Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

O título desse artigo envolve um bocado de raciocínio por ligação livre, mas funciona, quer ver?

A personagem principal desse episódio é Makoto Yamanobe, velha conhecida do professor Kusakabe (é neta de seu mentor). Quem está acostumado com cenários clássicos de fantasia medieval deve, como eu, ter achado suas vestes completas muito parecidas com as de um menestrel, um bardo. Sua passagem rápida e efêmera pelas vidas dos estudantes também é como a de um bardo errante. Ela até mesmo toca um instrumento portátil que carrega sempre consigo!

Ela é uma barda, e ela tem um grave problema de visão que já torna seus olhos imprestáveis – e pode piorar. A maioria das pessoas acha que cegos são apenas aqueles que não enxergam absolutamente nada, mas na verdade a maioria dos cegos enxerga algo (e por isso o termo deficiente visual é mais adequado, não por ser politicamente correto). Borrões sem contraste, apenas luz, coisas assim, varia de pessoa pra pessoa. Esse é o mundo de Makoto.

Ela é uma barda e ela é cega. Deixa eu te contar outra paixão minha além de animes: heavy metal. Em particular gosto muito de power metal, que inclui várias bandas que tocam temas ligados à fantasia, como Rhapsody of Fire e Blind Guardian. Em especial essas duas, mas pega a última. O Blind Guardian é chamado às vezes de “Os Bardos”, por causa da temática que aborda e porque uma de suas músicas mais famosas se chama “The Bard’s Song”. Bardos e Cegos. Oh! Bom, eu avisei que era ligação livre, não avisei? Tem mais, e juro que agora vai começar a entrar no tema do episódio!

Curta o anime21 no facebook:

A chegada da barda misteriosa!

A chegada da barda misteriosa!

Além de fantasia e heavy metal outra de minhas paixões é O Senhor dos Anéis. Eu já fui um dos administradores por muito tempo de um jogo multiusuário em modo texto ambientado no cenário de Senhor dos Anéis. Se tiver curiosidade, entra lá e pergunta sobre o “Noel”, talvez dê sorte de pegar alguém que ainda se lembre de mim e aí poderá ler histórias apenas para maiores de idade sobre meu passado, hahaha! Mas um jogo só com texto? Pois é. Já tiveram seu tempo, mas a esmagadora maioria das pessoas os abandonaram hoje em dia. Sabe quem ainda entra nesses jogos? Deficientes visuais. Foi lá que aprendi o pouco que sei sobre eles (e é bem pouco mesmo).

Makoto e sua escaleta fabricada sob medida

Makoto e sua escaleta fabricada sob medida

Só vou dizer que, como a Makoto, eles levam vidas plenas e normais, muitos deles vivem melhor do que eu. Trabalham, estudam, cuidam de casa, de filhos, tudo. E como a Makoto, não precisam de ninguém guiando-os o tempo todo. Eu sei, ela ainda não está tão mal assim, apenas não consegue mais ler, mas em condições de iluminação normal deve enxergar borrões até que bem definidos. Mas ela pode piorar e continuar vivendo da forma como vive hoje, é o que quero dizer. Isso não é tão importante para essa análise, só quis compartilhar pois é algo que tive a oportunidade de aprender.

Agora começa a ter a ver com o anime e a ser importante! Como gosto de Blind Guardian e O Senhor dos Anéis, decidi escrever esse artigo escutando o álbum Nightfall in Middle-earth. É muito bom, eu recomendo! Enfim, uma de suas melhores músicas se chama “Time Stands Still (At the Iron Hill)”. Ignore os parênteses (eles fazem parte do título, mas ignore). “Time stands still” em inglês significa “o tempo está parado”. E cheguei no título do artigo, finalmente!

Makoto e Kusakabe discutem

Makoto e Kusakabe discutem

O tempo de verdade não para, todo mundo sabe, usamos a expressão “tempo parado” para nos referir a algo que não parece mudar não importa quanto tempo passe, ou um evento tão grande e importante que todos os que o assistem param aguardando sua conclusão (esse é o sentido figurado da música; ninguém assistiu, mas foi um evento de importância mundial), e no sentido negativo quando queremos dizer que deveria mudar. Aplicado a pessoas, não se refere apenas a mudança, mas a superação de traumas, conflitos e medos também. Pode ser entendido como “mudança de atitude” nesses casos, às vezes. É o caso claro da própria Makoto.

Quem é que estava espionando? Haruta e Chika, claro ... e Serizawa

Quem é que estava espionando? Haruta e Chika, claro … e Serizawa

Ela era uma pianista brilhante, jovem, com todo o futuro adiante, até adquirir uma doença não especificada que causou-lhe ambliopia nos dois olhos. E desde então sua visão apenas piorou. Ela não é capaz sequer de ler partituras, como poderia continuar..? Ela parou no tempo. Até ressignificar sua vida, encontrar prazer na escaleta, que sendo um instrumento mais simples a permite tocar mais “de ouvido”. Ela se tornou tão boa com sua audição que hoje vive de afinação de pianos. Desistiu de um futuro incrível em favor de algo mais simples, mas que ela consegue fazer sem sentir que as pessoas a elogiam apenas por sentir pena.

Esse é exatamente o mesmo medo da Serizawa. Ela está recuperando a audição de um dos ouvidos, mas perdeu-a completamente no outro. Será que não vão achar que ela é apenas “boa o bastante para uma quase surda”? Ela tem medo disso e está parada no tempo, sem saber o que fazer. Vendo o exemplo da Makoto parece que ela encontrou sua resposta e está apenas esperando a hora certa para revelá-la ao mundo. E faz tempo que já se sabe que não é só a Serizawa que se encontra nessa situação, não é?

De alguém que já passou por isso para alguém que agora está passando

De alguém que já passou por isso para alguém que agora está passando

O professor Kusakabe é outro. Por um motivo ainda misterioso ele abandonou sua promissora carreira internacional como maestro. Na prévia do próximo episódio aparece um túmulo e parece que ele está em sua frente, então há essa pista. Talvez alguém importante para ele tenha morrido e depois disso tudo tenha perdido o sentido? Bom, isso ainda está para ser descoberto. Como o mundo inteiro durante a luta de Fingolfin contra Morgoth – o tema da música Time Stands Still (At the Iron Hill) – estou parado, aguardando o desfecho das histórias da Serizawa e do professor Kusakabe.

Será que o tempo já voltou a correr para Serizawa?

Será que o tempo já voltou a correr para Serizawa?

Comentários