Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Opa! Tudo bom com vocês? Mais uma semana que passou e mais um episódio de (mal entendidos) Gamers! Esse episódio me surpreendeu em alguns aspectos, e me satisfez (e muito) em outros. E aí, bora lá?

O episódio anterior de Gamers acabou com  uma situação um tanto inusitada, eu diria. Até porque ocorreu uma declaração seguida de um “sim” bem no calor do momento, mas é claro que não vou negar, amei a confissão. Estava mais do que na hora do Amano tomar a iniciativa e enfim dar um passo, fiquei me perguntando se isso iria finalmente desenrolar a história e os maus entendidos de vez. Pois é, eu realmente pensei isso…


Eu me impressiono cada vez mais com o quanto as personagens principais desse anime são inseguras. Por exemplo, por que diabos eu ficaria quieta enquanto suspeito que meu namorado gosta de uma das minhas amigas mais próximas? Quer dizer, é o meu relacionamento que está em jogo. Sem contar que desde o episódio 3 (se não me falha a memória) o Uehara e a Aguri não se falam. A Aguri se encontra mais com o Amano do que com o próprio namorado, e isso tudo porque entenderam mal as situações.

Ainda não consegui entender direito qual é a da Hoshinomori. Nesse episódio, na verdade, ela me pareceu bem tsundere. Nos outros episódios eu simplesmente aceitava que eles não se gostavam tanto por conta das diferenças entre eles (claro que não era trouxa o suficiente para acreditar totalmente nisso), mas nesse último episódio é como se aquela pontinha do iceberg começasse a aparecer.

Algo que já era esperado, desde a confissão do Amano, é que ele iria chamar muito mais atenção graças a sua confissão à Tendou, afinal, foi na frente de boa parte da escola. Mas o episódio não mostrou que a preocupação dele era somente essa, na verdade, ele continua achando que a Tendou gosta do Uehara, sendo que é dele que ela gosta (!!!). E tenho que dizer que talvez sem os conselhos da Aguri, o Amano não teria feito boa parte do que fez até agora.

A parte que eu mais gostei no episódio foi o quanto o Amano está progredindo. Antes ele simplesmente assumia que era um lixo para a Tendou e nem sequer se permitia andar ao lado dela. E agora o nosso pequeno garotinho já está chamando ela para um encontro (eles crescem tão rápido).

Sou suspeita a dizer também, mas é claro que eu amei a cena do encontro. Mas o que eu mais gostei é o quão “Tendou e Amano” foi o encontro, quer dizer, não foi algo conceitual como na maioria dos animes de romance. Foi um encontro em que eles simplesmente agiram sendo verdadeiros e se divertindo da forma que sempre fazem. Eu realmente gostei do quão bem retratado isso foi, afinal, isso é questão da personalidade das personagens.

Houve um pequeno empecilho (chamado Hoshinomori) durante o encontro deles, mas sinceramente deixou um pouco mais leve o clima na minha opinião. Claro que a Hoshinomori me deixou com um pouquinho de revolta por nem ao menos se tocar, mas fazer o quê? Afinal, tudo não passa de um mal entendido daqueles.

E é isso pessoal! Espero que o anime volte a mostrar um pouco mais sobre o clube (vou repetir isso pra ver se acontece) e espero que até o final do anime esses mal entendidos sejam resolvidos. Vejo vocês semana que vem! Bye :3

Comentários