Primeiras-Impressões---Hatsukoi-Monster,-Kono-Bijutsubu,-Servamp

Mais primeiras impressões! Vou passar a semana quase só com isso, hehe. O básico de todo começo de temporada, enfim. Antes dos animes desse artigo, eu, Tamao-chan e Iwan já escrevemos nossas primeiras impressões sobre os seguintes animes:

Além desses, a Tamao-chan escreveu também um artigo sobre ReLIFE, o anime da temporada que foi lançado inteiro de uma vez só. No artigo da vez falo sobre uma comédia romântica adaptada de mangá para garotas, uma comédia romântica adaptada de mangá para homens jovens (mas bem poderia ser para garotos), e um battle shounen adaptado de um mangá para garotas (é isso mesmo, não estranhe). Interessado o suficiente? Bom, vai ficar depois de ler o que eu tenho a dizer sobre eles!

Editado 13/07/2016 às 15:00: adicionado link para artigo sobre a cena da passarela de Kono Bijutsubu.

Curta o anime21 no facebook:

Seria um lindo casal, se ele não tivesse em torno de 10 anos

Seria um lindo casal, se ele não tivesse em torno de 10 anos

Hatsukoi Monster, episódios 1 e 2 – Pobre menina rica!

Não é genial, mas é uma comédia interessante sobre aceitação e maturidade. Algumas coisas soaram forçadas, como a Kaho, a protagonista, ser rica e superprotegida a vida inteira mas ter acabado com sentimentos de inadequação ao invés de simplesmente se tornar uma adolescente mimada – convenhamos que faria muito mais sentido, não é? No segundo episódio um flashback dela conversando ao telefone com uma amiguinha que foi proibida de ir ao seu aniversário pela mãe por serem de classes sociais diferentes justifica em parte esse sentimento. Se isso tiver acontecido com frequência enquanto ela crescia, ela pode ter se tornado muito auto-consciente de sua posição. Teve o universitário que a assediou também e que, não fosse pelo Kanade (seu “namoradinho”) intervir, eu não sei se ele só estava a humilhando ou se iria evoluir para uma tentativa de estupro. Suponho que ela não saiba também, e assim sendo, como continuar vivendo sob o mesmo teto? Enfim, Hatsukoi quer que ignoremos todos esses exageros para contar sua história. E que história é essa? Bem, como eu disse: aceitação e maturidade. No primeiro episódio eu a vi brincando com os garotos mais novos e no começo a imaginei como a garota mais velha que toma conta das crianças, mas depois me pareceu mais que ela própria não é madura o suficiente para a idade que tem. Ela não é mais uma criança, isso é certo, mas ela está mais próxima daqueles meninos do que dos garotos e garotas de sua idade. O Kanade é um bagunceiro terrível e mais de uma vez é dito que ele piorou depois que sua mãe morreu, há dois anos, então consigo imaginar muito fácil a Kaho ocupando uma posição entre a materna e a de uma irmã mais velha para ela, mas ela provavelmente vai precisar se aceitar primeiro antes de poder ajudá-lo.

Todos os gatos são iguais

Todos os gatos são iguais

Servamp, episódio 1 – Gato preto dá azar?

Visualmente é muito interessante, principalmente pelas transições entre o normal e o sobrenatural, que se mostram até mesmo na diferença de character design entre os dois protagonistas, o humano Mahiru e seu gato-vampiro Kuro. Para quem não gosta de censura é uma boa opção na temporada, com todo o sangue gratuito e tal. Sério, o amigo do Mahiru tem que ter morrido depois de perder tudo aquilo de sangue. Mas eu e você sabemos que ele com certeza não morreu, certo? Com um pouco mais de sorte e até tiram um coelho da cartola aí e ele nem vai se lembrar do que aconteceu, quem sabe. É mais seguro para o Mahiru pelo menos e o ajuda a manter sua vida normal em paralelo com sua nova vida paranormal. E para não dizer que é só mais um battle shounen, o Mahiru é do tipo que assume responsabilidades quando sabe que alguém vai ter que assumir a responsabilidade de qualquer jeito, e aprendeu a ser assim por causa de sua triste história de vida. Bom, isso é típico de battle shounen, pensando bem – e o Kuro até fez troça de quão típico o Mahiru era ao dizer que ele devia estar lendo muito mangá, hehe.

