Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Essa semana teve episódio de Sailor Moon mas em compensação eu não consegui assistir Dog Days”, então são só 21 animes classificados de todo modo. Os melhores animes começam a ter episódios importantes conforme chegamos ao meio da temporada, e os animes ruins se esforçam para ser ainda piores, eu acho. Estou trabalhando em mais algumas coisas relacionadas ao site mas nada que eu possa comentar ainda, mas fique de olho que é para logo. E sem mais enrolação, veja a seguir a classificação dos episódios de anime da semana!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


21 – Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu Love!, episódio 5

Se na semana passada eu tinha quase dormido, nesse episódio eu dormi de verdade.

20 – Shinmai Maou no Testament, episódio 5

Fico comovido com o expressão severa de quem tem um dever a cumprir do protagonista antes de carregar sua irmã sofrendo de desejo sexual paralisante para o quarto.

19 – Koufuku Graffiti, episódio 5

Descobri duas coisas nesse episódio: a Shiina é rica e eu não devo esperar nada desse anime.

18 – Sailor Moon Crystal, episódio 15

Os próximos vilões surgiram. As sailors estão mais fortes e ao mesmo tempo mais inúteis do que antes. O ponto alto foi a cena onde a Rei e a Usagi descobrem uma freira em chamas e furiosamente se transformam para enfrentar o inimigo … e deixam a freira continuar virando cinzas.

17 – Cross Ange, episódio 17

Não dá para dizer que é um clássico do anime de mecha, mas nesse episódio alguma coisa aconteceu, teve alguma ação, além de revelar que a Chris e a Ersha foram mesmo cooptadas, junto com a Salia. A Ersha eu entendo, a Chris eu entendo mais ainda, mas Salia, sério que você fez isso? E pensar que eu já elogiei ela. Desenvolvimento de personagem nota zero. E o churrasco de pênis que a Ange comeu ajudou a derrubar o episódio também.

16 – Aldnoah.Zero, episódio 17

Inaho liberta o Mazuurek com ajuda da Rayet, na esperança que o marciano o ajude eventualmente a encontrar a verdadeira princesa Asseylum. Mas acho que o conde confiou muito fácil no Inaho, sei lá. No outro front, Lemrina age por conta própria e recebe os condes Marylcian e Barouhcruz para… suponho que tenha sido só para irritar o Slaine. E funcionou. Agora Slaine vai matar Marylcian em um duelo e vamos ver que consequências isso irá trazer para os cavaleiros orbitais.

15 – JoJo’s Bizarre Adventure – Stardust Crusaders, episódio 29

Achei esse stand do Anúbis muito interessante e os combates foram muito bons. Pena que ocuparam só metade do episódio.

14 – Tokyo Ghoul ?A, episódio 5

Leia meu artigo sobre esse episódio.

No meio de um arco enorme e ruim, pelo menos a mensagem final retoma o tema principal da série, a dicotomia entre humano e monstro. A história do Juzo, da Nashiro e da Kurona tem potencial, mas creio que tenha sido colocada aqui apenas para reforçar a ideia principal do episódio. E de todo modo não é como se eu gostasse do Juzo. A Nashiro e a Kurona pareceram mais interessantes, mas se quase foram mortas com tão pouco duvido que durem para contar história.

13 – Rolling?Girls, episódio 5

Esse anime parece que é exatamente o que ele parece ser: uma viagem pelos costumes modernos ou tradicionais de todas as partes do Japão, com um cenário psicodélico de fundo. Eu pessoalmente me divirto mais quando os personagens são melhores, e eu gostei bem mais da Himeko Uotora do que da Habara ou qualquer outro personagem de Tokyo.

12 – Akatsuki no Yona, episódio 17

 
[video_lightbox_youtube video_id=”pMhfbLRoGEw” anchor=”You are a pirate!” width=”800″ height=”600″]

11 – Yoru no Yatterman, episódio 5

Um outro lado do Reino de Yatter é exibido nesse episódio. Parece que nem sempre eles apenas esmagam quem se oponha (ou apenas critique), como vinha sendo o caso nos pequenos vilarejos paupérrimos e dominados pelo medo que haviam aparecido até agora. Há formas mais fáceis de controlar o povo, e é bom ver que o Reino de Yatter é inteligente o bastante para saber disso.

10 – Sanzoku no Musume Ronja, episódio 18

Ronja e Birk começam a viver sozinhos e parecem felizes e muito bem preparados e sábios para duas crianças. Mas falaram tanto da faca que mesmo sem a prévia eu já sabia que ela será perdida no próximo episódio.

