Outro excelente episódio de Uma Musume. Novidade? Nenhuma. Mais uma vez o anime conseguiu trabalhar de forma inteligente o que queria apresentar ao público, equilibrando bem o divertimento com a coerência, tornando esse episódio uma coroação justa e gratificante para quem acompanhou a jornada da Special Week até aqui. Corram para o palco dos seus sonhos adoráveis garotas-cavalo!

Antes de falar do que aconteceu no episódio em si, não poderia deixar de comentar a perceptível queda geral na qualidade da animação em boa parte do episódio, algo compreensível para a reta final de um anime para a televisão, mas que sempre incomoda um pouco. Felizmente, na hora da corrida – e depois dela – a qualidade da animação não diminuiu, mantendo o usual para o anime.

Beijo à francesa existe mesmo, mas isso não tirou a graça da cena, né 😂.

E quem diria que a mãe da Spe-chan veria a filha correndo na maior corrida da vida dela até agora? Sim, ela foi, e deu até para entender a quem a Spe puxou com seu jeito meio avoado e animado de ser, mas não só isso, também pudemos ver de quem a Spe herdou a consideração pelo próximo, pois foi justamente isso que a mãe fez ao não ter ido ver a filha antes da corrida. Ela não queria fazer com que a Spe ficasse nervosa ou se sentisse pressionada a vencer a corrida por conta da sua promessa.

Uma mãe amorosa pensaria nos mínimos detalhes para não atrapalhar a concentração da filha antes de um momento tão importante, né. Outra coisa legal relacionada a isso foi ela ter assistido a corrida segurando um retrato da mãe biológica da Spe, assim simbolizando que as duas estavam assistindo a esse grande momento da filha, o qual estava sendo acompanhado de perto não só por elas, mas pelo Japão inteiro, tanto que na primeira metade do episódio deu para sentir um forte clima nacionalista.

Duas mães orgulhosas e felizes pela filha que fizeram ser uma vencedora!

A Special Week era o Japão nessa corrida, ela representava não só o seu time ou a sua escola, mas a todos os japoneses que estavam vendo no hipódromo ou nos televisores espalhados por todo o pais.

Como nas Olimpíadas, às vezes você nem conhece quem ganhou a medalha, mas fica feliz só por essa pessoa representar o seu país, só porque ela é do seu povo. É um sentimento de unidade muito fácil de ser sentido através do esporte e que foi muito bem transmitido pela animação das outras garotas-cavalo japonesas, assim como por elas terem depositado suas torcidas e esperanças na Special Week.

Nessa hora não existem rivais para torcer contra, o Japão é todo Special Week!

A El Condor Pasa não fez a Spe declarar guerra para a Broye com o intuito de tirar um sarro, mas por acreditar que ela realmente tinha chances de conseguir a vitória, por achar que a Spe também sentia isso dentro de si – algo necessário se a garota realmente quisesse vencer a corrida. Com a pista pronta e a largada dada, a rivalidade a mil esquentou os ânimos logo no começo da corrida, mas não para entregar ao público uma disputa acirrada e sim uma vitória incontestável de melhor corredora!

Lembram da vitória – que na verdade foi um empate – conquistada após muito esforço e superação da Spe-chan no episódio 5? Então, por que essa corrida não foi igual aquela? Porque não deveria ser!

Teria sido mais empolgante? Talvez. Contudo, naquela época a Spe ainda estava tentando conquistar o seu espaço, ainda estava fazendo o seu nome e ganhando experiência. Ela não foi escolhida como a representante do Japão nessa corrida tão importante por acaso, agora ela é outra atleta, uma mais experiente e vitoriosa que se for para vencer dificilmente será mais pela garra do que pelo preparo.

Se a Spe-chan fosse brasileira na entrevista ela diria, “Aqui tem coragem!”

A vitória da Spe-chan simbolizou justamente isso, como uma atleta segura de si e que sabe explorar devidamente todo o seu potencial age em uma disputa. Ela estava nervosa antes da corrida, tanto que até tropeçou antes de ir para ela e buscou o apoio das amigas antes e durante ela, mas isso não quis dizer que ela não tinha confiança em si e no trabalho bem feito que fez – que foi essencial para a vitória. Ela não dominou de ponta a ponta, mas fez uma corrida dentro da sua própria zona, não se deixou ultrapassar pela corredora que estava em seu encalço e nem fraquejou após partir para tomar a liderança. Foi uma corrida linda e impecável, digna de uma atleta experiente, talentosa e esforçada, mas não no sentido de deixar para resolver tudo no fim e sim garantir a suficiência dos seus esforços.

É por causa desses momentos que gosto tanto desse anime, porque na obra trabalham o esporte com respeito, assim como a rivalidade entre as atletas e o que mais vier a influenciar no desempenho delas (amigas, tutores, família, cobranças, expectativas pessoais, etc). A Special Week sempre foi uma garota esforçada e sonhadora que teve um caminho meio torto para chegar ao lugar máximo que a consagrasse como a maior garota-cavalo do Japão, mas é certo que ela conseguiu e acredito que a jornada dela foi muito bonita e fez jus a essa vitória na Japan Cup, uma vitória que simboliza não só o cumprimento da promessa com suas duas mães, mas os sonhos que ela deu a todo um país.

Pessoas que conseguem grandes feitos costumam ser fonte de inspiração para muitas outras, e por um momento questionei se o tema “sonhos” realmente cabia nesse episódio e no que a obra vinha trabalhando desde o começo, mas cheguei à conclusão de que faz todo o sentido sim. Primeiro ela aceitou seu sonho como seu e que deveria focar mais nele, ao mesmo tempo em que acumulou mais um sonho – correr com a Suzuka e com todas do seu time –, e dessa vez um que ela desejou sozinha.

Esse grito foi lá no fundo da alma da Spe e voltou pra incendiar a vencedora! 🔥

Se unirmos isso a representatividade que ela alcançou ao vencer uma corrida como o rosto do Japão no páreo, não seria arrogante considerá-la alguém que pode sim carregar os sonhos das milhões de pessoas que estavam torcendo por ela. O esporte tem esse poder, de fazer as pessoas acreditarem que qualquer um pode sim chegar ao topo do mundo caso se esforce e corra atrás dos seus sonhos.

Ao da Spe foi dado um palco para que ela pudesse cantar e encher os corações das pessoas com mais sentimentos bons como o da sua vitória. Um dos sonhos da Special Week foi realizado com sucesso!

Eu salvei esse sorriso ou foi esse sorriso que me salvou?! ❤

E quanto ao outro? Mesmo com uma grande cara de clímax final, a verdade é que o anime ainda tem mais um episódio e um especial a ser lançado no Blu-ray. O que podemos esperar do episódio 13? acho que veremos uma grande corrida entre as principais garotas-cavalo do anime. Acham que seria divertido? Acho que seria maravilhoso e quero muito que isso aconteça! See you last SPECIAL WEEK!

Quando dizem que tal jogo tem o maior número de estrelas eu só mostro essa imagem…

Discussão