Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bubuki Buranki cansou dessa enrolação toda e terminou suas batalhas bubuki nesse episódio logo. O Hiiragi foi patético contra a fabulosa Hazama (o fato dela ter um poder roubado ajudou), mas ganhou no fim das contas porque ele é um dos mocinhos e os mocinhos sempre vencem. Já a Shizuru lutou contra o Akihito que, se entendi direito, é tio dela por parte de mãe. E juro que não entendi se ela venceu ou perdeu, mas deu para entender que individualmente ela é a mais habilidosa de todos os mocinhos, por vasta vantagem.

Enquanto isso a Reoko despertou e o buranki maligno chegou ao trem do Oubu e está tentando esmagá-lo. Avante heróis, e é hora de todo mundo se unir para derrotar o mal comum, e esses clichês todos aí, uhul. Alerta: esse artigo é altamente especulativo.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Uma coisa é certeza: os quatro vassalos da Reoko estão brincando com os heróis. Os têm na palma da mão e estão fazendo o que querem, tudo de acordo com um plano a grosso modo já traçado bem antes. Se as derrotas deles foram planejadas eu não sei, mas vem cá: a Hazama atropelou o Matobai. Isso é pelo menos suspeito, não é? Ainda mais porque era de todo modo necessário que um deles acompanhasse a Reoko, ainda convalescente (desacordada, na verdade) e organizasse o contra-ataque ao buranki – isso sim importante de verdade.

Ah, mas o Matobai estava atacando pra matar! Estava? Estava nada. Quero dizer, não importa a intensidade do ataque, os bubukis sempre protegem seus mestres, o pior que poderia acontecer seria os bubukis acabarem destruídos. O que para eles não é grande coisa; aconteceu com os bubukis do Entei (os bubukis deles!) e a Reoko vem se virando esses anos todos mesmo assim. E se não acha que o Matobai agiu de forma suspeita, que tal o Souya? Ele praticamente ficou o tempo todo só provocando a Kinoa, esperando que ela o derrotasse.

E claro, tem a Hazama também, que contou muita coisa e ajudou muito os garotos. Em sua luta contra o Hiiragi ela pode ter zombado loucamente dele, mas sempre o derrubava apenas com a força mínima necessária para tanto. Ele que é fraco demais se aquilo foi suficiente para tê-lo deixado “incapaz de se mover” … mas oh! não deixou não! Ele estava apenas atuando para tentar vencê-la. Não foi com esse movimento que conseguiu, mas ele a derrotou. E por fim tem o fato do Akihito ser tio da Shizuru.

Hehe, oi

Hehe, oi

Os dois lutaram para valer – ou melhor, ela o atacou loucamente como se quisesse destruir o mundo e ele apenas se esquivou e evitou que os ataques dela atingissem o trem. E “loucamente” aqui é no sentido literal. A pobre Shizuru parece ter problemas mentais. Me corrijo: ela tem problemas mentais. Qualquer que acredite ser uma pedra tem problemas mentais. Talvez a intenção do anime seja passá-la por uma autista genial, esse clichê já famoso de várias mídias (e que quase nunca é realidade nos casos reais de autismo, infelizmente). O Akihito não estava lá tentando derrotá-la mas sim fazê-la ter noção dos seus arredores e da responsabilidade que carrega junto com o seu poder.

Tanker Express 666

Tanker Express 666

É quase como se os quatro da Reoko estivessem treinando os mocinhos para que eles evoluam. Até faz sentido, não é? A Reoko possui uma condição médica complicada e claramente vai sucumbir se tiver que enfrentar todos os burankis da Ilha do Tesouro, como a mãe do Azuma fazia (faz?). Seu Entei não possui mais os membros, destruídos. Talvez eles até sejam caras legais, não é?

Só não tenho tanta certeza quanto ao lugar da Reoko nisso tudo. Será que ela sabe? Participa? Apoia? E se ela não souber mas enlouquecer quando descobrir? Ela demonstra possuir uma psiquê à beira do colapso. E a animação e tema de encerramento do anime não deixam dúvidas: ela é um personagem trágico. A última vez que tive essa impressão tão forte com uma vilã de anime foi com a Ragyou de Kill la Kill e, bom, eu estava certo não é? Ela é um personagem trágico pra caramba. Procure uma tradução decente de Blumenkranz e você vai ficar com vontade de chorar (é um pouco problemático porque boa parte da letra é em alemão “criativo”, mas dá pra entender a intenção do letrista). Voltando a Bubuki Buranki e para encerrar, o anime em si é bastante mediano, mas tem um punhado de detalhes que o torna interessante.

A Reoko não tá bem...

A Reoko não tá bem…

Comentários