Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Opa! Tudo bom com vocês? Hoje vamos falar um pouco sobre o episódio 5 de Gamers!

Enfim temos a continuação do episódio 3 e uma confusão deixada em aberto, e vamos então comentar e talvez refletir sobre o enredo do episódio.

Bom, confesso que o episódio anterior não foi dos melhores para mim. Com eu havia comentado, ao mesmo tempo que eu queria uma retomada do foco sobre a Tendou e o Amano, tal coisa na minha opinião, foi feita de modo muito brusco. Então esse episódio deu aquela aliviada em relação à isso, já que a história foi retomada.


Bom, muitos mal entendidos foram explicados, mas explicados mesmo! Porém não para os personagens, pois quem acaba entendendo os mal entendidos somos apenas nós mesmos. Nunca vi um episódio com tantos mal entendidos como esse, confesso! E isso acabou criando dois polos: ou você deu muita risada, ou você se irritou com tanto mal entendido num só episódio.

Algo que achei bem importante foi como o Amano (mesmo não tendo notado) cresceu em relação as pessoas ao seu redor. Ele consegue desenvolver uma conversa sem ser sobre jogos, ou coisas relacionadas à jogos, mas como sempre ainda há uma caminho a percorrer (como qualquer pessoa).


Uma coisa um tanto quanto frustante nesse episódio é a distância que acabou sendo criada entre a Aguri e o Uehara. Mesmo sendo namorado e namorada, nesse episódio eu não vi em nenhum momento os dois saindo como nos episódios anteriores ou coisa do tipo. Claro que, não é tão incomum, uma vez que eles estão num momento um pouco estranho na relação deles, mas eu penso que o Uehara devia parar de tentar resolver a vida do Amano e começar à olhar um pouquinho mais para a dele mesmo (talvez deixa de ser tão lerdo também).

A Tendou como sempre se abala muito fácil, e como eu já mencionei isso antes, isso à torna mais “real”, não tão engessada e perfeita. Até por que, a popularidade de alguém não define sua personalidade. Existem vários tipos de pessoas no mundo, inclusive, muitos tipos de pessoas populares também. Eu gosto da forma na qual a Tendou é retratada no anime graças à esses aspectos dela.


Um fator que pelo menos para mim já era óbvio, é que a Hoshinomori e o Amano jogam o mesmo jogo e eram parceiros. Se não me falhe  memória, houve um episódio em que isso ficou um tanto implícito também. Porém as opiniões deles são muito opostas em certos quesitos, e o que muitas vezes me deixa meio impressionada é que, não é passada a impressão de atitudes tsunderes vinda dos dois quando se trata sobre o outro. Mas sinceramente falando, eu não acho que isso vai durar muito tempo, até porque, como eu disse, mesmo os dois tendo opiniões bem opostas em algumas questões, no geral, eles são parecidos e possuem gostos e outras opiniões muito parecidos.

Nesse episódio cheio de mal entendidos e confusões, podemos até mesmo entender algumas coisas da natureza humana. Claro que retratado de forma um pouco exagerada, o mal entendido é causado por nós mesmos e ele acontece por falta de comunicação. A própria Aguri poderia muito bem ter chego no Uehara e perguntado o que estava acontecendo, ou até mesmo dizer que ela estava insegura sobre a relação deles. Assim como a Tendou poderia perguntar diretamente sobre a relação do Amano com a Hoshinomori para eles. Mas lembremos também que falar é muito fácil. Ás vezes não queremos nos intrometer, ou deixar que as pessoas descubram certas coisas sobre nós através de um pergunta. É uma relação complicada, mas que todos nós temos que lidar diariamente não?

O episódio cinco foi sem dúvidas, melhor do que o anterior para mim e apesar da pegada da comédia e tudo o mais, alguns lados foram mostrados nesse episódio. E assim eu espero que continue, que os episódios daqui pra frente esclareçam cada vez mais coisas, e vale ressaltar que, seria bem legal se o Amano entrasse para o clube de jogos (lol).

E é isso pessoal! Nos vemos na próxima semana. Bye :3

Comentários