Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, e venho com mais um artigo de Aoyama-kun!

E neste episódio é citado um autor de mangá que está no colegial, o qual faz um dos mangás mais badalados do momento. Como ele está no colegial, é super simples conseguir todo o material que precisa para a sua obra, principalmente quando se quer ficar famoso às custas dos outros.

Qualquer situação para o autor serve, como uma professora que confisca o mangá dos outros(inclusive achei uma cena absurda ela ter rasgado o volume novo só porque está com o coração amargurado), uma pessoa que cuida de gatinhos e quase os têm confiscados também, e entre outras situações. Porém, o que mais temia que acontecesse aconteceu: a imagem de Aoyama foi completamente distorcida, fazendo com que ele se tornasse o vilão mais aclamado e malvadão dos mangás.

Mas enfim, né, gente? Tudo o que faz sucesso muita gente quer destruir. Recalque? Ódio? Inveja? Não dá para definir, mas a imagem dessa pessoa foi levada a um grande extremo. Aoyama não é um personagem que gosta de ter a atenção voltada para si. Por outro lado, também não gosta de esconder o quão bom é no futebol. Embora ele tenha uma enorme torcida, não é algo que ele queira de verdade. E o Ozaki conseguiu distorcer isso tudo.

Acontece que um autor de mangás que se preze precisa de novas ideias o tempo todo. No caso dele, é ainda mais fácil com situações do dia a dia, e o seu olhar de “mau” faz com que as outras pessoas tenham medo(mas achei muito boa a cena dele salvando os gatinhos de serem pegos, mostrando que ele não é alguém tão ruim assim). E, embora esteja tendo o sucesso que tanto desejava, principalmente porque a tão almejada adaptação de seu mangá para anime está próxima, ele não consegue descansar um minuto sequer, e o sucesso que Aoyama tem no colégio por conta de seu futebol e seu jeito “misterioso” o chamou a atenção.

No caso, Ozaki queria que a fama de Aoyama decaísse indiretamente, transformando-o no vilão de seu mangá, e quanto mais a atitude dele mudava, mais os leitores gostavam. Mas uma atitude do vilão fez com que a audiência caísse de novo, e com que a adaptação animística ficasse em risco. Mas isso é bem normal no mundo dos mangás, como não dá para ficar em cima do ranking para sempre, a cada edição da revista que eles são publicados pode fazer com que a audiência aumente ou diminua. Bakuman é um mangá/anime muito interessante que mostra como é difícil a trajetória de um mangaká, e como é difícil se manter no topo do ranking, mesmo tendo muitos autores excelentes por aí.

Bakuman: um anime/mangá muito bom que retrata o quão difícil é ser um mangaká ainda no colegial.

E ser um autor de mangá não é nada fácil, mesmo. Uma pisada na bola faz com que milhares de fãs fiquem com raiva, e tanta raiva pode culminar com o cancelamento da obra também. Quantas obras não foram canceladas por tal falta de popularidade? Isso me fez lembrar de Katekyou Hitman REBORN!, uma mangá que estava fazendo um sucesso absoluto no Japão e que, em determinado momento, a popularidade caiu drasticamente. Ou o famosíssimo Bleach, que terminou de qualquer maneira(infelizmente só mangás da Shounen Jump me vêm na cabeça este momento. Se lembrarem de mais alguns, me falem, por favor), além de mangás que terminaram por causa de direitos autorais. É um mundo bem cruel, onde você agrada ou não, e os fãs estavam dizendo que Ozaki não entende nem um pouco os sentimentos dos fãs.

Com essa falta de entendimento, além da decaída drástica da popularidade, o autor fez de tudo para que a história retomasse ao rumo certo, e só foi possível quando o vilão voltou a ser o mesmo(ao menos nos golpes e na malvadeza).

Bom, acredito que este episódio foi um dos mais interessantes de Aoyama-kun, por poder abordar muitas coisas sobre o assunto. Só não coloco ainda mais coisas, senão o texto fica quilométrico e cansativo de ler, mas acredito que a ideia principal nós conseguimos entender. Mas isso de popularidade não acontece apenas no universo dos mangás, mas como também nas comix, nos livros, em mídias televisivas também, além de rádio.

Saber a opinião dos fãs é muito importante.

Está tudo tão conectado, que é uma lástima quando se perde a audiência, e fazem de tudo para tê-la de volta, principalmente colocam assuntos que estão em pauta, e explicam de uma maneira chamativa(sabemos como a Globo gosta de chamar a atenção através de cenas de sexo e assuntos como opções sexuais, por exemplo). Opa, tirei o foco do mangá para algo mais conhecido, mas é mais ou menos dessa maneira que funciona. E sabemos que os mangás que fazem sucesso tem um material de certo conteúdo machista para atrair o público, o que de certa forma é bem triste.

Muito obrigada por lerem o artigo até aqui, e nos vemos no próximo!

Sinceridade é tudo, mas quando usam a arte como desculpa para não ler, eu dispenso.

Comentários