16-Garotas-Mágicas

Esse artigo é no mesmo estilo do 7 Animes que definiram o gênero Robô Gigante, mas melhorado. Aliás, qualquer dia publico uma segunda versão ampliada e melhorada dele também, enfim.

O gênero Garotas Mágicas se provou muito mais complexo do que eu imaginava antes de pesquisar, e se confunde com a própria demografia shoujo. Não é exatamente que ele tenha mudado com o tempo, mas sim que ele cresceu, acrescentando temas, clichês, e mais recentemente atingindo públicos-alvo diferentes também.

Desde histórias de amadurecimento e passagem (coming of age) até a defesa do mundo contra invasores alienígenas, tudo é permitido às garotas mágicas. Direta ou indiretamente influenciaram outros gêneros aparentemente muito distintos como o battle school e o idol.

Recebeu homenagens e paródias, das quais gostaria de citar Super Pig, anime para garotas, e Kore wa Zombie desu ka?, para garotos. Nem o Ocidente resistiu: W.I.T.C.H., Winx, Steven Universe, Miraculous Ladybug, só para ficar em poucos e famosos/óbvios.

Essa quase onipresença do gênero e a facilidade que ele tem para tratar de quase qualquer tema tornam um desafio apontar quais foram os animes que afinal o “definiram”, e é talvez um pouco prepotente de minha parte achar que posso fazer isso. Mas eu me esforcei, aprecie o resultado!

Ler o artigo →

7-Secundários

~Nem que fosse um OVAzinho sequer~

Isso certamente já aconteceu com todo mundo que curtiu muito determinado livro, série, anime ou mangá: desenvolver um sentimento tão profundo de afinidade com determinado personagem que tem a plena certeza de que tudo seria melhor se ele fosse o protagonista, ao invés do… Bem, protagonista. Ou sente que determinada história não foi bem contada, e merecia um pouco mais de atenção. Ou simplesmente o ama, e só quer tê-lo por perto mais um pouco. Bem, a indústria japonesa anda muito atenta a isto, e os spin-offs direcionados são um mercado em crescente expansão. Não que eles já não existam há muitos anos, mas é impossível negar a força que ganharam na última década. Nem é preciso se esforçar muito para lembrarmos de vários exemplos: Rivaille, de Shingeki no Kyojin; Simbad, de Magi; Ban, de Nanatsu no Taizai; Rock Lee, de Naruto; Red, em Pokemón; Trunks, em Dragon Ball; Grell, em Kuroshitsuji; Yuki, de Suzumiya Haruhi. Seja em forma de série regular, de OVA’s, de filmes, todos estes personagens tiveram seu breve momento de glória muito bem merecida, mas outros tantos não tiveram a mesma sorte. Vamos conhecer alguns deles?
PS: Isto aqui está repleto de spoilers, estejam avisados.

Ler o artigo →