Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

A animação desse episódio foi uma frustração só. Quero dizer, que animação, né? O episódio foi praticamente um slideshow, uma grande sequência de imagens paradas, eventualmente com panning para não parecer estar tão parado assim. Algumas animações em super close-up de poucos quadros, a maioria de bocas se mexendo (o que dá uns três ou quatro quadros), e é isso aí. Claro que teve uma ou outra cena animada de verdade, mas se 90% do episódio não foi uma contínua alternância entre todos esses truques de animação que eu citei, rasgo minha carteirinha de Metido a Sabichão.

Mas não é a essa frustração que o título do artigo se refere. Afinal, Wake Up, Girls! tem um histórico já com animação limitada. É praticamente um dos elementos recorrentes da franquia, não poderia ficar de fora da segunda temporada para a TV, né? Mas que o show das sombras do I-1 Club no começo do episódio foi engraçado, ah, isso foi! E o tema “frustração” também tem a ver com as rivais das protagonistas.

Ler o artigo →

Esses dias eu vi que muita gente vem reclamando da ending do anime. O motivo? Ela mostra a ordem de mortes exatamente como vem sendo e muito provavelmente como será. Não culpo ninguém por reclamar disso, afinal, o modelo continua o mesmo e se tivesse que dizer sobre alguma mudança, só poderia citar o atraso de alguma morte ou algo do tipo. Então, no final pode-se concluir que o anime vem se auto destruindo a cada episódio que passa, pois se alguém esperava ansiosamente para saber quem seria o vencedor, ficará esperando sentado pela eternidade.

Ler o artigo →

Opa! Tudo bom com vocês?

Que episódio foi esse? depois de 4 episódios esse é o primeiro episódio no qual eu já não consigo mais esperar para ver o próximo. Talvez pelo fato do anime ter apenas 10 episódios coisas tão importantes aconteceram no mesmo episódio, mas foi simplesmente um episódio que me fez ansiar (e bastante) pela continuação.

Ler o artigo →