Ushio conseguiu chegar até o pilar de pedra onde sua mãe se encontrava, mas uma vida inteira achando que a mãe está morta não se resolve com um “e aí mãe, vim aqui te salvar, bora?”. Compreensivelmente, Ushio estava bastante nervoso. Tinha muito para falar, para contar, para cobrar. E o mesmo se pode dizer de sua mãe. Ela era a adulta ali, ela era a pessoa mais responsável, mas mesmo assim ela estava sobrecarregada de emoções. Os dois se perderam em seu reencontro mas o mundo não iria parar para esperá-los.

Hakumen no Mono, o exército e os monstros já estavam se movimentando. O monstro milenar já estava recuperado e desperto o bastante para retomar seus planos vis, enquanto os humanos e todos os monstros do Japão tinham seus próprios planos para combatê-lo. Pena que ambos já haviam sido previamente enganados pelo Hakumen.

Ushio a caminho do pilar de pedra

Ushio a caminho do pilar de pedra

Uma reunião entre parentes, entre mãe e filho separados há tantos anos, que sempre acreditaram que a reunião fosse impossível ou que não a merecessem, não é algo trivial. Sustentar uma barreira que prende (e protege) um monstro cruel e colossal é fácil se comparado a reencontrar o filho adolescente que você abandonou quando ainda era um bebê. Para o Ushio também não era fácil. Ele se sentia, de várias formas, injustiçado, e mesmo entendendo a importância do papel da sua mãe ele tinha razão em sentir-se magoado. E como conciliar isso com o amor que ele sente por ela apesar de tudo? E como ela pode achar-se no direito de ser simplesmente amada depois de tê-lo abandonado?

Apenas uma mãe e um filho

Apenas uma mãe e um filho

Se eles tivessem tempo. Se as circunstâncias fossem outras. Ushio e sua mãe interagiram de forma bastante constrangida, perdidos que eles estavam, mas ao mesmo tempo felizes. Eles poderiam ter sido mãe e filho felizes mesmo depois desse tempo todo separados se questões muito maiores não estivessem se impondo. Eles são dois guerreiros que ocupam papéis-chave na batalha milenar contra o Hakumen no Mono e não poderiam fugir dessa responsabilidade nem se quisessem. Foi por causa de suas responsabilidades que eles se reencontraram em primeiro lugar, e também é por causa delas que não poderão permanecer juntos.

A mãe de Ushio depois do Hakumen se libertar

A mãe de Ushio depois do Hakumen se libertar

Ushio não foi lá para reencontrar a mãe, mas sim para impedir a destruição do pilar de pedra onde ela vivia e de onde ela sustentava a barreira que mantinha o Hakumen no Mono selado. Pode-se criticá-lo por ter perdido seu objetivo de vista, mas sinceramente, após ver o tamanho da frota de submarinos que disparou dezenas de torpedos contra o pilar, creio que não havia nada que ele pudesse fazer. Assim, me parece claro que ele aproveitou bem melhor o seu tempo dessa forma.

Uma saraivada de torpedos

Uma saraivada de torpedos

Os humanos foram iludidos a destruir o pilar, e os monstros foram iludidos a atacar o Hakumen no Mono tão logo o pilar fosse destruído. Achei divertida a representação dos monstros unidos em dois gigantes: os monstros do leste e os do oeste. Os do leste, que tiveram mais contato com o Ushio de quem não se lembram mais, hesitaram e tentaram impedir os do oeste, mas foi em vão. Me pergunto se o Hakumen, derrotando o gigante, terá derrotado todos os monstros? Ou será que os não diretamente atingidos ainda podem escapar? Será uma trágica perda caso as forças dos monstros se reduzisse à metade logo no começo da batalha.

Os monstros do oeste e os monstros do leste

Os monstros do oeste e os monstros do leste

Hakumen no Mono se reergueu. E o que mais me chamou atenção foram os paralelos entre o monstro de Ushio to Tora e o deus antigo Cthulhu dos mitos lovecraftianos. Hakumen, como Cthulhu, repousa no oceano (a diferença: Hakumen se alojou em frestas na plataforma continental enquanto Cthulhu fica no fundo do oceano). Ambos influenciam as mentes das pessoas (e dos monstros no caso de Hakumen) mesmo enquanto permanecem dormindo. Os dois apelam a um efeito psicológico muito forte e negativo (Hakumen se alimenta literalmente do medo, enquanto Cthulhu provoca loucura). Cthulhu quando se levantar irá devorar toda a vida, e Hakumen se levantou prometendo destruir tudo. Para não deixar dúvidas, as caudas de Hakumen emergiram antes dele, como a imitar os tentáculos cthulhianos.