9 – Shigatsu wa Kimi no Uso, episódio 16

Mais focado, foi um episódio melhor que o anterior. A Nagi é irmã mais nova do Takeshi e basicamente sente ciúmes do Kousei porque o irmão se inspira nele. Claro que isso em KimiUso significa que ela é uma pequena psicopata que não pode evitar pensamentos saudáveis do tipo quebrar todos os dedos do Kousei fechando a tampa do teclado do piano, por exemplo. Ainda acho incômodo como KimiUso já tem linhas de enredo demais e mesmo assim acrescentou mais uma, mas pelo menos nesse episódio as cenas com a Nagi não foram só patetices sem sentido só para enrolar o episódio. Quanto a linha de enredo que importa, Kousei já percebeu que o problema de Kaori é muito pior do que ela quer deixar transparecer, mas como é natural para uma pessoa traumatizada por já ter perdido uma pessoa querida para uma doença ele mente para si mesmo e tenta se convencer (sem sucesso) que não é nada demais. A própria Kaori parece já ter perdido a esperança e isso me leva à cena mais constrangedora do episódio: ela está abalada psicologicamente, seu humor flutua e em dado momento ela tem um ataque de raiva contra o Kousei. Até aí, tudo bem. Só o que ficou muito brega e não fez sentido nenhum foi ela ter cobrado do Kousei exatamente o que a mãe dele o cobrava: dedicação e aperfeiçoamento de suas técnicas ao piano. É brega porque a essa altura todo mundo, personagens e espectadores, já entenderam o que está acontecendo com a Kaori, então era desnecessário fazê-la emular ainda mais a mãe do Kousei apenas por valor estético. E não faz sentido porque a mãe do Kousei cobrou dele algo que ela própria exercitava quando tinha saúde, mas a Kaori cobra dele algo que é quase o extremo oposto do que ela própria defendia. Agora que está morrendo ela subitamente passou a se importar com a perfeição no palco? Enfim. Na cena final, a câmera fecha em um livro: A Aliança dos 15 (tradução livre do japonês, 15 no caso se refere à idade; esse livro aqui). Em seguida a Kaori, citando o livro, propõe um suicídio duplo para Kousei. Foi só uma citação do livro, não dá para levar totalmente a sério, mas tenho certeza que há um fundo de verdade nas palavras de Kaori. De qualquer forma, pela sinopse, o livro tem uma história terrivelmente parecida com a história de KimiUso.

8 – Durarara!!x2 Shou, episódio 5

Leia meu artigo sobre esse episódio.

A tensão cresce em Ikebukuro conforme uma gangue imensa vem desde Saitama para caçar os Dollars. Os sinais são fortes de que Izaya esteja por trás disso. Ao mesmo tempo, uma russa ataca Celty, arrancando sua não cabeça, e uma garotinha filha do chefe yakuza local ataca Shizuo com um taser inutilmente. Por coincidência (ou não) a Celty havia sido contratada para encontrar essa menina, e por mais coincidência ainda Shizuo e Tom decidiram levá-la para o apartamento dela e do Shinra.

7 – Junketsu no Maria, episódio 5

Leia meu artigo sobre esse episódio.

Acabei escrevendo pouco sobre o enredo do episódio no artigo, optando ao invés por tratar longamente sobre as filosofias em choque por trás da história porque é nesse episódio onde elas ficam mais claras. Nesse episódio a Maria não foi protagonista ativa, apenas pôde acompanhar a história que acontecia diante de seus olhos enquanto pensava no que aquilo tudo significava. Garfa, o soldado mercenário amigo de Joseph bebe demais no acampamento e acaba invadindo a área das barracas dos cavaleiros atrás de seduzir a mulher de um deles, e para sua desgraça ele teve sucesso. Pego no dia seguinte, é espancado e tem um braço quebrado. Noutro lugar é revelado que o padre Bernard é sobrinho do senhor feudal local e por causa da ameaça de Maria ele decide participar mais ativamente dos assuntos da guerra junto a seu tio. Para tanto, eles decidem usar os serviços de Maria para lentamente enfraquecer os ingleses enquanto se preparam para destruí-los em um ataque fulminante, depois do qual a guerra acabaria e, acreditam, Maria perderia seu apelo perante o povo e aí poderia tornar-se também um alvo. Voltando ao caso do Garfa, Bernard e seu tio decidem que a melhor forma de resolver o assunto sem trair interesses nem dos cavaleiros nem dos mercenários é fazê-los duelar. Claro que Garfa, com o braço quebrado, está em enorme desvantagem, mas mesmo assim ele não pretende fugir já que a essa altura fugir seria o mesmo que morrer, ele acabaria perdendo seus sonhos de vista para sempre em um caso ou no outro. Joseph está preocupado com o amigo mas não pode fazer nada, apenas compartilha sua preocupação com Maria, que vai assistir o duelo entre os dois, ponderando se seria correto ela interferir. No final, através de uma série de estratagemas Garfa consegue o que parecia impossível e vence. O cavaleiro se suicidaria depois após perder todo o respeito perante seus iguais e a mulher com quem Garfa dormiu parte sozinha, aparentemente ferida (deve ter apanhado horrores). E a pergunta que ficou no ar o episódio inteiro foi: é certo a Maria sempre interferir nas disputas alheias mesmo sem ser bem-vinda, só porque acredita estar fazendo uma boa ação? Realmente leia meu artigo sobre o episódio se quer ver todas as minhas considerações sobre esse assunto, porque não é pouca coisa.

