Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Antes uma explicação sobre o artigo de Bubuki Buranki que deveria ter saído ontem: ele sairá amanhã, e será sobre os episódios 8 e 9. Até então os artigos de Bubuki estavam sendo publicados no mesmo dia em que saíam episódios novos, e isso é ruim. Pulando um episódio para frente e mudando os dias corrijo (bem atrasado, é verdade) esse problema. Bubuki Buranki a partir de agora sempre será publicado segunda-feira.

Ao mesmo tempo, isso significa que preciso deslocar o artigo de segunda: BokuMachi. Para não me matar tendo que escrever quatro artigos em dois dias da semana (além de Bubuki na segunda, na terça eu tenho que escrever dois, um aqui e um para o OtakuPT, não se esqueça e me leia lá também!), BokuMachi fica para terça, Rakugo Shinjuu para quarta e assim por diante. Quando chegar sábado, não haverá nada, pois Bubuki não é mais de sábado: aí sairá o próximo artigo de Haruchika, que passará a ser publicado aos sábados. Domingo será o novo dia dos artigos de BokuMachi e a partir daí todo o resto volta para seus dias normais.

Agora sobre o episódio da semana de Haruchika: eu gostei dele! Não é genial nem nada assim, longe disso, nem é do tipo que super desenvolve seus personagens ou sequer avança na linha de enredo principal: o concurso de música. Mas, para um anime de mistério com colegiais, ele apresentou um mistério que colegiais e espectadores realmente podem resolver. Eu não consegui resolver tudo, mas passei dos 70% da professora, hehe.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Eu obtive sucesso em perceber que o professor Sakai havia aceitado a suspensão da escola para proteger a professora Ogawara porque ela havia sido fotografada. Claro, eu não tinha como saber que era uma câmera infravermelha, mas esse tipo de conhecimento não é exatamente física quântica então é possível que alguém, em algum lugar, tenha pensado “será que o professor Sakai não estava procurando por uma câmera infravermelha?”. Mas isso nem é o dado mais importante: era uma foto e era dela. Mas por que isso seria um trunfo de uma aluna acuada contra a professora, a ponto de forçar o professor para fora da escola?

A reação da professora Ogawara quando descobriu porque o professor Sakai se afastou

A reação da professora Ogawara quando descobriu porque o professor Sakai se afastou

Cicatrizes? Não. Marcas de nascença? Por quê seriam? Ela era secretamente um homem (isso passou pela minha cabeça)? Não fazia sentido com o passado dela, já conhecido àquela altura. Nada disso. Era uma simples tatuagem. Quero dizer, simples para nós, ocidentais. No Japão tatuagem é coisa séria e talvez você já tenha lido sobre isso por aí. A razão é que, originalmente, apenas clãs yakuza usavam tatuagens para se identificar, então tatuagem ficou associado à violência e crime organizado muito mais do que por aqui, onde está mais para uma leve rebeldia juvenil. E o caso da Ogawara era, até onde se pode ter certeza, apenas de rebeldia juvenil mesmo, mas a marca ficou. No Japão, se você tem uma tatuagem, você tem sim dificuldade em arranjar emprego – que dirá um emprego em uma escola, como professor! Se você tem uma tatuagem, não te deixam entrar em fontes termais ou piscinas públicas. E por aí vai. Talvez você já tenha visto esse tipo de reação em animes. Se nunca viu e se nunca leu sobre isso, espero que meu prolixo parágrafo tenha sido o suficiente para você entender a raiz do mistério nesse episódio.

Como a Ogawara era quando ainda aluna

Como a Ogawara era quando ainda aluna

E foi, como eu disse, e ao contrário de todos os episódios até agora, um em que consegui acompanhar o raciocínio e até mesmo consegui pensar e tentar resolver aqui o mistério por conta própria. As informações foram sendo dadas, desde coisas aparentemente menos óbvias como o ar condicionado quebrado até aquelas descaradamente dadas de bandeja como a dança das cadeiras na sala. Eu gosto disso em mistérios. Não, isso ainda não descreve o que estou tentando dizer: eu adoro isso em mistérios!

Sobre o enredo principal, me pergunto o quão principal ele realmente é. Eles vão tocar? Eles vão ensaiar? O que eles vão tocar? Eu vou conseguir assistir um episódio decente de ensaio? Um drama típico de bandas colegiais? Até agora pelo menos não teve nada disso exceto a montagem da banda em si – ou melhor, a aquisição de membros chave para a banda, com uma multidão de rostos desconhecidos apenas meio que aparecendo junto. Pelo menos usaram isso como motivação para o episódio da vez: porque o professor Kusakabe estava cobrindo o professor Sakai, ele se esforçou demais e acabou passando mal. Para impedir que essa situação continuasse Haruta e Chika (e o Kaiyuu) foram até a outra escola para descobrir porque o professor Sakai foi suspenso e tentar trazê-lo de volta. Um episódio bastante divertido, para variar.

Senti falta disso no último episódio!

Senti falta disso no último episódio!

Comentários