E parece que Nezumi Otoko atacou de novo! Tudo, é claro, foi em prol do dinheiro, da fama e do sucesso. Já não bastava ter levado uma surra no segundo episódio, teve que aprender a lição outra vez.

Podemos dizer que a carga de terror neste episódio foi um pouco maior que os outros, principalmente porque até envolveu uma morte. Este pode ser um anime mais voltado ao público infantil, mas com certeza é perito nas histórias de assombração que nos conta, principalmente porque os poderes dos youkais são mostrados de forma didática, apesar de que precisemos um pouco mais de pesquisas para entender o porquê deles terem determinado poder, ou então no que foram inspirados para apenas fazerem travessuras.

Com Kaminari não foi diferente. Inspirado no Deus do trovão, Rajin, ele pode controlar livremente o poder da luz e do trovão. No anime mesmo, ele consegue criar suas próprias ondas magnéticas para controlar a gravidade da forma que quiser. Provavelmente ele é mais um dos youkais que o autor da obra original criou. Com a vantagem de criar tanta energia, logicamente que Nezumi Otoko, quem o chamou acidentalmente, se aproveitaria disso. Mas é claro, usar um Deus em proveito próprio requer… consequências.

A aparição do excelentíssimo digníssimo Deus do trovão do anime, Kaminari.

Além de Kaminari querer sair com uma apresentadora de um programa de variedades, também queria que sua fama aumentasse. Mas é claro que não seria apenas isso que estaria por trás, não é mesmo? A jornalista investigativa, Igarashi Yukiko, descobriu que a grande empresa de Nezumi Otoko de geração de energia cometia o crime de evasão de divisas, além disso, pagaram propina para o prefeito da cidade e o yakuza Ameyama acabou tomando o seu lugar.

Mas que loucura, não? Não é à toa que alguém teve que morrer, e esse alguém era ela. Porém nem tudo dá certo para o Homem Rato, e nós sabemos disso, já que Kitarou consegue saber se tem problema de longe (tá, desta vez foi o pai dele que ficou preocupado, mas era óbvio que o protagonista sabia que Nezumi Otoko estava aprontando algo, mesmo enquanto estava jogando shogi).

A repórter investigativa, Igarashi Yukiko, antes de morrer.

Como kaminari possui poderes elétricos e se sentiu traído pelo meio-youkai rato que conhecemos, resolveu atacar os envolvidos pelo projeto de energia barata. O pai de Kitarou, sabendo disso, colocou em prática os seus conhecimentos sobre eletromagnetismo e fez com que o filho ganhasse a luta. Infelizmente, teve uma hora que eu estava torcendo para que o Kaminari transformasse o Nezumi Otoko em pó, mas acho que seria mais piedoso que com a mulher que morreu, já que ele é praticamente imortal, e a mulher, não.

Infelizmente, não apareceu nenhum youkai novo além do Kaminari, então:


Raijin, Deus do Trovão:

Farei uma sessão para o youkai que deu base à criação de Kaminari. O seu nome vem de rai (trovão) e shin (deus). A aparência dos dois deuses é muito parecida, mas há uma lenda que Raijin adora comer umbigos humanos. O que mais se destaca é o fato de ter oito tambores em sua volta, responsáveis por criar trovões, e ter um Raijuu, uma besta mitológica japonesa. Para mais alguns detalhes deste Deus, clique aqui.

Raijin, o Deus do trovão.


Muito obrigada por lerem este artigo até o final. Nos vemos no próximo. o/

Discussão