Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Do ponto de vista geológico e biológico, o abismo é formado por várias camadas com ecossistemas distintos cuja biodiversidade é extremamente rica e fascinante. Pouco se sabe a seu respeito, visto que, se não me engano, só 10% das espécies foram catalogadas até agora. Existem também as inúmeras riquezas que atraem exploradores de todas as partes. Mas o ponto que eu quero chegar é que há muitos elementos que compõem o abismo, e alguns deles não são tangíveis aos nossos olhos.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Nasce uma grande amizade

Sob o olhar mais romantizado poderíamos dizer que o abismo é feito de sonhos e aventuras. E por que não esperança? Tanto as crianças do orfanato como as crianças de rua sonham com uma vida melhor ao se tornarem exploradores de cavernas.

Foi justamente a esperança a força motriz da nossa heroína e daquelas crianças abandonadas, da qual a Nanachi e a Mitty faziam parte. Riko ainda acredita na possibilidade de ver a sua mãe, enquanto isso, em um outro contexto, um grupo de crianças deixadas à própria sorte sonhavam com dias melhores.

Pessoas sem esperanças são terrenos férteis para aproveitadores disfarçados de “salvadores”, que usam da oratória para enganar sua vítimas. As palavras sedutoras de Bondrewd era tudo o que aquelas pobres crianças queriam ouvir. Dentre elas, tinham duas crianças completamente opostas que chamaram a atenção: uma cheia de energia e sonhos, e a outra completamente desiludida com a vida, porém esperta.

Existem tesouros nos quais não podemos tocar, a amizade é um exemplo. Se antes a Nanachi não tinha nada, agora ela passou a ter algo mais precioso do que qualquer relíquia que o abismo poderia oferecer. Essa história provou que está longe de ser um conto de fadas, e que só sonhar não adianta nada.

Entretanto, não é só de desespero e morte que vive o abismo; nele existem sonhos, como o de uma garotinha chamada Riko que sempre se mantém firme até nos momentos mais difíceis. Há também companheirismo dos exploradores. Até alguém com personalidade complicada como a Ozen mostrou ser capaz de ser alguém generoso e humano. Mas, existem aqueles que não são confiáveis, vide Bondrewd. Infelizmente, ele não teve tempo de mostrar todo o seu potencial vilanesco.

O momento da morte da Mitty foi extremamente tenso e marcante para o anime, pois foi uma decisão extrema e, infelizmente, necessária, visto que ela estava sofrendo e continuaria a sofrer eternamente. A ausência de algum elemento que pudesse amenizar ou reverter a situação dela, fez com que não se tivesse outra escolha na narrativa a não ser a morte da Mitty.

Nessa parte, Made in Abyss mostrou mais uma vez sua faceta cruel em que coloca personagens dóceis e aparentemente inocentes em situações extremas.

Mas analisando bem, a declaração da Riko após ter despertado, corrobora para que a escolha de matar a Mitty tenha sido a escolha certa, fazendo com que o espectador passasse a aceitar melhor tal decisão, afinal ela não estava vivendo e sim tendo uma sobrevida aprisionada dentro de um corpo, que não era mais seu corpo original. A verdadeira Mitty já estava morta há muito tempo, e a sua companheira sabia muito bem disso.

Ver a trajetória do balão com a mensagem da Riko foi muito simbólico, pois significa as dificuldades pelas quais nossos aventureiros já passaram, e ao ver que a mensagem chegou ao seu destinatário final foi bonito e ao mesmo tempo gratificante.

Esse anime se despede como um dos melhores da temporada, tanto visualmente, tecnicamente, e principalmente no que diz respeito a sua história, que foi contada sem pressa e com riqueza de detalhes. Vale destacar também a sua linda trilha sonora que esteve presente em vários momentos da obra.

Eu gostei muto de comentar a respeito desse anime, mas chegou o momento da despedida, não só do anime como da temporada que se encerra.

Obrigado por ter lido este artigo, e até a próxima temporada!

Comentários