Eu realmente gostei desse episódio como há muitos não vinha gostando de BokuMachi. Não é que estivesse achando ruim, ainda estava bom, mas se você acompanhou meus artigos sobre os episódios anteriores deve ter percebido que eu estava ficando meio entediado com o cenário e a sensação de que nada estava indo para frente mais. Agora tudo mudou.

E mudou de uma forma diferente! Quero dizer, o anime poderia ter feito outra viagem no tempo, como de costume, mas escolheu uma rota muito mais interessante e que abriu muitas possibilidades. Infelizmente, como nem tudo é perfeito, acho que explorou muito pouco uma delas. Vamos lá?

Satoru “viajou de volta para o futuro”, mais ou menos. Para todos os efeitos, do ponto de vista dele, sua consciência saltou do corpo seu eu criança de 11 anos para seu eu adulto de 26 (não 29, como ele tinha no começo, já que só se passaram 15 anos, ou tem algo de errado nos números desse episódio ou dos anteriores). A diferença é que ao invés disso ter acontecido através de um meio sobrenatural, como sempre foi até então, ele simplesmente entrou em coma após ser jogado no lago gélido pelo professor, tendo sido cuidado desde então pela sua diligente mãe até que, enfim, despertou.

Isso ocasionou diversos efeitos colaterais e o futuro mudou completamente do que ele conhecia, não apenas o tanto que ele planejava salvando as crianças do assassino. Ele acorda sem parte de suas memórias (sem parte importante delas!) e com os músculos bastante atrofiados (só não estão piores porque sua mãe cuidou muito bem dele, ao ponto de comprar um equipamento para estimular seus músculos e juntas). Agora ele está preso ao hospital, com amnésia e fazendo fisioterapia para conseguir voltar a andar. Ele nunca teve uma carreira, sua mãe continua ao lado dele até essa idade, e alguns de seus amigos mais próximos também: o Kenya, o Hiromi e a Kayo – que, surpresa das surpresas, casou-se com o Hiromi!

Considerando que ela mudou-se para longe quando seu destino foi alterado, quais eram as probabilidades disso acontecer? Provavelmente é só um efeito colateral dela ter tentado permanecer em contato com o próprio Satoru, seu grande amigo e salvador, e descoberto o que aconteceu com ele. Unidos por um amigo querido em coma. Eu não sei se o Satoru jovem tinha sentimentos pela Kayo e sinceramente acredito que não, mas entendo quem pense o contrário porque os dois pareceram bastante próximos e compartilharam momentos muito bonitos. Nesse caso talvez o Satoru ficasse algo amargurado? Duvido. E nem importa.

O professor ficou de olho no Satoru esse tempo todo, esperando por esse dia. Aliás, como o Satoru sobreviveu? Uma hipótese é que o próprio professor o tenha “salvo”, mas seria uma aposta arriscada: “ah, deu 5 minutos, agora ele vai ter sofrido dano neurológico e entrar em coma até pelo menos a fase adulta, isso se despertar…”. Quero dizer, isso não é ciência exata para ele poder proceder desse modo, não é? As maiores chances seriam ou o Satoru já ter morrido ou estar vivo e bem o suficiente para despertar no mesmo dia ou em poucos dias após atendimento emergencial. Talvez o anime nunca revele como o Satoru sobreviveu.

A história que o professor conta em off no começo do episódio é assustadoramente parecida com a do Satoru. Ele teria afogado vários hamsters quando criança, e apenas um sobreviveu porque ficou em cima da carcaça de outro morto. Já adulto, ele planejava matar várias crianças, mas às custas de seu próprio afogamento literal Satoru manteve todas as outras vivas. Assim como ele manteve o hamster vivo quando criança, ele deixou Satoru viver depois de o que quer que o tenha salvo do afogamento e ficou apenas observando.