6 – Assassination Classroom, episódio 4

Leia meu artigo sobre esse episódio.

Episódio muito bom que introduz uma nova professora (na verdade uma nova assassina, mas ela vira professora no final e para todos os efeitos ela é professora desde o começo) e a contrasta com o professor Koro, para dar uma noção exata do que é ser um bom professor e do que é ser um mau professor.

5 – Kamisama Hajimemashita II, episódio 5

Leia o artigo da Lidy sobre esse episódio.

A primeira metade do episódio, com a reunião de Nanami e Tomoe, ele se tornando novamente seu mensageiro e reconhecendo (para si mesmo) que a ama é muito boa. O resto do episódio foi interessante também, mas foi um caso onde a soma das partes foi menor que cada uma separadamente.

4 – Yurikuma Arashi, episódio 5

Leia meu artigo sobre esse episódio.

A natureza dos sentimentos de Ginko por Kureha fica um pouco mais clara com um flashback de quando a humana era ainda uma criança e encontrou a ursa quase morta em um campo de batalha onde homens e ursos haviam lutado há pouco. Kureha cuidou de Ginko e disse que gostava dela. Provavelmente é desde essa época que Ginko ama Kureha, que sequer se lembra disso, mas seu amor é de um tipo egoísta que não permite que ninguém se aproxime de Kureha. Ainda que às vezes ela acabe protegendo a garota, o fato é que ela faz isso antes por si mesma do que pela outra e se pudesse afastaria todas as pessoas do mundo de Kureha para ter a garota apenas para si. E Kureha não é muito diferente: ela ainda ama a falecida Sumiko e por isso não aceita que ninguém se aproxime dela, não importa quais sejam as intenções. O contraste ao comportamento das duas é Lulu, que ama Ginko mesmo que essa não lhe dê nenhuma atenção e perdoa Kureha por recusar seu amor da mesma forma que ela antes recusou o amor do próprio irmão. É curioso que a mais pateta das três seja a mais emocionalmente madura.

3 – Death Parade, episódio 5

Leia meu artigo sobre esse episódio.

Importante episódio que ao mesmo tempo mostra um pouco mais sobre o mundo onde se passa o anime e começa a revelar o mistério que envolve a Mulher de Cabelo Negro. Me parece que ela ocupará posição central no desenvolvimento futuro de Death Parade, não que o destino daquele mundo dependa dela, mas que sua passagem irá exercer influência profunda e duradoura nas pessoas de lá, especialmente o Decim.

2 – Kiseijuu, episódio 17

Leia meu artigo sobre esse episódio.

Já não é mais matéria de especulação: Tamura está desenvolvendo sentimentos. Se são humanos ou não é outra questão, mas são pelo menos equivalentes. Dá a entender também que o amor materno (ou o medo de perder alguém querido, ou ambos) é mais poderoso que a única sensação reconhecida pelos parasitas até agora: a intenção assassina. Ela planeja envolver o Shinichi de alguma forma e a Murano abusa da sorte e pode acabar se envolvendo no que não deveria.

1 – Garo: Honoo no Kokuin, episódio 17

Ai que episódio dolorido mas importante. Leon finalmente entendeu o que é preciso para ser um Cavaleiro Makai, um defensor do povo: é preciso querer proteger. Por conta de sua criação, isso jamais faltou ao príncipe Alfonso e por isso ele pôde se tornar Garo tão facilmente, mas Leon sempre buscou apenas a vingança. Mesmo quando ele estava genuinamente preocupado e buscando defender outros, o sentimento mais forte em seu coração era a vingança. Com a família de Lara ele aprendeu o que é amar outras pessoas, se importar de verdade. Infelizmente ele já não é mais o cavaleiro dourado e quando um horror aparece ele precisa correr para buscar a ajuda de Alfonso. Alfonso derrota o horror, mas é só isso. A família de Lara toda foi devorada, e Leon encontra a garota à beira da morte embaixo dos escombros da casa. E foi isso. Vou sentir falta da Lara.

Comentários