Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Ainda parece ser uma conspiração, mas uma bem estúpida agora. Seus objetivos e quem está por trás dela agora é completamente obscuro, e existe a chance de que seja apenas um acidente, o que seria pior ainda.

Mas nada, nada, nada é tão ruim quanto o modo de operação e a forma como funciona essa “conspiração”. Para um anime que tentava até então ser tão verossímil, tão realista (apesar de menores de idade pilotarem navios de guerra em um mundo em que o nível do mar subiu catastroficamente), a forma particular de “tomada” dos navios é total e completamente estúpida.

Curta o anime21 no facebook:

O episódio já começou com um mau presságio: crise! Qual crise? Acabou o papel higiênico. Não está acabando comida, não está acabando combustível, o que está acabando é o papel higiênico. Por alguma razão, quase todas as garotas acharam segundos e terceiros usos muito úteis e interessantes para o papel higiênico e assim o gastaram loucamente, a ponto do navio ainda estar folgado em provisões no geral mas o papel higiênico ter se esgotado. Não vou reclamar delas não terem percebido isso antes, afinal estiveram em várias batalhas consecutivas, de forma quase incessante. Só agora tiveram tempo de verificar os suprimentos. No fundo é um pouco forçado sim (se estavam tão ocupadas como tiveram tempo para gastar o papel em primeiro lugar?), mas em um anime sobre garotas colegiais pilotando sozinhas navios de guerra é o tipo de coisa que dá pra deixar passar.

Um enredo nota dez

Um enredo nota dez

Mas acabar papel higiênico soa estúpido de qualquer jeito, não é? Invoca nossas memórias mais infantis de piadas escatológicas. Por isso senti aí o mau presságio. Que se confirmou quando, ao invés de me mostrarem mais um episódio de batalha, as garotas saíram às compras. Não reclamo do cenário, que mais uma vez achei interessante: o mar se tornou muito mais importante do que era antes, muito mais pessoas vivem literalmente no mar, daí que surjam instalações antes encontradas apenas em terra firme no meio do mar. O shopping e o barco de transporte que leva até ele me pareceram bastante razoáveis e interessantes. O que não é tão interessante é assistir garotas fazendo compras em um anime militar.

Felizmente esse foi um elemento pequeno do episódio no fim das contas. O Harekaze continuava em alto-mar e as garotas continuavam sob risco permanente de ser encontradas e atacadas por outro navio. O episódio foi quase tenso por poucos minutos. Depois o foco passou para a relação entre a vice-capitã e sua mãe, o que é muito interessante e é algo que eu gostaria de ver desenvolvido mesmo. De cara, uma das garotas da engenharia pegou a Mashiro sozinha experimentando o quepe de capitã e disse algo que para mim soou, naquele momento, sinistro: “eu queria que você fosse a capitã”.

A Mashiro ainda se ressente de não ser a capitã

A Mashiro ainda se ressente de não ser a capitã

Ela não disse “eu acho que você seria uma boa capitã”. Ela disse que queria que a Mashiro fosse a capitã, o que implica necessariamente que ela não queria que a Misaki fosse a capitã. Senti nesse momento que o anime poderia estar entrando no enredo da conspiração, mas ai, eu estava enganado. Provavelmente essa fala foi só uma tradução imperfeita e ela quis dizer que acharia a Mashiro uma boa capitã mas sem comprometer sua lealdade à Misaki. Não, a conspiração não estava nisso. Estava em um rato esquisito de olhos vermelhos.

Enquanto estavam paradas aguardando a volta das moças que foram fazer compras, algumas garotas à bordo do Harekaze ficaram pescando itens aleatórios no mar. Parece que o mar está muito poluído nesse futuro fictício, porque elas conseguiram brincando uma quantidade enorme de caixas. Em uma delas, um rato. Em um navio que possui um gato, ele foi perseguido e a garota mais quieta da ponte o protegeu. Enquanto isso a capitã Misaki e as demais que a acompanharam para fazer compras foram capturadas por uma unidade das Blue Mermaids que responde a uma irmã mais velha da Mashiro (o clã Munetani tem poder!), que prontamente as ajudaram a retornar para o navio, adicionalmente convocando não um, mas dois navios de suprimentos para consertar e reabastecer o Harekaze.

Pergunta retórica: se localizaram o Harekaze, porque não o escoltaram até seu destino? Se o objetivo era protegê-lo me parece uma escolha óbvia. Mas apesar do realismo e da verossimilhança impressos ao enredo de Haifuri até aqui, nem tudo é óbvio. E a coisa menos óbvia possível aconteceu: um rato com poderes de dominação mental fez a Tama, que o havia protegido do gato, enlouquecer assim que viu os demais navios se aproximando e os atacou. A “conspiração” toda de Haifuri é na verdade uma infestação de ratos psíquicos. O Harekaze foi consertado pelos navios de suprimentos, mas como consertar a história de Haifuri depois disso?

Minha cara no final desse episódio

Minha cara no final desse episódio

  1. Excelente matéria Fábio, este episódio nem digo nada, eu percebi que a trama ia sofrer um downgrade quando apareceu o problema do papel higiénico a minha cara foi de wtf, que mer.. eu acabei de ver/ouvir se fosse falta de rações militares, falta de água ou outros bens de primeira necessidade estava bem agora papel higiénico bem fazer o quê quem escreveu o roteiro é que sabe. Quanto à cena da Mashiro a usar o boné de capitão, de inicio achei inocente, uma simples curiosidade, mas o choque deu-se quando uma das engenheiras disse para ela que queria que ela fosse a capitã, em vez de Misaki, nesse momento achei cinismo, a Misaki exerceu bem o seu papel de capitã durante os ataques, quanto a Mashiro não fez nada decente até ao momento não acho que a engenheira deveria ter dito aquilo faz parecer falta de consideração pelo esforço da capitã actual está a fazer. Pessoalmente não acho que a Mashiro daria uma boa capitã (tem umas atitudes meio estranhas), as outras membros do Harekaze querem que ela seja a capitã porque ela é filha da manda chuva da escola (ressaltando nem todas partilham desta opinião) em vez de outra pessoa que não tem familiares no ramo.
    De resto o episódio foi razoável, mas acho que os ratos ainda vão dar que falar lá mais para a frente.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Olá!

      Tirando o subenredo da Mashiro (que como você bem lembrou, nem é uma personagem tão boa por si só), esse episódio só me deixou triste.

  2. Que coisa!
    Munição acabando, equipamento danificado e a grande crise foi faltar papel higiênico por causa de desperdício!

    Camaradas, não fiquem tristes! Ainda é possível salvar o anime se considerarmos que o rato pode ser uma arma biológica com o objetivo de causar a discórdia e a desconfiança entre os combatentes.
    Mas quem teria criado esses bichos? Qual o objetivo?
    O próximo episódio já está chegando, vamos ver se melhora…

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Acredito que a desculpa do anime vá ser algo nesse sentido mesmo. Mas de tantas conspirações possíveis, jura que vai ser um rato…? Se o anime fosse fantasioso desde o começo tudo bem, mas dentro da proposta dele vinha tentando ser bastante realista. Ficou estranho demais.

Comentários