Bom dia!

Esse título ficou legal, não ficou? É uma referência fácil, mas sempre bem-vinda. E em uma história de horror parece se encaixar perfeitamente. E eu certamente já abandonei toda esperança, mas não é bem disso que se trata a esperança em questão…

A esperança que eu perdi é a de que esse anime faça uma só coisa certa do começo até o fim. Ousama Game tem eventuais bons momentos, ou boas oportunidades, mas nunca faz delas bom uso. Se leu e ainda se lembra do meu já longínquo (desculpe pelo atraso) artigo sobre o episódio 8, eu escrevi lá como eu imaginava que o jogo do quebra-dedos poderia render alguns momentos de tensão interessantes. Nem fazia questão de algo realmente bom, estaria satisfeito com o interessante. Mas quê! Esperança de que Ousama Game possa ser interessante? Deixa pra lá!

O Teruaki quebrou todos os seus dedos de uma mão, como visto no final do episódio 8, e ao contrário do que uma ilustração que apareceu durante o episódio deu a entender, cada dedo valia um ponto mesmo. Até aí tudo bem: 4 pontos negativos para a Natsuko, 1 negativo para a Aimi, 1 positivo para o Nobuaki. A Aimi é a “única amiga” da Natsuko que só agora a gente descobriu que era amiga dela. Ok, não exatamente agora, mas no começo desse arco, o que é suficientemente “agora” para eu dizer que foi sacado da cartola – e eu vim aqui assistir anime, não truque mágico. De todo modo, ela não era amiga da sala inteira? É natural que a tenham virado às costas depois que ela se revelou uma psicopata, mas eu gostaria de ter visto quando foi que isso aconteceu. Quando todo mundo, exceto a Aimi, abandonou a Natsuko. Como aconteceu e por quê.

Quem é que lambe pedras? Raios, já tinha passado a vez dela, como a deixaram impune enquanto lambia pedras? Acharam que ela não faria nada de mal depois disso? Quem lambe pedras só pode ser uma má pessoa

Mas tudo bem, até vilões podem ter amigos, suponho. Isso não implica deixar de ser vilões, porém, e assim a Natsuko resolve o aperto em que foi colocada pelo Teruaki quebrando quatro dedos da Aimi. Sem pedir pra ela, é lógico, agarrou a mão da garota e mandou ver. Que amizade linda! Mas é o que se espera da Natsuko, não é? E não quebrou apenas quatro dedos para se salvar, mas a mão inteira da Aimi para salvar também a sua amiga! Ela salvou a Aimi! Bom, com um dedo que não lhe pertencia, mas salvou. Agora sim, pode-se dar a ela o troféu de amiga do ano? Não exatamente. Quero dizer, ela disse na cara da “amiga” que, além dos quatro dedos que já havia quebrado para se salvar, e apesar da Aimi estar disposta a morrer, a Natsuko quebrou mais um dedo dela para que, quando necessário, no futuro, a Aimi pudesse se sacrificar (ou ser sacrificada) pelo bem da própria vilã. Que vilanesco!

Por que deixaram ela chegar até esse ponto antes de reagir?

Eu já disse que acho-a uma vilã do tipo burra, não é? Do tipo mais burro possível. Ela está em uma situação em que depende dos outros para não morrer. Depende da ajuda deles, como foi o caso da Aimi (bom, seria o caso, normalmente), e depende que os outros pelo menos não tentem matá-la. Mas quem, tendo oportunidade e pretexto, não tentaria matar a Natsuko depois de tudo? Apenas duas pessoas: a Aimi e o Nobuaki. Todo o resto da sala está pronto para voar no pescoço dela. Alguns podem fraquejar na hora agá, matar não é fácil afinal de contas, mas outros podem simplesmente ser como o Teruaki e não hesitar nem mesmo por um instante. Só a Aimiga e o Bobuaki que não a matariam mesmo. Bobuaki? Não sei se ele é tão bobo assim. E também não sei se a Natsuko é realmente burra. Mas deixo isso para depois.

