Battery

Olá, caros leitores da Anime21! Eu, Tamao-chan, estou aqui de novo para falar de mais um anime que com certeza assistirei na temporada que vem e, pelo mesmo motivo que Amaama to Inazuma, eu também leio o mangá que, infelizmente, só tem dois capítulos disponíveis em inglês, e não estou achando os outros nem por reza braba. E tem outro motivo pelo qual vou acompanhá-lo que é: beisebol. Adoro animes de beisebol. Minha visão do esporte nunca mais foi a mesma depois que assisti Ace of Diamond (ou Dia no Ace, o que preferirem).

Curta o anime21 no facebook:

Sinopse: A história gira em torno de um menino chamado Harada Takumi, que é o melhor arremessador da região em que se mudou, por causa da transferência de seu pai e da saúde de seu irmão. Mesmo nem estando no ensino fundamental ainda, ele tem uma postura altiva e arrogante, e está frustrado porque não consegue encontrar um receptor com quem consiga formar uma bateria e pegar seus arremessos. Então, em um belo dia, ele se encontra com um menino chamado Nagakura Gou…

Harada Takumi

Harada Takumi

Como diz na sinopse, ele precisou se mudar para uma cidade mais para o interior por causa da saúde de seu irmão. Embora este tenha uma condição muito frágil, ele também se interessa pelo esporte, e Takumi mesmo o incentiva a jogar, embora a mãe deles sempre intervenha. O Gou é um personagem bem tranquilo e amistoso, bem diferente dos receptores dos quais estou acostumada nos animes de beisebol, já que a maioria usa de muito sarcasmo, principalmente quando o arremessador está nervoso e tenso. Mas a tranquilidade do personagem não vai atrapalhar nem um pouco no desenvolvimento do Takumi.

Já que o arremessador do qual estou falando já é meio que “profissional”, ele não terá problemas com as conhecidas “calls”, que são os gestos que o receptor faz ao arremessador, decidindo qual bola ele deve lançar. Não esperem que ele vá errar um lançamento em garfo ao centro, ou um change-up (que se parece com uma bola rápida mas, quando chega na base do receptor, vai diminuindo de velocidade), por exemplo, porque ele sabe até como se deve pegar na bola e realizar tais arremessos.

Nagakura Gou

Nagakura Gou

E, pelo que deu para perceber no mangá mesmo, não vai ser um anime tão focado no esporte (ou talvez eu esteja enganada), assim como aconteceu em Cross Game, embora Takumi seja aficionado pelo esporte. É bem slice of life e, para a surpresa de muitos, ele é um shoujo. E, lendo a sinopse, aposto que muitas pessoas podem pensar que ele é shounen ai, porque realmente, o Gou criou um carinho muito grande pela família Harada. Essa demonstração de carinho também é muito impressionante, e nos dois primeiros capítulos já deu para perceber todo o potencial do mangá (para vocês terem ideia, o primeiro capítulo tem 72 páginas).

Agora mais um pouco sobre a parte técnica da obra: a autora é a Asano Atsuko, a mesma de Nº 6 (Por isso que muita gente pode acreditar que tem shounen ai também). Já a Character Designer do anime não será a mesma desenhista da obra original (Yuniwa Chikage), mas sim a maravilhosa autora de Hourou Musukou (que eu recomendo MUITO que leiam, Shimura Takako. Como dublador de Harada Takumi, teremos Uchiyama Kouki (que dublou Tsukishima Kei de Haikyuu!!) e, para Nagakura Gou, teremos Hatanaka Tasuku (ELE DUBLOU O USHIO DE USHIO TO TORA (falo gritando mesmo, porque sou dessas)).

Esse anime fará parte do bloco NoitamA e, por ser um shoujo, fiquei surpresa com tal feito, já que a maioria das obras lançadas nesse bloco são joseis e seinens. Atualmente, estão fazendo uma continuação para o mangá, que está sendo publicado na Comic Beans, uma revista seinen (a mesma em que foi publicado Hourou Musukou), então espero que seja por isso. É uma um anime que vou adorar ver, principalmente para ver as mudanças que podem ocorrer no desenvolvimento do Takumi. Para quem não viu o primeiro, o segundo e o terceiro PV, clique aquiaqui e aqui.

