Todo mundo conhece ao menos uma pessoa que fica enrolando na carreira que decide seguir. Seja por um fator de estabilidade no trabalho, seja porque não gosta mesmo de trabalhar, mesmo precisando que dê duro e que futuramente seja mandado embora. Haratake é esse tipo de gente. Homem de muitos contatos, que só chegou onde está por conta de sua simpatia e de sua técnica de cansar os rebatedores do time adversário.

Haratake, trinta e sete anos, arremessador e, de vez em quando, rebatedor do Carnavits, ganhando 29 milhões por ano. O salário dele é 11 milhões de ienes maior que Bonda, mas isso não é algo que assustou o protagonista. O fato do arremessador adversário ter a técnica de enrolar e, de vez em quando, lançar uma bola de efeito, já não faz mas com que os rebatedores sintam cansaço. Você já percebeu que, na maioria das vezes, ele lançava bolas que tinham como penalidade a falta? Ou seja, não dava ponto para ninguém e, mesmo que alguém do Spiders acertasse, não ia valer porcaria nenhuma.

Essa é a forma de vida que a estrela deste episódio vive. Por causa de contatos, a sua carreira decolou de tal modo que, além de ser o protagonista de uma série sobre um delinquente que parece mais um crítico culinário, também é chamado para várias entrevistas. Além disso, também tem um site de conselhos na internet, e que faz com que ele pareça o cara mais genial da face da Terra mas que, na verdade, nem ele mesmo sabe o que quer da vida. Diz que quer parar com o beisebol, mas não larga o osso de forma alguma. Diz para as pessoas não se conformarem com contatos e conseguirem coisas por mérito próprio, mas é disso que ele vive! Esse cara, se não fosse personagem de anime e não fosse japonês, eu diria que está claro que está usando o “jeitinho brasileiro” para sobreviver.

E CHEGOU O DELINQUENTE! Antigamente, ele era erroneamente confundido com um delinquente de verdade, porém ele nunca teve força física o suficiente, e hoje nem mesmo é considerado um bom atleta.

E o fato de ser ator ajuda nisso. Não é à toa que ele fica tentando fazer um arremesso e dure mais que quatro minutos cada um. Pelo que os comentaristas estavam dizendo, parece que esse é mesmo o tempo médio de cada bola lançada. Vamos fazer um pequeno cálculo: normalmente, o arremessador lança ou quatro bolas fora da zona de strike – o que facilita a passagem do rebatedor para a próxima base – ou três strikes – que elimina o rebatedor – ou então uma combinação. Digamos que ele lance três bolas fora da zona de strike e faça três strikes. Só nisso dão seis arremessos no total. Cada arremesso dura, em média, um minuto, dependendo da estratégia utilizada pelo receptor que, como já expliquei antes, é o cara que costuma fazer a estratégia que leva o time à vitória. Seis minutos. Haratake leva, mais ou menos, quatro minutos em cada arremesso, e a maioria era bola fora. Tirando as bolas fora e colocando apenas os strikes, dariam 12 minutos no total. Imagina com as bolas fora, que foram mais de cinco?

Cada arremesso é um susto diferente.

Mas, deixando isso de lado, a sorte estava mesmo com o Bonda, tanto na posição de arremessador, quanto na de rebatedor. O valor do contrato foi apenas um mero detalhe que o protagonista deixou de lado DESTA VEZ. Como arremessador, conseguiu mandar três rebatedores para fora. E, rebatedor, cujo qual foi escolhido como rebatedor de honra, já que apareceu como nono jogador, obteve tanto sucesso que acertou um Home run, mandando não apenas a bola para fora do diamante, como também o Haratake para a Liga Inferior.

Haratake, trinta e sete anos, ganhando 29 milhões de ienes por ano, sendo substituto da Liga Principal do Carnavits por 14 anos, não voltou mais para onde estava, porém acredito que ainda esteja apresentando o seu programa de delinquente culinarista…

Uma pena, Haratake. Acho que é isto o que acontece quando se depende de contatos e lábia para vencer.

Discussão