Oi, pessoal! Chegamos na metade da segunda temporada! Acredito que, no próximo sábado, não terá mais um episódio por causa do recesso do Ano Novo, mas em janeiro terá mais uma leva de episódios, completando 22, assim como na primeira temporada.

Este episódio é muito interessante e sentimental. Além de estar rolando uma partida para saber quem vai competir em um dos principais torneios de shogi contra um dos melhores jogadores, também acontecem duas coisas: o anúncio de uma partida comemorativa entre Kiriyama e Souya, e também a despedida do pessoal do terceiro ano do Clube de Ciências e Shogi.

Então, gente. Primeiramente eu gostaria de deixar um comentário singelo aqui: mas é claro que a Umino Chika colocaria um Morita 2.0 em Sangatsu. Besta de quem achou que isso não aconteceria. Ela já colocou um cara que faz piadas sem graça e locais, porque não colocaria um cara que é a sósia do nosso querido personagem? Além disso, temos as jogadas especiais dele durante o jogo contra o Shimada, o que me fez pensar que ERA O MORITA MESMO! Mas esse cara se chama Gakuto e parece que ele manipula o pessoal para ir às montanhas e fazer comentários carinhosos para que na hora das partidas tenha mais apoio moral que o adversário.

Palavras doces e um pequeno yaoi q

Mas é claro que ele conseguiria apoio de muita gente, né? Vamos combinar que Shimada pode ser experiente e inteligente, além de ser uma boa pessoa que dá assistência a pessoas idosas, mas a sua aparência cansada e doente faz com que as pessoas não se atentem a torcer para ele (nem mesmo os manda-chuvas da Associação de Shogi querem que aconteça algo com o pôster de divulgação de uma das partidas mais importantes, porque senão ninguém ficaria tão animado, a não ser que tivesse um rosto mais jovem e bonito). O mundo é cruel e muitas pessoas preferem olhar para alguém de tamanho brilho como Gakuto (O Issa mesmo se rendeu de primeira q).

Para ele, parece tipo a visão do inferno

Enquanto a partida absurda ia acontecendo, o Clube de Ciências e Shogi estava comemorando a vitória do Kiriyama por ser o novo Rei dos Novatos. Sabendo disso também, o protagonista foi avisado sobre uma partida comemorativa contra Souya, e todos nós sabemos que ele é o atual Mejin desta época. O jogo não será fácil e temos ciência disso, porém os “aposentados no Shogi” (digo isso entre aspas porque, apesar de terem mais de 60 anos, ambos ainda estão jogando) o estão incentivando a jogar, e principalmente em um lugar diferente do conhecido Salão de Shogi.

Aquele incentivo com tom de pena

Mas voltando à festinha, vemos que Kiriyama se sentia a pessoa mais feliz do mundo por causa do carinho que todos estavam dando. Era algo que ele não tinha desde que sua família biológica morreu, e foi um dos eventos mais importantes de sua vida, principalmente porque, depois de alguns dias, soube que o pessoal do terceiro ano teria que sair do clube para se dedicar ao vestibular. A coisa mais legal que aconteceu foi que, depois da festa que deram para Kiriyama, ele foi lá e procurou um diário para comprar, porque assim poderia escrever sobre os melhores momentos da sua vida.

Agora que o pessoal do terceiro ano está prestes a sair, Kiriyama ficou no limbo sem ter quem chamar, porque ninguém estava sabendo do Clube de Shogi antes, imagine agora. E não é só isso: conseguir 5 membros para alcançar a quantidade mínima é uma tarefa difícil. Mas não obstante, temos a saída: o diretor e o vice-diretor também querem ser profissionais do shogi, e não aceitam menos que Classe B! Vamos ver o que vai rolar na vida do protagonista daqui em diante, porque não será nada fácil!

Muito obrigada por lerem o artigo até aqui, e nos vemos no próximo!

Discussão