Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Quem poderia esperar um episódio como esse em um anime até então focado na ação? Tudo bem que cabeças haviam rolado literalmente no episódio anterior, mas ninguém se assustou de verdade com aquilo né. Não que eu ache que muita gente tenha se assustado com esse episódio. Eu não me assustei, mas acho que era possível, talvez? Uma direção diferente poderia ter dado conta do recado. Não que tenha ficado ruim. O horror gráfico por si só já foi excelente. Quando próximo demais foi levemente censurado, mas mesmo assim foi possível ver caixas torácicas abertas, como na imagem de capa desse artigo.

Até agora Dimension W já havia revelado que suas bobinas extraem energia de uma quarta dimensão (a tal dimensão W do seu título) e que eventualmente acidentes horríveis aconteciam com elas e eram acobertados pela New Tesla Energy, a empresa que monopoliza a tecnologia. O próprio cientista que descobriu a quarta dimensão e desenvolveu a forma de colher energia dela disse que “não deveria ter criado aquilo”. Antes das bobinas usadas no mundo todo hoje, contudo, circularam várias bobinas experimentais numeradas – por isso são conhecidas como “numbers”. Pelo caminho que a história está tomando, parece que todos os acidentes dimensionais graves são causados por essas bobinas. Esse episódio não abre exceção.

Curta o anime21 no facebook:

Bu!

Bu!

Um robô que tem medo de fantasmas! Ok, é engraçado, mas não há razão nenhuma para espanto, não é? Desde que a Mira foi introduzida na história já se estabeleceu muito bem o quanto ela é diferente, mais avançada e mais humana que todos os demais androides. E ela é protagonista também, mesmo se não houvesse nenhuma outra razão, ora. O que me incomodou na primeira cena em que ela viu um “fantasma” na rodovia não foi isso, mas o Kyouma não ter acreditado nela e ela própria ter ficado em dúvida depois que procurou nos seus registros e não encontrou nada. Ela é humana em muitos aspectos, mas é sobre-humana em vários outros. Por exemplo: a memória. Nós humanos podemos ficar em dúvida quanto a nossas memórias. Um robô que grava literalmente tudo o que os seus sensores captam do ambiente não. Como assim a Mira não encontrou os registros? Mesmo se fosse um fantasma de verdade, daqueles sobrenaturais, ela viu, foi captado pelos sensores dela, portanto deveria ter sido gravado. Ao não encontrar os registros ela não deveria ter se perguntado se era mesmo um fantasma, mas sim se ela estaria com defeito nos sensores, no sistema de gravação ou o que poderia ter interferido nesse sistema.

Ah é, tem essa esquisita atrás da number também

Ah é, tem essa esquisita atrás da number também

Conforme o episódio progrediu é revelado porque ela não gravou: a aparição de um “fantasma” (interferência de uma number no local) gera uma quantidade tão grande de dados sobrepostos que sistema nenhum consegue gravar todos direito. O Kyouma parece estar carregando ela junto por obrigação e por pena, não tem se preocupado em aprender sobre ela e muito menos conta com ela para nada, o que é uma pena porque os dois juntos com certeza serão muito mais competentes do que cada um deles sozinho. Mira está ansiosa para isso, mas o Kyouma é um cabeça-dura, talvez (provavelmente) por causa de seu trauma pessoal com a tecnologia de bobinas. Espero que o anime desenvolva a relação entre eles e chegue ao fim com os dois trabalhando juntos, como uma dupla.

Suspeitos planejando algo suspeito sob iluminação suspeita

Suspeitos planejando algo suspeito sob iluminação suspeita

E só isso. Quero dizer, ela é uma androide né? Bastante humana, ao ponto de várias de suas funções vitais imitarem comportamentos humanos: ela dorme e usa o banheiro, por exemplo. Mas não há razão nenhuma para ela ter qualquer função equivalente aos comportamento reprodutor humano, né? Ou para ela desenvolver sentimentos românticos, certo? Ela tem peitos e um corpo feminino curvilíneo ostensivamente exibido durante esse episódio, mas foi só fanservice mesmo, espero. Além de ser o tipo de coisa que combina com horror gráfico. Eu acho que combina, tenho certeza que muita gente acha que combina, não pergunte porque não sei explicar. É um pouco por fanservice também, mas tenho certeza que há algo além disso unindo horror e erotismo. Mas isso, seja só fanservice, seja algo relacionado ao horror, é apenas entre a Mira e nós, os espectadores, não tem nada a ver com o Kyouma. Não consigo imaginar uma só boa razão para Dimension W virar uma fanfic de Chobits.

Esses anos todos no inferno inter-dimensional não fizeram bem para ela

Esses anos todos no inferno inter-dimensional não fizeram bem para ela

Mas tá bom, e o que aconteceu no episódio? Nem foi um mistério em si. Um dia leio o mangá para saber se originalmente esse arco foi mais misterioso, mas no anime não foi nem um pouco. Os suspeitos estavam logo na entrada do hotel com cara de suspeitos e agindo de forma suspeita, e enquanto o Kyouma descobria tudo e contava didaticamente para ninguém em particular a Mira era sequestrada pelos “fantasmas” e os suspeitos deixaram de ser apenas suspeitos enquanto explodiam paredes, sequestravam a dona da propriedade e fugiam em um veículo voador. Não tentaram ser discretos em nenhum momento. Eles estão atrás da number, os protagonistas também, a garota sequestrada tem uma espécie de elo com os “fantasmas” (aparentemente, pessoas que deveriam ter morrido em um acidente causado pela number no passado mas continuam vivos de algum modo agonizando no espaço inter-dimensional) e consequentemente, suponho, com a própria bobina que permite que eles continuem existindo.

O que os “fantasmas” querem continua um pouco nebuloso, contudo, admito. Estão matando pessoas? Por que apenas sequestraram a Mira? Será por que ela é um androide? Ou a estão usando de isca? Eles sabem que o Kyouma é uma ameaça? Eles querem continuar existindo suas existências miseráveis ali então, é isso? Ou será que estão aliados aos suspeitos? Talvez o plano seja conseguir de alguma forma trazê-los de volta?

"Socorro"

“Socorro”

Comentários