Há um personagem novo: uma menina com câncer aguardando transplante de medula, e que claramente é o próximo alvo do professor. Cenas próximas ao final do episódio dão a entender que o plano dele talvez já esteja em andamento. Felizmente o Satoru já se lembrou de tudo. Eu achei isso um pouco chato porque esperava que a amnésia temporária dele fosse durar mais tempo e ter um papel mais interessante na história, mas ela simplesmente acabou, e o Satoru ainda cometeu a burrice de contar para o professor quando os dois estavam sozinhos em um lugar onde ninguém vai aparecer. Não que eu acredite que o professor vá tentar matá-lo ali, talvez ele tente chantageá-lo? Usando a menina com câncer! “Se você contar pra alguém, ninguém vai acreditar em você porque eu preparei um álibi e blá blá blá e ainda mato a garotinha”. Enfim, foi um episódio bem mais interessante e colocou bem a história em direção à reta final.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Faz mais sentido mesmo. E espero que essa mulher não tenha mais nenhuma importância pra história, senão isso terá sido um spoiler muito safado =P

      • Fábio "Mexicano" Godoy

        Interessante. Mais interessante ainda porque nessa nova linha do tempo a Airi sequer conhece o Satoru, mas o Satoru obviamente deve se lembrar dela.

      • Um caminho completamente diferente do esperado, uma nova oportunidade ( Ou não ) Para o Satoru conseguir algo para si mesmo. Kayo com o Hiromi foi tão triste de se ver, achava justo o Satoru faturar a Kayo depois de tanto esforço ( Apesar de eu shipar ele com a Airi ) Enfim, Como ele foi salvo? Eu tbm acho q é dificil o anime mostrar isso, mas tem a possibilidade de falar que ele foi salvo pela Airi , Já pensou?
        Mas caso realmente acontecesse, seria mta obra do Destino , Satoru + Airi é o que restou , bora lá Satoru!
        Um detalhe que as pessoas tem cuspido pelo cutuvelo , é falar que o Satoru salvou a mãe dele , sendo que na linha atual tudo está acontecendo 3 anos antes da morte dela .. Aposto mais na hipotese de a menina com cancêr ser morta e a culpa cair em cima de quem? Satoru claro, o que você me diz sobre essa alternativa? afinal, o Yashiro gosta mesmo é do prazer de matar e jogar a culpa em outro.

      • Fábio "Mexicano" Godoy

        Sabe que eu não acho triste a Kayo ter se casado com o Hiromi? Não acho que ela estivesse “destinada” ao Satoru. E mesmo que o Satoru tivesse algum sentimento por ela (o que eu não tenho certeza), ele salvou a vida dela porque era o certo a fazer, não pra ser um “cara legal” e “faturar” a mocinha no fim, não é? Esse tipo de “cara legal” que na verdade tem segundas intenções é um tipo horrível de pessoa que, infelizmente, existe muito por aí no mundo real mesmo. E mesmo de um ponto de vista puramente pragmático há duas outras considerações à favor do casamento da Kayo: primeiro que ela não poderia esperar para sempre até que ele talvez acordasse, e segundo que ela ter chegado a constituir família é em si um presente para ele, porque isso só foi possível graças a ele, foi esse o futuro pelo qual ele desejou – e foi esse o caminho adotado pelo anime, com a Kayo agradecendo-o e tudo mais. Acho que ele chorou de emoção mesmo, não de tristeza.

        Sobre quem o salvou, o Alex aí em cima já disse: uma mulher aleatória que não aparece nunca mais na história. Não importa mesmo =)

        E o prazer do professor não é matar e jogar a culpa em alguém (o que eu mesmo já cogitei em artigo sobre episódio passado), mas sim dar esperança a alguém que já não tem nenhuma só para esmagar a pessoa depois. É essa a moral da fábula do fio de teia de aranha que ele contou. Uma garotinha com câncer naturalmente se encaixa nesse estereótipo e ele está apenas aproveitando que o Satoru acordou enquanto ele já seguia seu plano normal com a garotinha para, provavelmente, chantageá-lo.

        E sim, se as datas estiverem corretas, ele voltou antes da mãe dele morrer, mas o futuro já mudou completamente. Ela até pode morrer, mas não será daquele jeito. De todo modo, acho que ela não morre mais porque acho que não vai ter viagem no tempo mais.

Discussão