Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Depois de um episódio interessante, que apresentou novos personagens e deu um bom caminho para a história, o dessa semana foi um pouco abaixo da média. Ainda continuamos na procura pelos refletidos, mas nada de uma luta empolgante ou um maior desenvolvimento da trama.

Uma coisa que estava funcionando no começo, mas que agora está cansativo, é a procura pelos refletidos. A equipe de heróis está crescendo, e já poderia ter existido algum conflito maior com os vilões. Como os dois grupos estão atrás do mesmo objetivo, acaba ficando repetitivo essa fixação por encontrar mais pessoas com poderes, e vale lembrar que já estamos na metade da série.

Versão brasileira

Além disso, as cenas de ação faltam alguma coisa para terem a mesma emoção dos demais animes. Neste episódio, por exemplo, tivemos três sequências acontecendo ao mesmo tempo, mas nenhuma que chamasse atenção. Inclusive, em um momento de transição, a música cortou de repente e isso me incomodou bastante. Nós temos heróis e vilões com habilidades interessantes, mas eles não estão entregando isso na prática.

Nós ainda fomos apresentados a um novo personagem, que se mostrou bastante útil e tem uma ligação com X-On, mas nada disso foi explicado. Por enquanto só sabemos que Jim é um detetive, mas ainda não foi dito se ele é um refletido ou não. De qualquer jeito, aquela sua cicatriz no rosto me deixou mais curioso sobre o personagem.

Um problema desse episódio foi a sensação de “personagem da semana” que a velha e a filha tiveram. Mesmo que seja uma história bonitinha de reencontro, ainda não tive interesse sobre as duas. Também não gosto do rumo que o anime está tomando, apenas apresentando pessoas com essas habilidades e tentando impedir que os vilões as encontrem.

Um dos momentos mais importantes do episódio foi a provocação da vilã com Eleanor. Mesmo que ela tenha falado de uma forma mais misteriosa, ficou claro que ela pretende usar os poderes de Eleanor para seu plano, que consiste em “fazer com que os refletidos se tornem um só”(?). Eu diria que ela esteja falando em unir os poderes de todos em uma só pessoa, talvez no próprio Stan Lee, assim como o All for One de My Hero Academia.

Minha vida faz mais sentido agora

O que não fica muito claro é como a habilidade de Eleanor pode ajudá-la nisso, mas eu arriscaria que isso possa ter a ver com teleporte entre dimensões. Eu lembro que em X-Men, os poderes do Noturno (que também se teletransporta) tinham uma relação com isso, pois ele passava por uma outra dimensão antes de se teletransportar, só que rápido o suficiente para que ele não percebesse.

Outra coisa que não ficou muito clara é quem seria essa tal escuridão. Será uma pessoa? Uma organização secreta? Aliás, onde está aquela força policial parecida com a S.H.I.E.L.D. em um momento como esses?

O episódio só não foi um caso perdido por conta da entrada triunfal de I-Guy, que deve ganhar destaque na próxima semana. Eu lembro de ter falado em algum artigo atrás que a música dele já estava ficando cansativa, mas dessa vez foi ótimo ouví-la de novo. Parece que teremos o grande encontro desses dois núcleos e finalmente dar uma boa avançada na trama. Já temos bastante gente na equipe dos mocinhos e os vilões estão quase completando seu plano. Espero que em breve exista um grande confronto entre os dois lados e que respondam todas as perguntas o quanto antes. Não é incomum os animes deixarem para resolver tudo no último episódio e não gostaria que isso se repetisse aqui.

De novo as quatro garotas: guardem esses rostos

EXCELSIOR!

Comentários