Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Anime bom rende episódio bom até quando não faz o que a gente espera, não é mesmo? Just Because! não foge disso e em um episódio mais centrado no Eita vimos bem a evolução da história, principalmente no que se referiu ao seu relacionamento com a Komiya, e até um pouco do que deve ganhar mais foco em seguida, o relacionamento da Horikawa e do Haruto. Well, Just Because!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Confesso que esperava um episódio mais centrado na Natsume, com ela refletindo sobre o que fazer em relação ao Eita, mas parece que ela resolveu jogar o assunto para debaixo do tapete por hora, o que deu ainda mais brilho a carismática Komiya que convidou o Eita para o famoso “detooooooo”.

“Bem, o nome do anime.” Melhor legenda gringa ever!

Vi gente comentando na internet que a Komiya é “fure olho” e coisas do tipo, mas olha, ela se envolveu com o garoto de forma bem espontânea e, até por ele ser um cara bem bacana, acabou gostando dele mesmo sabendo que ele já gostava de outra, é verdade, mas essa outra não queria nada com ele. Ela está errada em investir nessa história? Não. Por que ela não pode fazer ele feliz quando a outra não demonstra querer isso e quando demonstrou ainda assim não se decidiu a dar logo uma chance ao rapaz que é louco por ela desde o ginasial? Se a Natsume não fosse tão pateta e a Komiya estivesse empatando algo que existisse okay, mas ela só está correndo atrás de ser feliz!

A visita a casa da Horikawa, assim como o seu mini arco de mudança pessoal, serviram mais para lembrar ao público que “Hey, tem outro casal nessa história”, já que um triangulo entre ela, o Haruto e a Natsume nunca foi “as visas de fato” como está indo agora entre a pateta, a cool e o protagonista. E está ruim esse núcleo da história? Não, só acho que ele precisa de mais tempo de tela e usar o que aconteceu de supetão no final desse episódio – confesso que de cara eu sequer reconheci a Horikawa de tão linda que ela estava, meu deus! – seria uma ótima decisão do roteiro.

Achei que ela ficou incrivelmente mais linda do que já era com esse novo visual.

Também foi legal como o telespectador foi recompensado por ter acompanhado em segundo plano a Horikawa refletir sobre a sua mudança no visual e colocá-la em prática, o que pode parecer banal à primeira vista, mas em se tratando de uma adolescente recatada e meio tímida até mesmo o que seria um simples penteado diferente com uma maquiagem a mais e uma roupa mais jovial já representa muito no sentido de ela se permitir experimentar diferentes coisas que ela nunca tentou antes – algo super normal para uma jovem da sua idade. Quer outra coisa que ela nunca tentou antes e poderia tentar a essa altura da vida? Namorar com o seu Haruto! O que, sejamos honestos, o público quer que aconteça, mas para acontecer e ser prazeroso para nós que vemos o anime tem que sair do “Onii-chan que se dá bem com os otoutos” e ser uma paquera, um flerte, uma aproximação amorosa de verdade entre dois jovens, o que, por outro lado, vimos de forma muito fofa e bastante gratificante do lado da personagem Komiya que deu um show nesse episódio!

Antes de falar mais da dona do felino com o melhor nome ever é importante ressaltar que esse foi um episódio focado no Eita, que mostrou bem como ele deixou de ser o Rei da Friendzone e passou a ter duas garotas disputando ele na cara dele (e ele sem se dar conta da situação, é sério, eu ri muito disso), o que só prova que ele colheu o que plantou, porque todo mundo adora ele nesse anime!

Tente pôr um nome melhor no seu gato e falhe miseravelmente!

Foi muito bom ver ele sorrindo e se abrindo com o Haruto ao dizer que vai tentar ir para a mesma faculdade que a Natsume, porque esse tipo de coisa descontruiu um pouco a expressão de “posso ser mal-encarado, mas sou super gente boa” que ele tem. Ver ele demonstrando fraqueza, demonstrando suas fragilidades e se abrindo com o amigo sobre gostar da Natsume, mesmo sem precisar dizer isso diretamente, foi bacana e só evidenciou ainda mais uma das maiores qualidades do anime, o quanto ele consegue ser realista, pois a conversa que ele teve com o Haruto foi o tipo de conversa que se tem com um amigo importante, mas que ainda assim não tem toda a carga de intimidade e cumplicidade que se ganha na convivência – já que a deles se perdeu com o tempo. Sem tirar nem pôr, foi tudo construído e usado de uma forma a tornar toda a situação verossímil. Na verdade, elogiar isso nesse anime já se tornou redundante, pois Just Because! é uma das coisas mais próximas da nossa realidade que você vai ver em animes  – da realidade japonesa para ser exato.

Um sorriso merecido, um sorriso gratificante!

Voltando a MVP de anime de romance do ano, o que foi esse encontro deles dois hein? Fica difícil não torcer por ela apesar de sabermos que ela não vai ficar com ele depois da “alegria e ousadia” tão meiga e fofa que ela demonstrou! Se você não ficou derretido por essa garota nesse episódio é porque as suas configurações de coração de gelo foram atualizadas! Foi incrível ver ela superando a vergonha em alguns momentos para conseguir estreitar seus laços com ele e assim cativá-lo, o que eu não duvido que balance ao menos um pouco o coraçãozinho do rapaz, já tão acostumado a sofrer.

Não consigo expressar em palavras o quão fofa foi essa cena ❤!

Não poderia deixar de falar daquela declaração dela no final, e que foi aquela declaração hein?!? O que a Natsume tem de indecisa e covarde a Komiya tem de decidida e corajosa, pois não extrapolou em nada para alguém que também não parece ter experiência no amor, apenas fez o seu melhor para criar um clima romântico entre ela e o garoto que ela gosta, o que, pela reação dele, acredito que tenha dado bastante certo, e fez o público finalmente ter alguns momentos românticos mais contundes no anime. Mas não é como se ele estivesse ruim por ainda não ter sido tão “romântico”, muito pelo contrário, pois as coisas foram muito bem construídas para se chegar a esse momento, a hora em que esses jovens devem cultivar essas amizades ao ponto de conseguir colher algum amor. Só porque eles são bobos e inexperientes não quer dizer que não podem fazer nossos corações baterem mais forte de emoção em sintonia com os seus corações apaixonados, não é mesmo?!

Deixo a resposta para vocês, mas se continuarem a ver o anime em seu ato final acredito que já saberei qual é a resposta. Um grande e animado viva ao bonito e forte sentimento que é o amor e até a próxima!

Uma das melhores cenas de anime de romance que já vi na minha vida! #TeamKomiya

  1. Foi um belo episodio! Apesar de que o anime todo demonstra que o Eita ama a Natsume, perseverando tanto a ponto de mudar o ensino superior para ficar com ela, contudo, depois desse episodio, espero uma “reviravolta” com ele ficando com a Komiya!!!

  2. Confesso que ainda prefiro ele com a Natsume, até por ser um amor de longa data, apesar de achar a Komiya bem mais legal que ela. De toda forma, se ele terminar com a Komiya eu também ficaria feliz e seria uma quebra de clichê bem interessante.

Comentários