Reoko) tivessem achado o bicho no bosque ou comprado em um petshop: são robôs passados há gerações em suas famílias. E sempre foram rivais, sem nenhuma menção a um ser “do bem” e o outro “do mal”. Apenas rivais. Compreensível.

Eles comeram depois foram para uma biblioteca-museu ouvir mais história

Eles comeram depois foram para uma biblioteca-museu ouvir mais história

Até que 24 anos atrás a Reoko e a Migiwa lutaram. Dizem os mocinhos que foi a Reoko que começou, e pelo menos por enquanto não vejo motivo nenhum para duvidar deles. A Reoko do flashback já era a doida varrida com risada de vilã que conheci e me apaixonei no episódio passado, e a Migiwa, sério mesmo, olha pra imagem dela na capa do artigo de novo, tinha a maior cara de nerd certinha de tudo. Não sei se a Reoko estava sozinha, mas pelo menos os pais do Hiiragi e da Kogane estavam no Oubu junto com a Migiwa, do mesmo jeito que a molecada ficou empoleirada no episódio passado. Consta que os membros dos buranki também são passados de geração em geração, e assim essas famílias estiveram sempre vinculadas por seus bubukis.

Eu juro que isso não é reaproveitamento de imagem do segundo episódio: é a Reoko do passado

Eu juro que isso não é reaproveitamento de imagem do segundo episódio: é a Reoko do passado

O fato é que a Migiwa venceu e a Reoko sossegou-se. Quero dizer, deve ter sido uma derrota horrível pois o Entei perdeu para sempre as pernas (conforme revelado no episódio anterior) e a Reoko parou de envelhecer, ficando para sempre presa em um corpo de 16 anos – que, divertidamente, é a idade do Azuma agora. A Migiwa subiu pro céu para impedir que os burankis caíssem e criou sua família lá. Quanto à Reoko … acho que ela sempre usou o Entei sozinha, e isso deve forçar demais o corpo dela ou algo assim. Desde a vitória no episódio anterior ela está desacordada, imagine o efeito que uma derrota teria sobre ela. E uma derrota esmagadora que destruísse para sempre partes de seu robô.

Pois é. Continuando, 10 anos atrás, junto com Oubu outros 8 burankis selvagens caíram na terra, e Reoko ressurgiu das cinzas para derrotar cada um deles. Ela certamente leu O Príncipe de Maquiavel, pois o florentino dizia claramente que a um governante (o Príncipe, em sua obra) vale mais ser temido do que ser amado, e foi exatamente isso que ela fez: não surgiu como uma heroína. Derrotou os burankis sim, mas assombrou o mundo com seu poder, mais do que qualquer coisa. E desde então ela governa o mundo pelas sombras, com a ameaça dupla de seu poder avassalador e dos burankis que podem cair do céu a qualquer momento e ela é a única capaz de derrotar. É ou não é maquiavélica? Mas pensando bem ela sempre pareceu uma pessoa perversa, acho que não conseguiria ser amada nem se quisesse, e ela não parece querer de todo modo, então talvez não tenha lido nada. Ou talvez tenha lido e se identificado muito, se perguntando como alguém poderia ter escrito um livro sobre ela tantos séculos antes que nascesse.

Adivinha quem apareceu no fim do episódio?

Adivinha quem apareceu no fim do episódio?

Durante o reinado de Reoko, pessoas que possuem bubukis foram reprimidas ou caçadas. Especialmente, parece, as famílias dos bubukis do Ougi: o pai do Hiiragi se tornou um alcoólatra e o pai da Kogane foi morto – por isso ela é tão pirada no capanga pistoleiro da Reoko, adivinha só quem matou o pai dela? Das outras duas não sei ainda, mas não apostaria em destinos muito melhores. O plano dos garotos é usar o Oubu para alcançar a ilha no céu e trazer a Migiwa de volta, na esperança que ela derrote Reoko de novo. Bom, o plano do Azuma é só reencontrar sua mãe, mas os dois planos são perfeitamente conciliáveis. Não que eu acredite que a Migiwa esteja em condições de lutar. E continuo me perguntando onde estão o pai e, principalmente, a irmã de Azuma.

Comentários