Para essa semana lhes trago a resenha do inefável OVA La Maison em Petits Cubes, de Kunio Kato, lançado em 2008. A Casa em Cubinhos, como pode ser traduzido em português, não é uma animação infantil como o seu título pode sugerir, na verdade ela retrata exatamente a coisa menos infantil possível em nosso entendimento humano cultural, o inevitável e obliterante passar do tempo, a transformação, o dissolver de qualquer ingenuidade perante a decadência do presente que consome o passado para, a partir dele, se manifestar.

Ler o artigo →