Se por um lado tivemos várias batalhas sem descanso algum no início, nos últimos episódios estamos tendo uma explicação mais clara sobre o detalhes relevantes da história. E apesar disso tudo estar disfarçado de uma espécie de Romeu e Julieta, as guerras estão cada vez mais próximas e junto delas, a possibilidade de uma final trágico assim como a história original.

Confesso que gostaria muito que desse tudo certo para o casal, mas a sensação ruim de que não vai rolar vem sendo algo que me incomoda. Isso tem relevância para a história? Provavelmente não, mas para quem gosta de romances e torce por casais isso pode ser sim interessante. Porém, muito mais do que isso, temos uma explicação (ou quase isso)  sobre o incidente onde os dois arquiduques morreram. E dessa história vale destacar que ambos possuem inimigos dentro de suas organizações, afinal, eles ainda não possuem a confiança do povo. Claro que ainda tem muito detalhe obscuro envolvendo aquele incidente (como por exemplo os sinais mostrados em diferentes momentos que eram extremamente parecidos), mas até lá, veremos como a história vai se desenrolar.

E infelizmente o episódio não passou muito longe disso. Metade do episódio foi gasto nessa história trágica de amor. Por outro lado, após isso tivemos reviravoltas principalmente quando se trata sobre o posto de líder da União. Apesar de sua tentativa desesperada de tornar alguém em que realmente confia para suceder-lhe e ainda assim não encontrar, mostra o quão arriscado e incerto era o tal plano e seus resultados. Alexis encontra-se numa situação realmente ruim e mesmo assim seus aliados querem estabelecer uma relação de paz com a Aliança, mas qual seria a real intenção deles? Temos do outro lado uma organização que não está unificada por conta da falta de confiança entre a liderança e alguns nobres, e que precisa provar que merece ter algum apoio. Ou seja, teoricamente não há hora melhor para acontecer todo e qualquer evento político mundo afora.

Discussão