O que é aquele demônio escondido no armário???

O que é aquele demônio escondido no armário???

Kono Bijutsubu ni wa Mondai ga Aru!, episódio 1 – Muito fofos

Muito bonitinho, muito mais comédia romântica do que propriamente comédia. A Usami é muito bonitinha e envergonhada, e tem uma paixonite secreta pelo Uchimaki, seu colega de clube que, lógico, não a corresponde e parece nem perceber isso direito – os demais membros, contudo, eu aposto que já perceberam muito bem, ainda que a Usami nunca tenha se aberto com ninguém. Embora não entenda a Usami, o Uchimaki consegue pelo menos perceber quando ela está se sentindo mal, triste, e tem bastante empatia, se esforçando para animá-la. Em resumo: os dois formam um casal muito fofo. Porém, se o anime continuar nesse ritmo, só com essa piada até o final, pode ficar bastante repetitivo e chato. A animação é espetacular, não apenas porque tecnicamente bonita, mas porque o enquadramento e a composição das cenas é muito bem pensada. A cena da passarela foi espetacular, tanto que escrevi um artigo apenas sobre ela, confira!

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Mais uma primeiras impressões, Fábio como consegues ver tanto anime e ainda teres paciência para dar uma opinião decente, estás de parabéns. Hatsukoi Monster não vi, parece-me ser um anime que não faz muito o meu género (já agora este anime é um shoujo ou algo parecido?), por isso não darei opinião. Quanto a Servamp, eu vi o primeiro episódio só mesmo por ver, até que começou a ficar interessante, um vampiro preguiçoso e recluso e um humano super prestativo vamos ver onde isto vai dar. Desta lista aquele que mais me agradou foi o Kono Bijutsubu ni wa Mondai ga Aru!, animação super bem feita (veja-se cada vez que a Usami mexe no cabelo, animação super fluída), concordo contigo quando dizes que este anime é mais uma comédia romântica do que propriamente uma comédia normal (não é que eu me importe), só espero que o Uchimaki pelo menos antes de acabar o anime perceba que a Usami gosta dele, eu não gosto de personagens tapados, ele em vez de perder tempo a desenhar waifus em 2D prestasse mais atenção na Usami é que ele tinha juízo. Outra das coisas que eu gostei deste anime, foi as expressões da Usami ela quando fica brava fica super kawai (ela praticamente leva o anime às costas).
    Como sempre uma excelente matéria.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Olá =)

      Sim, Hatsukoi Monster é adaptado de mangá shoujo. É divertido (e é meio que harém reverso) mas alguns exageros e piadas são tão esquisitos que me jogam fora da história e eu fico por um bom tempo pensando “não, mas como assim AQUILO é possível?” enquanto o anime continua rolando na tela. Mas bem ou mal ele tenta justificar tudo (exceto os garotos de 10 anos que comeram fermento).

      Servamp nem sei o que falar, é só ação por enquanto, hehe.

      Kono Bijutsubu é o melhor dessa leva disparado. Eu não esperava tudo, confesso – mas continuo preocupado que fique enjoativo caso insista na sua piada única. E vamos ter pensamento positivo: quem sabe o Uchimaki invoque o velho clichê “na verdade eu entrei no clube em primeiro lugar porque sempre gostei de você”? =D

      Obrigado por mais uma visita e comentário!

