Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

O quarto episódio de The Reflection já está no ar e o enredo está se desenvolvendo de forma bem interessante. Estão sendo abordados duas histórias paralelas que devem se cruzar a qualquer momento, além de já sermos apresentados a um princípio de equipe e novos personagens.

Para começar, temos as Allen desaparecidas. Eu não sei se foi só eu, mas as “pistas” que a Eleanor vem encontrando não estão levando a lugar nenhum e não tem nada a ver com nada. Ela vê um borrão, uma sombra e já deduz tudo, e acho que isso poderia ser mais bem trabalhado. De qualquer forma, a trama está progredindo e já fomos apresentados a dois novos personagens: Merchant e Trader.

Ainda não foi revelado se eles tem alguma relação com a equipe do Stan Lee, mas aquela cena final deu a entender que eles estão reunindo os refletidos e não engolindo eles como o cara do bar falou. Já que temos duas equipes diferentes com objetivos parecidos, é possível que haja algum envolvimento, e isso pode aparecer no próximo episódio.

E por falar em equipe, já temos um princípio disso por parte dos heróis. Eu consigo imaginar um “road movie” dos três protagonistas resolvendo casos de desaparecimento e enfrentando o crime. Além disso, gostei da forma como os poderes não são perfeitos e “falham” de uma certa forma. Isso ainda não aconteceu com X-On, mas o que me intriga é porque ele ainda não pegou o poder das duas garotas. Não seria a coisa mais óbvia a se fazer? Ou será que quando ele faz isso afeta as pessoas como a Vampira dos X-Men?

A clássica equipe de desajustados

Pra fechar essa equipe de heróis, só com nosso Tony Stark azul. Eu achei que o personagem funcionaria apenas como um alívio cômico, mas nesse episódio foram abordados alguns pontos interessantes sobre a personalidade do cantor. Ele ainda está sendo afetado pelo fato de assumir outra identidade e as pessoas esquecerem da antiga. É como se ele estivesse competindo com ele mesmo, tornando seu arco um dos mais legais. A única coisa que está ficando chato é repetirem a mesma música várias vezes em todos os episódios. Tudo bem que é a trilha sonora do herói e se encaixa com a proposta dele querer transformar as lutas em um “show no céu”, mas já está cansando.

“Olha lá, ele vai fazer a pose de super-herói”

Além disso, ainda ficamos sabendo mais explicitamente como os seus poderes funcionam de verdade. Parece que tem relação com vibrações sonoras, o que faz todo sentido, pois ele é um cantor. Isso também explica que os poderes estão ligados à personalidade das pessoas. Eleanor se teletransporta porque sempre vivia fugindo, enquanto Lisa se agarra ao sonho de voar como o herói da infância. Fico pensando porque o homem-sapo e homem-morcego do primeiro episódio se transformaram naquelas coisas.

Coincidência? Acho que não

Mesmo não tendo nenhum episódio incrível ou uma ação que realmente empolgue, ainda estou gostando de acompanhar The Reflection. Vamos ver se Merchant e Trader vão realmente se revelar vilões que sequestram os refletidos ou se existe algum motivo por trás disso.

O artigo termina por aqui, nos vemos na próxima semana e EXCELSIOR!

Comentários