Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Alô, pessoas! Eu, Tamao-chan, voltei nesta quarta-feira infernal (aqui no Rio de Janeiro está fazendo mais de 30ºC durante o dia e estou morrendo sério), trazendo mais um artigo de Aoyama-kun! Depois de umas férias de apenas 15 dias e 7 dias passeando em uma cidade do interior, nada melhor que chegar em casa e ter um anime de comédia te esperando, não é mesmo?

Mas todos que viram aos episódios sabem muito bem que teve aquele sentimento de “me apaixonei pela pessoa errada”, ainda mais quando ela não reconhece suas qualidades, e nem mesmo sabe que você existe. Além do mais, todos os personagens têm um segredinho para contar, e isso até inclui o próprio Aoyama. Vamos ver qual é a dos personagens, não é mesmo?

Será que você faria tudo por amor, até mesmo largar um esporte que ama? Umeya fez exatamente isso, mesmo sendo um craque no judô (não sei, acho que não se usa craque nesse sentido, mas o seu treinador parece ter uma certa tara por ele, já que o fica seguindo todo episódio a partir deste). O seu amor e a vontade de ver a Gotou feliz o fez fazer isso, mesmo que Os Três Patetas pensassem de uma maneira diferente (infelizmente, acho que a maioria pensou a mesma coisa que eles, mas não os recrimino, já que a mente nos trai continuamente).

Inclusive, para ver a sua amada feliz, Umeya fez com que Gotou convidasse Aoyama para um evento de gatinhos que teria em um zoológico. Vocês fariam o mesmo pela pessoa que amam? Certamente, Umeya tem um coração enorme, e praticamente joga um em cima do outro para que ambos ficassem juntos e felizes.

Falando em amores impossíveis, parece que até mesmo a técnica da equipe de futebol tem um amor platônico por alguém, e esse alguém é um personagem de um anime, creio eu, já que até Dakimakura dele ela tem. Mas não é apenas isso, por causa dessa série, novela, anime, sei lá, qualquer coisa aí, ela fez com que os alunos fossem a um treinamento intensivo de futebol, e tudo foi possível graças aos mimos do pai e da irmã de Zaizen. Obviamente que ninguém sabe que o estopim da ideia foi dado pela mídia televisiva, mas parece que deu certo de alguma forma.

Sim! Tivemos uma mistura de episódio de acampamento para treino intenso e o episódio clichezão da praia!

E chegamos ao último episódio que comentarei neste artigo (é nessa hora que geral pode falar: “aaaaaaahhhh…”; não que meus artigos sejam tão bons assim, é claro). Temos mais alguns segredos: o que Aoyama faz da vida e onde ele mora? Isso me fez lembrar de uma coisa do colégio, que eu não sabia onde uma amiga minha morava e ficava fazendo várias perguntas. Mas é claro que ela nunca me respondeu, e até hoje eu não sei. Mas não faz mal, não nos falamos mais desde que nos formamos (snif).

Mas voltando: não descobriram onde o protagonista mora, mas sim onde o rival do mesmo vive. Inclusive, fez de tudo para que Aoyama entrasse no mesmo time dele e do menino dos tanquinhos que vivo me esquecendo o nome. E claro que a música de pagode vem mais à tona neste episódio, já que o rival do personagem principal nem se toca na hora de dizer sobre o que acha da comida da namorada. Vocês já ficaram zangados com alguém assim? SDFHIUSD

A cara pensativa de alguém incompreendida

Muito obrigada para quem acompanhou até aqui! Até o próximo!

Comentários