Nos outros episódios, vimos que Bonda ficava nervoso quando arremessava contra alguém que ganhava um pouco ou muito mais que ele. Neste episódio, o modo como o protagonista se comportou diante de um convite foi algo muito importante para o desfecho do jogo.

Todo mundo sabe que a saúde mental e física é extremamente importante para um jogador. Bonda tinha costumes totalmente prejudiciais, e bastou Akira colocá-lo na linha. Os dois podem ser bons amigos, mas quando é coisa séria, é importante que alguém nos dê um puxão de orelha quando fazemos algo de ruim ou errado. Ou então quando as circunstâncias são péssimas, aí precisamos que alguém nos diga: “Eu te avisei!”. Esse é o papel de um amigo ou alguém que temos confiança por muitos anos.

Porém, é muito bom manter as energias também. Como um jogador de beisebol (claro, não só deste esporte, como de outros também), é importante comer muitas proteínas. O corpo necessita de mais estoques de energia, e praticamente tudo o que os “multiplicadores” – e dois caras lá – de Bonda comeram foi carne. Toda a carne e bebida que o time adversário consumia, Akira condenou para ele e o amigo. E foi algo fantástico de se ver. Nunca vi tanta carne em um churrasco (yakiniku) antes. Nem eu em um rodízio conseguiria comer tudo aquilo, e claro que o senpai da vez pagou pela rodada, que não foi nada barata.

Mas a estrela do episódio mesmo é Sekiya, um arremessador/terceiro rebatedor do Wild Ones, cujo qual ganha 10 vezes mais que Bonda. Ele, sim, tem uma carreira brilhante, mas que é inconsequente com o que consome. Inclusive, vimos que o gasto com bebidas e mulheres foram exorbitantes e que durou a noite toda. Como ele é canhoto, assim como o Natsunosuke, nada mais justo que colocar um arremessador com essa mesma característica. É até melhor colocar canhoto contra canhoto para maiores chances de vitória, e foi o que aconteceu.

Sinceramente, eu achei que o Natsunosuke fosse dar 4 bolas e fazer com que o adversário corresse para a base seguinte, mas era um pouco mais que óbvio que Bonda fosse ganhar. Isso por causa da ferocidade dos arremessos e pelo fato de que ele se concentrou no jogo. Imagina se tivesse aceitado que o Sekiya pagasse a conta naquele lugar? Como o jogo seria? Também acho que seus arremessos seriam um pouco menos ferozes do que nos foi mostrado. Acredito que o protagonista fez um ótimo jogo, principalmente porque deu um strike em alguém que ele achava que seria muito difícil, e quem o ajudou a pensar em uma boa estratégia foi o seu amigo, Akira.

Nas pontas é muito mais fácil de se conseguir impedir uma corrida se você tiver um bom controle da bola. Se não fosse por isso, Bonda ou concederia uma corrida por bola ou por Dead Ball, mas os strikes que ele deu foram importantes para que isso não acontecesse.

Obrigada por lerem este artigo até o final, e nos vemos no próximo!

Discussão