Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Knight’s and Magic continua me surpreendendo a cada episódio. Se no anterior tivemos lutas entre robôs e pudemos conhecer melhor alguns personagens, nesse tivemos a revelação do grande segredo por trás da criação do reatores de éter (lembrando que anteriormente certas pistas aguçaram a curiosidade) e uma noção real de que uma guerra realmente se aproxima (ainda que isso fosse esperado por conta de acontecimentos anteriores).

E para variar um pouco, começamos o episódio de maneira tensa. Digo isso porque além da situação apresentada ser ruim e perigosa, o anime pode me fazer sentir um pouco do perigo presente na cena. E bem, infelizmente foi um pouco apenas; poderia ser bem mais elaborado, mostrando os defensores do forte com um pouco mais de dificuldade, estando numa situação pior do que aquela mostrada. E se esse senso de perigo já tinha sido insuficiente, quando Ernie e sua trupe chegaram, a graça acabou de vez. E para nos mostrar que nem tudo estava perdido, tivemos a luta contra a rainha do inimigo.

Foi uma luta interessante, assim como a surra aplicada pela ordem da fênix na batalha anterior. Mas não porque a luta foi emocionante ou aparentemente difícil, assim como foi contra Behemoth, mas porque deu para ver um avanço maior em todos os silhouette knights e seus knight runners. Ao meu ver, a mudança foi tão grande que cheguei a pensar que havia pulado um episódio ou que estava esquecendo de algo importante do episódio anterior.

Já sobre a ida a vila dos Alvs foi uma parte cheia de descobertas. Fiquei surpreso em saber sobre o povo criador do reatores, afinal, tanto sua aparência quanto sua longevidade são coisas que eu não esperava. Claro que não houve apenas pontos positivos nessa parte, ainda mais quando Ernie consegue mais um feito impressionante sem grandes dificuldades, além de impressionar a todos (protagonismo cof~cof).

Juro que esse reator me lembra um anime onde os mechas tinham como núcleo um cérebro humano ou algo do tipo

E se por um lado tivemos esse grande ponto negativo dentre os positivos, o resultado final foi realmente incrível apesar de me causar preocupação. Sim, o mais novo mecha feito por Ernie para si é simplesmente incrível. Confesso que fiquei apaixonado pelo design dele, além de estar na expectativa de vê-lo em ação dada a origem de seus reatores. E é justamente isso o que me preocupa. Até então, Ernie sempre construiu mechas fantásticos apesar de não serem os mais fortes (como explicado na vila dos Alvs) e mesmo assim teve no máximo apenas um grande perigo durante sua trajetória, que foi Behemoth. Por isso eu me pergunto se os próximos inimigos serão um verdadeiro desafio. Aliás, acredito que todos esperam por isso já tem um tempo e, talvez agora contra um outro reino, esse perigo realmente possa existir, afinal, além de não termos quase nenhuma informação sobre o inimigo, seus armamentos são um mistério ainda maior se formos levar em conta o roubo do protótipo.

Comentários