  2. Iwan

    eu disse pra assistir konobijutsu ué
    bom saber que escolhi bem em assistir ele no lugar de hatsukoi e servamp
    por sinal nem tinha visto que a “senpai que nunca aparece” estava escondida dentro do armário kkkkk

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Tinha uma maluca lá dentro do armário, e ela tava muito com cara de “eu sei que ela gosta dele e quero ver o que vai rolar com os dois sozinhos aqui”, hahahaha!!

  3. Colocar em um canto só , 91 days amei! Hatsukoi Monster foi tão absurdo,que fiquei o tempo todo MDS O QUE ? Essas crianças com fermento,me lembra essa nova geração brasileira (creio que no japão não tenha essa mesmo fenômeno),eu dou aulas para o 6 ano do fundamental e tenho alunos maiores que eu!! Com mais peito que eu ;-; (Eu tenho 1,67 ,mas mesmo assim bizarro) Achei estranho essa adaptação,o manga foi bastante criticado negativamente,tem poucos volumes,a mulher demora a lançar,mas enfim não entendo a lógica das produtoras. Servamp achei divertido,Kono Bijutsubu ni wa Mondai ga Aru! vai ser a minha fofura da temporada <3

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      91 Days tem um cenário lindo e personagens interessantes. E a premissa da história é boa e dá pra ir por muitos caminhos, vamos ver =)

      Eu acho que sou a única pessoa que entende Hatsukoi, hahah! Se levar à ferro e fogo o que está ali, se entender literalmente, fica muito bizarro mesmo. E mesmo eu não consigo evitar isso boa parte do tempo. Mas a história não é sobre isso. Por enquanto não consigo sequer dizer que é um romance – é uma dramédia sobre um garoto grande demais pra idade que perdeu a mãe e uma menina rica que se sente inadequada por conta de sua posição social. Acontece o que acontece, mas de forma alguma eles são “namorados” (ainda que depois do que aconteceu seja um pouco difícil para ela deixar de achá-lo bonito e desejável às vezes). De um jeito ou de outro, eles devem se ajudar a superar seus próprios traumas, não é?

      Já Servamp ou eu não entendi ou não tem muita história ainda mesmo, só apresentou os protagonistas e é isso aí =D

      Kono Bijutsubu eu quase não assisti mas ainda bem que mudei de ideia de última hora, é mesmo muito bonitinho ^^

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

  4. Parabéns! Seu texto me convenceu a dar uma segunda chance para Monster!
    Com dificuldade assisti aos dois episódios, antes tinha parado na cena do playground do primeiro. Melhor parte foi ver o moleque crescido socar o universitário no ep.2, saiu até sangue!.
    Pena que foi uma motivação infantil por causa da joaninha e não para salvar a namorada.
    Pelo menos, foi isso que nos deram a entender…

    Servamp, única coisa que se destacou pra mim foi a cena do velório me lembrar Usagi Drops.

    Kono Bijutsubu foi o melhor desses três.
    Ri muito da Usami quebrando a cara com suas expectativas sobre o Uchimaki.
    Esse, com certeza, vou continuar assistindo.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Que bom que meus textos têm sito úteis, hahaha, fico feliz!

      Sobre Hatsukoi Monster foi justamente o contrário: ele reclamou da joaninha e em seguida deu um peteleco no universitário, ficando implícito que a razão do soco era outra – ele tê-la feito chorar. De todo modo, já vi tanta cena de namorado agindo como cavaleiro de armadura branca que não gostei muito dessa cena. Como escrevi, eu queria saber se o universitário estava só humilhando a Kaho ou se pretendia ir além – estuprá-la, mesmo. Saber isso é importante para conhecê-lo e para entender como vai ser a relação entre os dois daqui por diante. Ele não é um cara aleatório, é alguém que mora sob o mesmo teto afinal, isso é importante.

      Aquela cena inicial em Servamp é definidora do caráter voluntarioso do protagonista. Ainda acho exagerado que ele realmente faça tudo, assuma todas as responsabilidades, mas pelo menos tem uma explicação razoável.

      Kono Bijutsubu foi só amor ❤️

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

Deixe uma resposta