Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

No começo do anime o clube estava às moscas. A Chika entrou mas ela nem sabe tocar nada, então de que adianta? Daí a Narushima entrou e um monte de gente entrou depois, porque a conheciam e queriam tocar música com ela. Ainda não era o suficiente para entrar em concursos, mas já era bastante gente. Depois o Sei entrou para a banda e mais uma legião de pessoas o seguiram – nesse caso, pelo menos parte dos ingressantes são garotas que apenas o acham bonito. Será que já terminaram de formar a banda? Em número absoluto de pessoas acho que sim, mas ainda falta pelo menos um percussionista.

Sem problema! Existe um percussionista na animação de abertura, então logo ele deve entrar. Tem pelo menos mais um personagem que aparece na abertura que eu acho que não apareceu no anime ainda. Então, basicamente, saíram de quatro membros para cerca de quatro dezenas (talvez um pouco menos) e só 2 recrutamentos foram feitos durante os episódios, até agora, e creio que haverão mais dois. Nunca foi tão fácil salvar um clube de música!

E está tão fácil que esse episódio pôde até dar-se ao luxo de ignorar completamente a banda. Na verdade, os membros principais da banda (e no final até o professor) também a ignoraram completamente enquanto resolviam um problema doméstico do Haruta. O mistério foi divertido, mas onde esse anime pretende chegar e que história ele está tentando contar?


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Personagens adolescentes de animes escolares frequentemente não têm família nenhuma. Não uma família explícita, pelo menos. Às vezes sabemos que moram com suas famílias, mas ditas famílias jamais aparecem nem mesmo quando eles estão em casa, ou então aparecem somente quando estão em casa e em cenas curtas e triviais. É como se nem se importassem. Há várias razões para ser assim: focar esforço no que é importante, facilitar o trabalho, etc, não vou usar esse artigo para ficar discutindo isso. O fato é que isso é bastante estranho mas é algo com que quem já assistiu muitos animes meio que está tão acostumado que nem pensa a respeito. Quem são os pais dos protagonistas e onde eles estão? Onde estão os pais do Haruta? Sei lá. Mas ele tem irmãs!

Pois é...

Pois é…

E elas são todas mais velhas e umas pestes que vivem usando ele de cobaia e no geral tornando a vida dele um inferno, por isso ele saiu de casa. Explicação boa, não é? A maioria dos animes nem se preocupa em explicar, então talvez seja melhor que nada? Não sei. Acho que nenhuma delas deve aparecer mais, ou se aparecer não deve interferir diretamente na história mais, e não posso dizer que exatamente gostei da primeira impressão que tive ou que seja um bom personagem, mas se sua participação ficar limitada a isso não me importo. Nem para o bem e nem para o mal. Os pais do Sei são bastante esquisitos também. Eu sei que eles são americanos e tudo mais, mas por que foram morar no Japão em primeiro lugar? Eles existem porque disso dependeu toda a história de fundo do personagem que serviu de pretexto para um episódio inteiro, mas o resultado não foi muito bom. O mesmo posso dizer da irmã do Haruta que apareceu nesse episódio e das outras duas que não apareceram. São apenas pretextos, serviram seu propósito mas como personagens são ruins.

Uma das irmãs do Haruta

Uma das irmãs do Haruta

Enfim, Haruta saiu de casa, e Haruta perdeu sua casa e estava morando na escola há algum tempo. Sem que ninguém soubesse?? Bom, Haruchika não se importa de parecer ridículo para justificar os mistérios e quebra-cabeças que compõe seus episódios. Esse tipo de coragem merece elogios…? Não sei. É quase natal e Haruta não tem onde morar, e absolutamente se recusa a voltar para a casa das irmãs! Então não resta outra alternativa senão caçar uma casa nova imediatamente, né. Achar uma imobiliária assim em cima da hora deve ser difícil … não, é bem fácil, a Narushima conhece alguém que conhece alguém e é isso aí. Haruchika não se importa de parecer conveniente demais.

Ela dirige feito uma louca. Não é engraçado?

Ela dirige feito uma louca. Não é engraçado?

No final das contas acharam um apartamento perfeito, exceto por um detalhe: ninguém quer morar lá porque aparentemente é mal-assombrado. Quão mal-assombrado? Bom, de vez em quando as pessoas escutam tilintares durante a noite. Perigoso assim. O próprio dono pensa em vender o edifício porque não tem dinheiro para pagar os impostos devidos e ninguém quer se mudar para lá. Isso parece um caso para o Scooby-Doo Haruta!

Sério, eu realmente pensei que fosse algo no estilo do clássico da Hanna-Barbera, com uma pessoa assustando os inquilinos para forçar a venda do edifício. O dono havia herdado-o há pouco tempo e não era sequer filho do antigo dono! Faria sentido uma história muito louca assim, não é? Mas Haruchika não é esse tipo de anime, então nada de biscoitos Scooby para nós. No final das contas, o antigo dono era apenas um filho da mãe que gostava de “pregar peças” (como jogar pessoas na piscina com sofá e tudo – se eu fosse da família dele também o teria abandonado!) e adorava seu sobrinho, em quem pregou uma última peça que se não teve graça nenhuma, pelo menos o deixou rico: as paredes do prédio eram ocas e estavam cheias de moedas.

Quantas toneladas em metais será que tinha lá? E o quanto elas expandiam com o calor dos dias mais quentes do verão? Aquelas paredes não eram apenas ocas, mas terrivelmente resistentes. Mas tá bom, eu tinha pensado em falar um monte sobre o absurdo disso e sobre as baboseiras ditas sobre “modernismo vernacular” mas a essa altura já está bem estabelecido: Haruchika não se importa.

  1. Primeira vez que um review bateu certinho com minha impressão.. A unica coisa que eu pensei durante o episodio foi que tudo estava conveniente demais e tbm sim pensei que teria um final estilo turma do Scooby Doo.(Quando saiu aquele monte de moeda eu pensei que a casa ia cair).Enfim talvez eles estão amarrando bem uma situação apenas para não ter que dividir em vários episódios. Todo mundo meio inútil e só o Haruta tem seus insights que resolvem os problemas,ainda tá meio cedo pra começar a julgar mal esse anime,acho que vou assistir sem pretensão de esperar grande coisa,faz melhor pro meu coração 🙂

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Acho que estou sem pretensão desde o primeiro episódio =D Eu nem pretendia escrever sobre Haruchika, foi só uma epifania que me deu ideia para o artigo do segundo episódio e daí … chegamos aqui.

      O mais engraçado nesse artigo foi que depois de terminar de escrevê-lo eu fui assistir um pouco de TV antes de dormir e … tava passando Scooby-Doo! Dos episódios novos ainda por cima, achei divertido embora nunca tenha gostado do desenho, hehe.

      E no Facebook me falaram algo sério que não sei como não pensei antes (sei sim, não me importo muito com Haruchika pra pensar nessas coisas, mas enfim): o último ou um dos últimos mistérios que o Haruta vai resolver vai ser o do professor, para que ele volte a ser maestro profissional. O moleque declarou que esse era o desejo dele no primeiro episódio mas eu nem liguei (e acho que ninguém ligou, a maioria porque preferiu ficar ultrajada porque ~~~noooossa ele é gaaaaaay~~~). O vídeo que a irmã dele conseguiu deve ser a primeira peça desse mistério.

Comentários