Acho importante começar essa resenha destacando uma coisa óbvia, Blade é uma adaptação! Mas porque destaco isso? Primordialmente pelo fato de que o Episódio 3 do anime se distanciou razoavelmente do mangá! Mas em segundo lugar, para entender o anime por si mesmo, e também, por minha vez, me distanciar do mangá, para assim analisar apenas o anime em si, o entendendo como uma obra por si mesma.

Não acho certo poluir o artigo do episódio debatendo o que significa adaptar uma obra, então recomendo que assistam esse vídeo em hyperlink, onde debato exatamente isso. E não é querer promover o vídeo nem nada, mas sim porque se trata de uma reflexão necessária se queremos ser justos para com o anime, ou mesmo para com as adaptações em geral.

Ler o artigo →

O segundo episódio de Blade reafirma e materializa o estilo que o primeiro sinalizou. O anime tem um gingado, uma dinâmica que balança entre cenas rápidas e diretas, sendo minimalista na exposição dos contextos e nos próprios diálogos. Os personagens bamboleiam entre as cordas que amarram habilmente os diversos momentos do episódio.

Ler o artigo →

Blade – A Lâmina do Imortal ou Mugen no Juunin, é uma história de samurais cheia de ação, filosofia, vingança e honra.

A obra de Samura Hiroaki foi originalmente publicada na revista “Afternoon” da editora Kodansha e durou de 1994 à 2012. Chegou a ter um anime baseado nas primeiras edições do mangá que não vingou (animação, traço e enredo muito fracos se comparados ao mangá) e um filme live-action muito bom (lançado em 2017 no Japão, mas que apresenta um final diferente para a saga) e recentemente uma nova incursão nos animes que será lançada pela Amazon Prime e promete traços e enredo fiéis ao mangá.

Ler o artigo →

Blade – A Lâmina do Imortal, também conhecido como Mugen no Juunin, que em português significa Habitante do infinito, estreou em uma nova adaptação em anime, prometendo adaptar à totalidade da obra em mangá, ao contrário da última adaptação, de 2008, que optou por cobrir apenas um fragmento da história.

Mugen no Juunin está sendo patrocinado e transmitido pela Amazon em seu serviço de streaming oficial. Isso é importante, retomo o porquê mais adiante.
Mas introduções à parte, o que dizer desse primeiro episódio? Bem, para mim foi a melhor estreia da temporada até o momento. Explico.

Ler o artigo →