Battery

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Olá!
    Não brinca que Battery tem um mangá shoujo? Battery também é um dos animes que eu estou mais ansiosa pra ver nessa temporada de verão, entre outros motivos porque a premissa me lembra muito Ookiku Furikabutte, que é um anime que eu gosto muito. Se você não viu, também é de baseball, e é muito fofo, fica a dica! Preciso assistir Dia no Ace um dia também. Enfim, espero que vocês possam acompanhar e comentar semanalmente Battery, e espero que seja tão legal quanto eu estou hypando por motivos de Asano Atsuko. <3
    Obrigada pelo post, e até mais!

    • Tamao-chan

      Oi!
      Sim, a primeira versão de Battery foi um shoujo, completo em 8 volumes! Eu também estou hypando, mas mais pelo fato de ser um anime de um esporte que estou adorando conhecer!
      Você falou de Ookiku Furikabutte, e eu o conheci por um acaso! É fofíssimo mesmo e, uma curiosidade: a autora deste mengá se formou em Psicologia voltada para Esportes, então é por isso que ela consegue entender tanto do corpo humano, e conseguiu se aprofundar bastante no psicológico dos personagens. Achei muito bom e quero acompanhar o mangá!
      Eu comecei a gostar do esporte por causa de Ace of Diamond! E ainda preciso ver o resto de Major e Cross Game!
      Bom, eu vou terminar por aqui para não prolongar muito, senão o comentário fica maior que o post em si. HSDIUFH
      De nada e até o/

      • Nossa, você falou isso e eu fui pesquisar rapidamente e fiquei super surpresa: na verdade, como eu pensava, Battery veio de uma light novel. Mas eu estava achando que era uma light novel recente, e na verdade é uma light novel de 1996! (https://en.wikipedia.org/wiki/Battery_(novel_series)) Eu fiquei chocada, estava achando que era super recente, HAHAH. Se bobear, Oofuri foi baseado nessa novel, já que ela é premiada e tal… estou em choque!
        Não é? Eu sei, ela chegou a comentar que jogava baseball desde o ensino fundamental, até! Eu adoro a Asa Higuchi, até por ela ser a única psicóloga mais fujoshi e doida que eu provavelmente
        Eu também comecei a apreciar baseball por causa de anime! Só vi um pouquinho de Major, achei bom mas muito shounen, não sou mesmo dos shounen de esportes… mas Dia no Ace parece mais descontraído, preciso ver um dia. c:
        HAHAHA SEI COMO É. Enfim, espero que seja bom! Até!~ o/

      • Aliás, só um negócio que eu ia comentar e esqueci! No caso o outro anime que me fez ficar interessada em baseball foi One Outs, um que eu também não cheguei a terminar por ~circunstâncias da vida~ mas lembro que era muito legal e fazia baseball parecer muito cool, HAHA. Se você gosta de anime de baseball, também recomendaria esse! <3 (E agora sim, fui)

      • Tamao-chan

        Na verdade, eu quis dizer que o primeiro mangá que foi feito de Battery foi um shoujo. Obrigada pela informação! Ele é bem antigão mesmo HUIDHSFUIFSDH.
        Eu acho que eles só colocaram ele na sessão NoitamA porque voltaram a publicar na revista Comic Bean, que é seinen. Acho que eles vão fazer um excelente trabalho de adaptação.
        Dia no Ace é shounen também, mas ele é tranquilão de assistir. Eu rio muito com o principal e o acho um excelente protagonista. Mas também não é um anime que só foca nele, também foca no time dele e nos outros também!
        Ah, e obrigada pela indicação! Já me falaram muito bem de One Outs e pretendo dar uma olhada quando tiver um tempinho. Ahaha
        Até mais \o\

Deixe uma resposta