Um fato importante sobre essa cena forte de afeto, amizade e dedos quebrando, é que a turma inteira estava reunida. Todo mundo viu a Natsuko pedir para a Aimi quebrar seus dedos. Todo mundo viu a Natsuko agarrar a Aimi. Todo mundo viu a Natsuko pular em cima da Aimi. Todo mundo viu a Natsuko quebrar os dedos da Aimi. E só aí, com o fato já consumado, o Nobuaki a derrubou, impedindo que continuasse. Esqueça sobre ter coragem de matar: essa gente não tem coragem de levantar o braço. O Nobuaki, que já passou por muito, é corajoso, mas continua sendo o incompetente de sempre.

O temível Borrão Negro envolveu o pescoço do Teruaki e o decapitou

E claro que de alguma forma o Teruaki morreria no final do episódio: a Natsuko bloqueou o Rei em seu celular, o que é proibido, ele passou o dia inteiro sem verificar isso e no final foi punido com a morte. Seu amigo havia ido comprar uma boina pra ele, sei lá porque, quero dizer, realmente não me parece o melhor dos momentos para comprar boinas, mas vá lá, talvez eu não entenda amizade direito, né, e só chegou ao local onde todos haviam se reunido quando o cabeleireiro auto-didata já havia morrido. Ele ficou chocado. Traumatizado. Seria uma cena forte se a censura e a animação ruim não a tornassem patética. Mesmo assim ele ficou traumatizado. Mas melhorou rapidinho no episódio seguinte. Que psicólogo que nada, é só trocar umas palavras com o Nobuaki!

No episódio 10 eles todos são ordenados que corram até um lugar tão distante que há quem questione se é mesmo possível terminar em um dia. A cada oito horas um deles será punido, e dada a distância e as limitações (proibido usar veículos e… equipamentos? O que isso quer dizer? Tênis são equipamentos de corrida afinal, eles deveriam estar correndo descalços?) é certo que é impossível terminar essa prova sem duas ou três pessoas punidas – quase certamente com a morte. Mesmo assim Nobuaki não desiste de ninguém. Quer salvar todo mundo.

O infame CPR submarino

Hei, Nobuaki, isso é impossível! Não estou defendendo o cinismo homicida da Natsuko, mas nesse caso não há remédio: pessoas vão morrer. O sensato seria que se reunissem para decidir uma forma de tornar essa competição o mais honesta possível, para pelo menos evitar traições, brigas internas e mortes desnecessárias – como já aconteceu. “Evitar” talvez não fosse possível, mas se a intenção é tentar, esse era o caminho. E sabe, nem cobro que realmente isso fosse feito. Eles são adolescentes ameaçados de morte, afinal, talvez o desespero seja inevitável. O que não é inevitável é a burrice do Nobuaki. Ele tentou fazer ressuscitação cardio-pulmonar debaixo d’água!! Só insanidade ou sordidez manipuladora explicam o Nobuaki – ele já mandou a namorada estuprar o melhor amigo, afinal, boa pessoa o Nobuaki não é. Ou um roteiro mal escrito.

Se o anime não fosse tão horrível, se não fosse claramente mal escrito, eu sacaria uma hipótese muito interessante para a Natsuko: talvez ela queira morrer. Talvez seja uma vontade até inconsciente, mas ainda assim uma vontade verdadeira, do fundo do coração. Ela já passou por esse jogo. Está traumatizada como o Nobuaki. Foi traída. Perdeu pessoas importantes. Fazer-se detestável é a melhor forma de garantir que será morta. Talvez ela sinta-se detestável por ter sobrevivido o jogo anterior e quer que alguém a mate agora, cheio de ódio no coração. Isso a explicaria bem, e veja só, inverteria completamente os sinais na história! O Nobuaki diz querer salvar todo mundo, mas está apenas manipulando-os para conquistar sua simpatia para que ele sobreviva. Enquanto isso, ela se faz uma pessoa horrível disposta a tudo para sobreviver apenas para que a matem logo.

Seria legal se fosse isso. Mas eu sei que não é, Ousama Game é só mal escrito mesmo. Há muito já deixei para trás toda a esperança. Ô Virgílio, que círculo do inferno você me recomenda? Tá sabendo de algum lote livre bem baratinho, com uma boa vizinhança, para eu passar a minha danação eterna?

Um capeta pra me torturar já garanti

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Fico feliz em saber! Só não sei se agradeço ou peço desculpas, uahauhauahauh!

      Mas assistir animes ruins faz parte também, um ou outro de vez em quando não mata ninguém =D

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

Discussão