Hakumen no Mono ou Cthulhu?

Hakumen no Mono ou Cthulhu?

Para além de toda a desgraça e tragédia vistas nesse episódio, algo que não apareceu foi o que na verdade mais me preocupou: onde estão Jie Mei e Mayuko? Elas não deveriam já estar dentro da caverna do pilar de pedra para a Mayuko assumir a barreira?

  1. Este episódio foi um dos melhores que já vi neste anime, o reencontro entre o Ushio e a sua mãe foi muito bem feito, ambos estavam nervosos e queriam dizer muitas coisas um ao outro mas não tiveram tempo de o fazer por causa do ataque dos submarinos, mas ao menos mostrou algumas cenas de afecto entre eles. Achei bastante interessante os monstros gigantes do Oeste e do Leste será que eles são a união de vários monstros, espero bem que não senão a situação está feia para o lado dos monstros.
    Também estranhei a falta da Jie Mei e da Mayuko, onde será que elas estão? Só se saberá lá mais para a frente mas estou curioso.
    Aquele Hakumen no Mono é mesmo um filho da mãe, como ele se atreve a enganar os humanos e os monstros para se libertar da barreira ele é mesmo trapaceiro, será que a mãe do Ushio morre, já que me pareceu que a barreira que ela mantinha lhe consumia a vitalidade, será que a última barreira que ela fez para se proteger a ela e ao seu filho a levará à morte?
    Como sempre uma excelente matéria.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Foi um episódio importante, mas se não fosse pelo despertar do Hakumen no Mono não sei se o teria achado tão bom assim. Foi emocionante, mas Ushio to Tora já teve episódios bem mais emocionantes (nessa temporada mesmo inclusive), e praticamente não teve ação. Foi um momento muito importante para o Ushio e sua mãe, mas embora eu reconheça isso e estivesse até um pouco encantado pela interação constrangida dos dois, estava ao mesmo tempo morrendo de angústia aqui porque o Ushio não fazia o que ele tinha ido lá para fazer.

      E deu a entender que os gigantes são sim as uniões de vários monstros. Por isso minha dúvida não é se os do oeste morreram, mas se _todos_ do oeste morreram. Imagino que o Hakumen vá absorvê-los para aumentar o próprio poder.

      A mãe do Ushio já estava com seu poder no fim de todo modo, se ela vai morrer antes da batalha final ou se terá uma sobrevida para participar dela é algo que estamos para ver.

      Obrigado por mais essa visita e esse comentário =)

      • Só espero que ao menos a mãe do Ushio sobreviva (a luta que se dane), eu acho que o Ushio merece isso já que cresceu sem mãe. Se o Hakumen no Mono conseguir absorver os outros monstros então ele além de ser um monstro assustador será o maior cheater dos animes.
        De nada, é bom comentar o post do autor para trocar ideias e discutir argumentos.

      • Fábio "Mexicano" Godoy

        Considerando o quão velha ela é mais o fato de que ela gasta sua própria energia vital mantendo a barreira (como você mesmo bem mencionou) acho pouco provável que ela sobreviva à guerra. Talvez o anime faça dela um “sacrifício” para aumentar a carga emocional no final.

  2. Mas os cientistas não tinham mandado um oscilador via Asako para o ushio, para que com esse oscilador desviasse os mísseis, ou algo assim. Vilão vai ter 7 episódios pra mostrar o que é ser foda.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Eu tinha entendido que o oscilador serviria para segurar o Hakumen um pouco mais mesmo depois do pilar ser destruído – eles foram feitos para paralisar monstros, afinal de contas. De todo modo o Ushio não fez nada quanto aos torpedos nem quanto ao Hakumen no Mono, então tanto faz. Talvez venha a ter alguma utilidade ainda, veremos.

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

  3. Se todos os monstros do oeste morressem naquele único instante seria preocupante e estranho ao mesmo tempo, por isso não acho que todos morreram, mas também não duvido. Afinal, o Hakumen no Mono enfim saiu da barreira, é liberdade. E, com tanta confiança, minha preocupação aumenta, principalmente na questão de como ele será derrotado (Será?).

    Ótimo post, até!

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Estranho não acho que seria, mas seria uma perda formidável. Enfim, Hakumen com certeza será eventualmente derrotado, mas o preço disso ainda é incerto

Discussão